TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A IMPORTÂNCIA DO ASSISTENTE SOCIAL NAS CRECHES

Por:   •  5/5/2015  •  Projeto de pesquisa  •  2.202 Palavras (9 Páginas)  •  2.625 Visualizações

Página 1 de 9

[pic 1]

A IMPORTÂNCIA DO ASSISTENTE SOCIAL NAS CRECHES

A IMPORTÂNCIA DO ASSISTENTE SOCIAL NAS CRECHES

Projeto de pesquisa apresentado como requisito para aprovação na disciplina de Trabalho de Conclusão na Faculdade FAMUP- Promissão.

Promissão

2014

SUMÁRIO[pic 2]

INTRODUÇÃO..................................................................................................04

JUSTIFICATIVA.................................................................................................06

OBJETIVOS.......................................................................................................07

REFERENCIAL TEÓRICO................................................................................08

METODOLOGIA................................................................................................11

CRONOGRAMA................................................................................................12

CONCLUSÃO....................................................................................................13

REFERÊNCIAS.................................................................................................14

 1 INTRODUÇÃO

 O entendimento das mudanças que aconteceram no atendimento social e educacional, em creches, é tema atual e desafiador para a formação de um trabalho de qualidade social junto às crianças e famílias usuárias de creches e pré-escolas.

As importantes transformações, do ponto de vista legal, social e educacional, traçando novas diretrizes e parâmetros de atuação, produziram a necessidade de um novo ordenamento na estrutura funcional e organizacional dessas instituições, principalmente àquelas que atendem crianças em situações de vulnerabilidade.

 Com a inserção da Educação Infantil ao sistema regular de ensino as creches se definiram como instituições educativas, sejam elas públicas particulares com fins lucrativos ou não. São responsáveis, junto com as famílias, pela promoção do desenvolvimento das crianças, ampliando suas experiências e conhecimentos, além de garantir-lhes a higiene e a saúde.

O assistente social alcança conhecimentos que vão além da história, sociologia, economia, psicologia, entre outros, mas também, através das ações, as quais estão vinculadas a prática e a teoria, e, ainda, o assistente social é o profissional capaz de quebrar barreiras junto a outros profissionais, como, por exemplo, professores, psicólogos, orientadores, supervisores educacionais, terapeutas familiares, as próprias famílias, entre outros contextos, dentro e fora da educação (ALMEIDA, 2000; BRASIL, 2007; MONTAÑO, 1998; SANCHES; SARMENTO, 2012).

Visando contribuir para uma reflexão que mostre a importância da interface dessas duas políticas setoriais no atendimento a crianças de zero a seis anos, essa pesquisa,  tratará a priori  de um relato sobre a configuração da Educação Infantil como direito garantido legalmente a todas as crianças nessa faixa etária. Logo, em seguida, será discutida as funções de “cuidar e educar” tecendo uma síntese sobre a configuração histórica das creches e pré-escolas no Brasil, mostrando aquelas que surgiram somente para o atendimento de crianças e famílias que atualmente constituem o público-alvo da política de Assistência Social. Finalizando com um discurso de como a essas políticas setoriais podem contribuir para um trabalho sócio-educativo mostrando algumas atribuições profissionais do assistente social nesse novo contexto dos centros de educação infantil.

 2 JUSTIFICATIVA

                            A Educação Infantil é algo encantador, essencial na vida do ser humano; que encanta a quem a ela tem acesso; sendo rico e engrandecedor acompanhar o desenvolvimento desses pequeninos durante essa etapa de suas vidas. É incrível a percepção da capacidade de aprendizado das crianças, sua receptividade, carinho e inocência, e o que uma educação de qualidade e devidamente adequada ao desenvolvimento cognitivo, motor, social e emocional, vivenciado por elas, pode fazer em suas histórias.

A escolha do tema está fundamentada na importância da creche para a sociedade e da sua importância para o desenvolvimento infantil.

                            A análise do tema se justifica, pois, procura mostrar o valor da modalidade creche, para a sociedade e para a criança, sendo ela não somente uma instituição educacional, mas também social constituída por ideias, por comportamentos e pelas relações existentes entre os indivíduos.

3 OBJETIVOS

3.1 Objetivo Geral

A presente pesquisa tem por objetivo focar a relação entre o Serviço Social, a Educação Infantil e as famílias das crianças que frequentam a creche.

3.2 Objetivos Específicos

- Refletir sobre a importância de um profissional de Serviço Social dentro de uma creche;

- Identificar lacunas e limites na problematização sobre a inserção do serviço social nas creches;

4 REFERENCIAL TEÓRICO

                         Entre os mais importantes programas do governo federal está a implantação de novas creches. Trata-se de iniciativa que vem de encontro às necessidades de nossas famílias, pois na realidade atual, onde marido e mulher trabalham para melhorar a renda do casal, é fundamental oferecer instituição para abrigar as crianças com segurança e atendimento adequado ao seu crescimento.

No Brasil as creches surgiram no final do século XIX, acompanhando a urbanização. De fato, no Brasil, as creches surgem para contribuir na produção de seres capazes, higiênicos, nutridos e sem doenças.

Em decorrência disso, as poucas creches criadas nesse momento situavam-se, sobretudo, nas vilas operárias e eram mantidas, principalmente, por entidades filantrópicas e, em menor número pelo Estado.

Os serviços destinados a crianças pequenas configuram-se a partir dos contextos sociais, políticos e econômicos, que delineiam alguns aspectos dos ambientes educativos infantis referentes à organização e aos recursos destinados aos serviços da creche (DEMO, 1994; GUIMARÃES, 2002).

...

Baixar como (para membros premium)  txt (16.5 Kb)   pdf (164.7 Kb)   docx (23 Kb)  
Continuar por mais 8 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com