TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Atitude Investigativa Assistente Social

Artigo: Atitude Investigativa Assistente Social. Pesquise 787.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  19/4/2013  •  6.159 Palavras (25 Páginas)  •  1.131 Visualizações

Página 1 de 25

A atitude investigativa no trabalho do assistente social

The investigative attitude in the social worker's job

Cristina Kologeski Fraga

Assistente Social, mestre e doutora em Serviço Social (PUC-RS). Atualmente é professora adjunta do Curso de Serviço Social da Universidade Federal do Pampa - Unipampa/Campus São Borja/RS - Brasil. E-mail: ckfraga@hotmail.com

RESUMO

O artigo trata da atitude investigativa no trabalho do assistente social - AS. Para tanto, discorre sobre os componentes do trabalho do AS, dando visibilidade às suas competências e especificidades. Na sequência, discute a atitude investigativa no exercício profissional. Propõe que, além da articulação entre investigação/ação no cotidiano de trabalho, torna-se fundamental uma atitude interdisciplinar. Finalmente, sugere o trabalho do assistente social envolto numa equação tensionada pelo pragmatismo - atitude investigativa, mediada pela intervenção, que só adquire alcance social quando pautada pela interdisciplinaridade.

Palavras-chave: Atitude investigativa. Pesquisa. Intervenção. Interdisciplinaridade.

ABSTRACT

The article addresses the investigative attitude in the social worker's job - SW. To do so, it deals with the parts of the SW's job, by providing visibility to their competencies and specificities. Next, it discusses the investigative attitude in the professional activity. After, it shows that, in addition to the articulation between investigation/action in the daily work, it becomes fundamental an interdisciplinary attitude. Finally, it suggests the SW's job to be involved in an equation of pragmatism - investigative attitude, mediated by intervention, that only gets to social reach when it's guided by interdisciplinarity.

Keywords: Investigative attitude. Research. Intervention. Interdisciplinarity.

1. Considerações introdutórias

É voz corrente entre os profissionais da área e de outros setores que o Serviço Social - SS é uma profissão essencialmente interventiva. A partir dessa noção convencionou-se caracterizar o Serviço Social como uma profissão de intervenção na realidade social, e o assistente social - AS -, profissional da área, seria, então, aquele profissional imerso no pragmatismo,1 habilitado para intervir nas diferentes manifestações da questão social. O objetivo deste artigo é problematizar e desconstruir essa visão pragmática acerca do trabalho do assistente social com vistas a resgatar sua dimensão investigativa. Parte-se da premissa de que o exercício profissional do assistente social exige uma atitude investigativa constante para que não se torne meramente pragmática, sem intencionalidade e clareza de finalidade.

Tal assertiva remete, necessariamente, às inquietações interrogativas advindas de um desassossego da experiência da autora como assistente social, formada há uma década, e de sua posterior inserção na docência em Serviço Social2 e como pesquisadora da área.3 A relação entre a atitude investigativa e a pesquisa no trabalho do assistente social aporta um confronto de interrogações no âmbito profissional e pessoal da autora que, em virtude de sua atuação nos últimos três anos na formação de graduação em Serviço Social, em diferentes instâncias pedagógicas, nos espaços formais4 e informais,5 deram origem aos insumos básicos à elaboração deste texto.

Entre as questões que motivaram e mobilizaram a abordagem deste assunto, procurou-se dissertar sobre aquelas que pareceram importar ao debate da categoria em pleno século XXI, como, por exemplo, qual é a relação entre a atitude investigativa e o trabalho do assistente social na contemporaneidade? Por outro lado, como o AS pode atuar se não investiga, se é um profissional que trabalha com a viabilização do acesso aos direitos dos usuários? Como refletir e construir conhecimento sem a pesquisa do cotidiano de trabalho profissional? Como atuar efetivamente sem suporte investigativo?

O delineamento desses questionamentos permitiu, também, formular a premissa básica de que a atitude investigativa é o fomento básico do exercício profissional do assistente social que se refere ao movimento de desocultamento do real, e também que esse profissional, assim como o de outras áreas, só investiga aquilo que conhece e o incomoda: "Ou seja, nada pode ser intelectualmente um problema, se não tiver sido, em primeiro lugar, um problema da vida prática" (Minayo, 1999, p. 17).

Em termos de estrutura, o texto está organizado em itens que permitem elucidar o tema em foco. Assim, primeiramente será abordado aspectos do trabalho do assistente social. A seguir discorrer-se-á sobre as especificidades dos processos investigativos no trabalho profissional do assistente social. Na sequência, será abordada a importância da interlocução do assistente social com diferentes áreas profissionais, indicando possibilidades a serem consideradas na busca interdisciplinar para uma atuação com maior alcance social nas diferentes manifestações da questão social. Por fim, serão tecidas algumas considerações em torno do ato/postura de investigação/ação do assistente social.

2. Componentes do trabalho profissional do assistente social

Historicamente o Serviço Social foi considerado vocação, habilidade, ocupação, ofício ou até mesmo arte. Atualmente é reconhecido como profissão, uma especialização do trabalho coletivo, inscrita na divisão social e técnica do trabalho, de nível superior, regulamentada no Brasil pela Lei n. 8.662/9, de 7 de junho de 1993. De acordo com Netto (1999, p. 102),

enquanto profissão, não dispõe de uma teoria própria, nem é uma ciência; isto não impede, entretanto, que seus profissionais realizem pesquisas, investigações etc. e produzam conhecimentos de natureza teórica, inseridos no âmbito das ciências sociais e humanas.

Embora

...

Baixar como (para membros premium)  txt (42.5 Kb)  
Continuar por mais 24 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com