TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Resenha Africa E Brasil Africano

Artigos Científicos: Resenha Africa E Brasil Africano. Pesquise 787.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  24/9/2014  •  1.168 Palavras (5 Páginas)  •  1.729 Visualizações

Página 1 de 5

África e Brasil Africano

O negro na sociedade brasileira contemporânea

Com o fim do tráfico de escravos foi interrompida a relação entre o Brasil e alguns lugares da África de onde chegavam milhares de escravos, a partir de então acabou a constante presença africana na comunidade negra que preservou com cuidado lembranças, conhecimentos, tradições, valores e crenças ensinados pelos mais velhos vindos da África.

Quando a escravidão foi abolida, ainda havia africanos no Brasil, mas os laços com a África se desfizeram com a interrupção do comércio com o outro lado do Atlântico. Apesar da ligação estreita que o Brasil manteve com regiões africanas até pouco tempo o desejo era extirpar do Brasil toda a lembrança africana. Portanto dá-se então o fim da escravidão e do contato com a África.

Enquanto, as variedades de aparência entre os homens fizeram que eles fossem classificados a partir de determinadas características físicas, se antes essas diferenças eram atribuídas a determinações biológicas que fazem com que os diferentes tipos fossem considerados mais ou menos desenvolvidos, hoje com o conhecimento esta provada que raças humanas não existem do ponto de vista biológico, todos são parecidos em termos genéticos.

A cor da pele, que é uma das variações a qual se definia as raças é o resultado da adaptação das populações aos diferentes níveis de radiação ultravioleta existente nos continentes, é determinada pelo tipo e quantidade de melanina. Assim a genética provou que a noção de raça não esta fundada em evidencias biológica e sim em distinções culturais. Com isso, a ideia de raça, esta na base do preconceito, que pode tanto se referir a uma marca quanto a origem.

Um ano depois do fim da escravidão com o novo regime político brasileiro, as ideias da superioridade da raça branca e de que os negros eram um obstáculo para a evolução do país ganharam força, se antes os negros eram marginalizados e perseguidos pela escravidão agora os motivos da marginalização se ligaram a obstáculos que suas tradições de origem africana significariam para a evolução da sociedade. Com essa maneira de ver as coisas o Brasil para atingir o mesmo nível das nações desenvolvidas deveria eliminar seu lado africano e negro. Sendo assim não foi possível a superação da ideia de raça.

Outro ponto fundamental para a sociedade brasileira era o fato de a mestiçagem estar inserida do Brasil, uma das características marcantes da sociedade brasileira é o fato de ela ser resultado da mistura dos povos e culturas que vieram para cá por vontade ou a força. Portanto somos um povo mestiço. Entre as pessoas que se encontravam em terras brasileiras é evidente a predominância de africanos sendo eles a principal força de trabalho.

Os elementos africanos estão na base das manifestações culturais populares, assim ao falar em mestiçagem do povo brasileiro refere-se à mistura entre africanos e os povos que eles encontraram aqui, e foi essa mestiçagem que se impôs como consequência da importação de africanos durante anos.

Quando o país deu pra traz o passado escravista, ouve alguns gestos de valorização da herança cultural africana, de forma restrita, foi quando o samba, o carnaval e a mulata passaram a serem ícones da identidade brasileira, mais parecia fácil aceitar a presença de elementos africanos nas manifestações culturais brasileiras, portanto manter convivência igualitária com negros e mestiços.

E como as mestiçagens se impunham, esta pode ser tomada como uma das principais características da nossa sociedade, o que antes nos envergonhava passou a ser valorizado como uma marca distintiva. A valorização da mestiçagem cultural, quase nunca veio acompanhada da valorização da mestiçagem física um vez que o preconceito contra o negro e o mestiço continuou a existir e a orientar as relações entre as pessoas.

As manifestações contra os negros e mestiços eram abertas havendo restrições á sua presença em determinados lugares públicos, apesar de existirem leis proibindo a discriminação ainda há dificultação ou mesmo proibição da entrada de negros em determinados lugares.

No Brasil, a mestiçagem vai sendo aceita pouco a pouco mesmo sendo bem lentamente, hoje aceitamos que todas as culturas e povos estão em transformação constante, relacionando-se uns com os outros e adquirindo características uns dos outros de forma evidente.

Como os mestiços e africanos se tornaram frequentes na sociedade brasileira ocorreu diversas manifestações culturais afro-brasileiras,

...

Baixar como (para membros premium)  txt (7.6 Kb)  
Continuar por mais 4 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com