TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Valor Do Dinheiro No Tempo

Pesquisas Acadêmicas: Valor Do Dinheiro No Tempo. Pesquise 792.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  15/9/2013  •  877 Palavras (4 Páginas)  •  639 Visualizações

Página 1 de 4

Matriz de atividade individual*

Módulo: 2 Atividade: Módulo 2

Título: Transformação do dinheiro no tempo

Aluno: Thiago Lopes Pinheiro

Disciplina: Matemática Financeira MB20 Turma: MFQFEAD_T0102_0612

Introdução

No mundo contemporâneo, as organizações com fins lucrativos buscam cada vez mais potencializar seus resultados. Para dar suporte ao processo decisório, as organizações buscam através de análises detalhadas, informações que minimizem os riscos e ampliem os recursos.

O objetivo da atividade é analisar através dos regimes de capitalização simples e compostos, apontando as vantagens e desvantagens de cada regime, nas aplicações e captações de recursos financeiros. Segundo Groppelli e Nikbakht (2006, p.53):

Risco, ou incerteza acerca do futuro, também causa um declínio no valor do dinheiro. Como o futuro é incerto, o risco aumenta com o passar do tempo. A maioria das pessoas deseja evitar o risco, assim, valorizam mais o dinheiro agora do que a promessa do dinheiro no futuro. Eles se dispõem a entregar seu dinheiro pela promessa de recebê-lo no futuro apenas se forem adequadamente recompensadas pelo risco a ser assumido.

Justificativa

Este estudo buscar dar base aos gestores, através de um conhecimento mais detalhado dos regimes de capitalização, possibilitando a percepção da transformação do valor do dinheiro no tempo.

Desenvolvimento

Regime de capitalização a maneira como os juros, e por que não, o montante evolui através de vários períodos de aplicação, aos quais a taxa se refere. Existem dois tipos de regime de capitalização:

a) Regime de Capitalização Simples

É o regime de capitalização em que a taxa de juro incide somente e sempre sobre o capital inicial. Portanto, em todos os períodos de aplicação, os juros serão sempre calculados através do produto do capital inicial pela taxa de juro. Segundo o autor Vieira Sobrinho (2000, p. 19), “Juro é a remuneração do capital emprestado, podendo ser entendido, de forma simplificada, como sendo aluguel pago pelo uso do dinheiro”.

b) Regime de Capitalização Composta

É o regime de capitalização em que a taxa de juro incide sobre o montante obtido no período anterior, para gerar juro no período atual. Portanto, em cada período de aplicação, os juros serão calculados através do produto do montante do período anterior pela taxa de juro.

c) Comparação: Regimes de Capitalização Simples e Composta

De acordo com os exemplos anteriores, referentes à capitalização simples e composta, os resultados obtidos foram dispostos na tabela seguinte de forma a permitirem uma melhor comparação:

Tabela 1 – Comparação entre os regimes de Capitalização

Capitalização Simples Capitalização Composta

Período de tempo Juros Montante Juros Montante

1º ano 100 1.100 100 1.100

2º ano 100 1.200 110 1.210

3º ano 100 1.300 120 1.330

4º ano 100 1.400 130 1.460

Fonte: Pesquisa do autor

Independentemente do regime de capitalização, nota-se que o juro e o montante obtidos ao final do primeiro mês de capitalização serão sempre os mesmos. Sendo assim, se for levado em consideração um período único de tempo, não

...

Baixar como (para membros premium)  txt (5.7 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com