TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A Natureza Dos Sistemas De Controle Gerencial

Por:   •  6/10/2013  •  1.083 Palavras (5 Páginas)  •  798 Visualizações

Página 1 de 5

A NATUREZA DOS SISTEMAS DE CONTROLE GERENCIAL

É notório que o controle gerencial é essencial em qualquer organização descentralizada, ou seja, organização que possui uma estrutura horizontal. Constituem os sistemas de controle gerencial o planejamento estratégico, a preparação de orçamento, a alocação de recursos, a mensuração de desempenho, a avaliação e recompensa, a alocação de centro de responsabilidade e a composição de preço de transferência.

Grandes empresas, tais como a Tyco, a Global Crossing, a WorldCom e a Enron entraram em colapso exatamente pela ineficiência de controle gerencial, já empresas como: Emerson Electric, Lincoln Electric, New York Times, Worthington Industries, 3M Corporation, Nucor Corpora tion, Dell Computer, Wal-Mart, Southwest Airlines, Cisco Systems, Corning, Hasbro e Analog Devices se sobressaíram por ter desenvolvido boas estratégias e sistemas e processos que que estimulam seus funcionários a trabalharem mais motivados e de forma mais eficiente.

Conceitos Básicos

O controle é ter total domínio de todo o processo, através de mecanismos como detector (calcula o que ocorre no processo que está sendo controlado), assessor (compara e determinas as ocorrências), realizador (feedback) e rede de comunicações (transmissor de informações).

No gerenciamento ocorre a definição de hierarquia de tomada de decisões, onde o CEO da organização é responsável pelas estratégias do macro negócios, os gerentes de negócios são responsáveis pelas estratégias das unidades de negócios, ou seja, são responsáveis indiretamente pela execução das estratégias definidas pela alta cúpula.

Os sistemas são caracterizados por uma série de etapas programadas, coordenadas e recorrentes, que têm como finalidade atingir um resultado esperado. No caso dos sistemas de controle gerencial, o foco principal são os processos formais, apesar que os processos informais são fortemente afetados pelo modo como os sistemas de controle formais são projetados e como funcionam.

Fronteiras do Controle Gerencial

O controle gerencial interliga a formulação de estratégia e o controle de tarefas. Conforme afirma Anthony & Govindarajan (2008), o controle gerencial é o processo pelo qual os gestores influenciam os outros membros de uma organização para implementar as estratégias da organização. Desta forma, pode-se afirmar que o controle é formado por um conjunto de atividades como: planejamento, coordenação, comunicação, avaliação, decisão e influência, que servem para auxiliar os gestores a movimentar a organização em direção a seus objetivos estratégicos.

Formulação de Estratégia

Na formulação de estratégia são definidos os objetivos gerais da organização (metas), que geralmente possuem duração indeterminada, mas dificilmente são revisados. Estas estratégias determinam o sentido em que a alta administração deseja para a organização.

Geralmente a necessidade de formulação de estratégias surge diante de uma ameaça percebida, tais como crescimento repentino de um concorrente direto, ou o lançamento de um produto inovador do concorrente. Esta estratégia de tratamento de uma ameaça à frente pode surgir de qualquer parte de uma organização e a qualquer tempo.

Há distinções entre a formulação de estratégia e o controle gerencial que são: para Anthony & Govindarajan (2008), a formulação de estratégia é o processo de decisão sobre novas estratégias, enquanto o controle gerencial é o processo de implementação dessa estratégias. Desta forma conclui-se que que a formulação de estratégia não é sistemática, possibilitando que decisões estratégicas possam ser tomadas a qualquer momento e quando necessário. Diferente do controle gerencial que acrescenta-se uma série de etapas sequencialmente previsíveis, concordando como um cronograma pré-estabelecido e estimativas confiáveis.

Controle de Tarefas

Anthony & Govindarajan (2008) afirma que o controle de tarefas é o processo que garante que as tarefas especificadas sejam eficiente e efetivamente realizadas. Ou seja, de acordo com as regras estabelecidas no processo de controle gerencial, tarefas individuais são executadas. Boa parte das informações em uma organização, tais como o número de itens solicitados pelos clientes, o peso do material e as unidades dos componentes usados na fabricação de produtos, o número de horas que os funcionários trabalham e o montante de caixa despendido, consiste

...

Baixar como (para membros premium)  txt (7.9 Kb)  
Continuar por mais 4 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com