TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Utilizando a Filosofia Lean para Melhoria do Processo de Expedição de Produtos de uma Empresa do Polo Industrial de Manaus

Por:   •  5/11/2019  •  Pesquisas Acadêmicas  •  2.139 Palavras (9 Páginas)  •  5 Visualizações

Página 1 de 9

        

Projeto de Pesquisa

        

TÍTULO:

Utilizando a Filosofia Lean para Melhoria do Processo de Expedição de Produtos de uma Empresa do Polo Industrial de Manaus

AUTOR:

Jorge Filipe Lima dos Santos

ORIENTADOR

Dr. Marcelo Albuquerque de Oliveira


 

  1. Introdução (não formatar)

 No período atual, as organizações buscam cada vez mais elevar o seu nível de competitividade, para alcançar uma melhor participação de mercado e elevar cada vez mais seus lucros. Segundo Dessler (2003), vantagem competitiva é toda e qualquer diferença que uma empresa pode impor em suas atividades onde ela se diferencie positivamente sobre os seus concorrentes, obtendo assim um aumento de sua atuação no mercado.

Com isso, fica evidente que as empresas se movimentam cada vez mais para melhorar todo o seu compêndio de atividades que comtemplam desde o processo de aquisição de matéria prima, até a entrega a seu cliente. Com isso se torna necessária o gerenciamento de cada parte da Cadeia de Suprimentos que, segundo Martin Chirstopher (2010), é um conjunto organizações que se vinculam em diferentes processos ou atividades a fim de produzir valor na forma de produto ou serviço a um consumidor final.

Uma dessas atividades da Cadeia de Suprimentos de uma organização ou produto que mais pode proporcionar uma maior agregação de valor e consequentemente aumentar o desempenho da empresa no mercado é a logística de distribuição que, segundo Novaes (2001), tem como finalidade atender a todas as necessidades do cliente de forma a reduzir custos realizando a entrega do mesmo no momento certo, com o nível de serviço desejado pelo mesmo.

As empresas determinam, que esse tipo de atividade deve ser realizado por um setor denominado expedição que gerencia essa atividade de Distribuição Física, buscando sempre identificar o que agrega ou não valor dentro desse processo logístico. Porém esse setor também é responsável por administrar o estoque que de produtos que estão prontos para serem enviados para o cliente (produtos acabados) aplicando as técnicas de gestão de estoque que, segundo Slack (2009), tem como finalidade encontrar o equilíbrio entre oferta e demanda. Contudo, Pozo (2010), acrescenta que é remotamente possível que as demandas futuras sejam facilmente previstas, em função disso se torna necessário manter um determinado nível de estoque que absorva as possíveis sazonalidades do mercado. Porém Nogueira (2012), explica que estoque acaba significando dinheiro parado, onde uma melhor estratégia para a empresa é garantir uma boa rotatividade de estoques para liberar capital e reduzir custos e que, aplicando a política de gestão de estoque mais adequada, a probabilidade de ter material parado ou faltando é reduzida significativamente.

Para identificar o que agrega ou não valor nessas atividades, existem uma série de filosofias e ferramentas capazes de mensurar e aprimorar o desempenho da organização. Uma delas, que é altamente utilizada nas organizações é a Filosofia Lean. Segundo Womack; Jones (1998), a filosofia Lean tem como objetivo a eliminação de desperdício ao longo do fluxo do produto, agregando valor para que com isso seja reduzido prazos, reduzido custo e aumentada a qualidade do produto. Porém Werkema (2010), fala que o foco da filosofia Lean deve ser na eliminação dos sete desperdícios que são determinados como excesso de estoque, excesso de movimentação, excesso de espera, excesso de transporte, excesso de defeitos, superprodução e perdas por processos.

Para a eliminação dessas perdas, é preciso desenvolver uma padronização para desenvolver as atividades de forma mais eficiente. Segundo Östlin (2008), a filosofia Lean engloba processos padronizados, onde eles desenvolvem características estáveis e previsíveis de modo a reduzir as falhas.

As principais ferramentas que podem auxiliar na melhoria do processo do setor de expedição e que empregam a filosofia Lean são: 5S’s, Kaizen e VSM. O 5S, segundo Filho (2003), é um método japonês, identificado nos anos 60, visando aprimorar os processos das empresas, os deixando mais enxuto e eliminando desperdícios. Zanella (2009), completa que o 5S pode desempenhar função técnica de apoio as práticas de gestão da qualidade e que se fundamentam em 5 conceitos: Seiri (classificação), Seiton (ordenação), Seiso (limpeza), Seiketsu (padronização) e Shitsuke (disciplina). Já o Kaizen se identifica como melhoria contínua. É o processo de aprimoramento contínuo de um determinado processo ou atividade, visando reduzir desperdícios e melhoras o desempenho de forma contínua. O VSM (Mapa de Fluxo de Valor), serve para mapear um determinado processo desde o início até o fim, buscando identificar os fatores que agregam ou não valor e uma forma de eliminar os “gargalos” do processo.

Mediante esses fatores, este projeto de pesquisa irá focar na viabilidade de utilização da filosofia e ferramentas Lean para melhorar o processo de expedição de matérias de uma empresa do setor eletroeletrônico do Polo Industrial de Manaus.

 

...

Baixar como (para membros premium)  txt (14.9 Kb)   pdf (265.8 Kb)   docx (92.6 Kb)  
Continuar por mais 8 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com