TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Controle e gerenciamento de qualidade das empresas contábeis para informação

Tese: Controle e gerenciamento de qualidade das empresas contábeis para informação. Pesquise 790.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  20/2/2014  •  Tese  •  2.087 Palavras (9 Páginas)  •  237 Visualizações

Página 1 de 9

Introdução

Para melhor controle e qualidade administrativa contábeis das empresas através de informações em relatórios e em demonstrativos que ajudam aos empresários e administradores foi criado o sistema de escrituração contábil, tendo como o objetivo proposto a este trabalho analisar a escrituração contábil dentro do direito de empresário.

Neste estudo veremos que alem de todas as vantagens que proporciona a escrituração ela tem um papel dentro do direito civil, aqui falaremos de enquadramento ou não de empresas, sistema de livros, direitos e deveres dos que tem que faze ló, multas e encargos.

Então neste trabalho foi feita uma investigação e pesquisa de um tema de relevância na escrituração da contabilidade das empresas, sua importância dentro do direito civil, buscando entender e conhecer os impactos destas medidas e exigências, identificando e mostrando as vantagens e desvantagens mais relevantes.

Resumo

O presente trabalho tem por seu objetivo descrever sobre escrituração contábil dentro do direito de empresário, e a escrituração vem se tornando a cada dia uma ferramenta de auxilio para as empresa na ajuda de tomada de decisões procurando sempre atender as necessidades do fisco.

Para o Código Civil a escrituração é de responsabilidade do responsável de contabilidade, tendo suas obrigações na hora de fazer os registros contábeis e o empresário com sua parcela de responsabilidade, pois é responsável em repassar as informações para o profissional contábil. Sendo que uma escrituração para ter seu valor deve ser registrada na Junta Comercial e conter a assinatura do Contador ou Técnico e do responsável pela empresa sendo ele administrador, gerente ou sócio-gerente.

A escrituração possui funções importantes dentro de uma empresa, entre elas é a de função da escrita mercantil - num sentido meramente esquemático, a função dos registros das operações do dia a dia realizadas pelo comerciante relacionada á necessidade de demonstração dos resultados da atividade comercial entre outras.

Há inúmeras hipóteses de suspensão e interrupção de prazos prescritos que não podem ser ignorados, mas uma vez vencidas todas as ações, o empresário, tem o direito se for de seu interesse, destruir ou resumir os instrumentos de escrituração, neste caso não poderá sofrer punição alguma, em decorrência da inutilização ou alteração dos livros de escrituração sendo que a mesma tem sua importância nas empresas seja para melhor gerenciamento e para o governo que tem como ferramenta para um melhor segmento de questões tributaria e fiscais.

Uma entidade surge após seu registro em junta comercial através do cadastro no CNPJ, com isso surge varias variáveis a serem informadas para o responsável da contabilidade a serem transmitidas as informações pertinentes a cada órgão público.

Os empresários estão sujeitos destacando alguns detalhes às seguintes obrigações, registrar-se na Junta Comercial antes de dar início ao funcionamento da sua empresa e suas atividades do dia a dia, deve manter escrituração regular de seus negócios, inventario. Neste caso, deve manter escrituração regular, bem detalhada, levantar balanços de tempos em tempos.

As pessoas jurídicas têm o dever de manter a escrituração dos negócios de que participam sejam sociedades ou empresas individuais, ou seja, o exercício regular da atividade empresarial que se entende a organização de uma contabilidade, a cargo de profissionais habilitados devidamente registrados e aptos a desenvolver suas funções. Não há empresário regular que possa trabalhar sem a necessidade dos serviços do contador.

Seja contratando-o como empregado para trabalhar para sua empresa, ou como profissional autônomo somente auxiliando suas necessidades. A escrituração das operações do dia a dia comerciais realizadas pelo empresário atende e tem importância, inicialmente, a uma necessidade do próprio usuário e proprietário da atividade econômica.

A escrituração tem três funções muito úteis dentro de uma empresa, A primeira função da escrita mercantil - num sentido meramente esquemático, e não histórico tem natureza gerencial sendo muito util nas tomadas de decisões comerciais, como por exemplo, compra de mercadorias maquinário, ou seja, na visualização de gastos e custos dentro das entranhas das empresas.

Outra função dos registros das operações do dia a dia realizadas pelo comerciante com a escrituração esta relacionada á necessidade de demonstração dos resultados da atividade comercial para outras Pessoas. Muitas vezes, o comerciante possuiu sócios com o qual repartira os lucros. A terceira função da escrituração do empresário é fiscal, ou seja, está relacionada ao controle da incidência e pagamento de tributos impostos e encargos fiscais em serviços produtos etc.

A escrituração possui, portanto, três funções claras. Serve de instrumento à tomada de decisões administrativas, financeiras e comerciais, por parte dos empresários e dos dirigentes da empresa gerentes supervisores etc. servem de suporte para informações do interesse de terceiros, como sócios, investidores anjos, parceiros empresariais, bancos credores esses três que tem muito interesse em saber do dia a dia da saúde financeira da empresa ou órgãos públicos licitante.

E serve também para a fiscalização por parte do governo do cumprimento de obrigações legais, inclusive e principalmente de natureza fiscal. Em resumo, serve ao controle interno e externo do exercício da atividade empresarial.

O empresário está obrigado a manter livros que também pode ser outra modalidade de instrumento de escrituração, que são documentos unilaterais, que registram atos e fatos acontecidos de muita importância pela lei para o regular funcionamento da empresa.

Os livros que os empresários devem possuir dentro da sua escrituração não são todos contábeis, em sentido estrito da palavra alguns servem à memória de dados de muita importância, como o livro de registro de empregados ou o de atas das assembléias que registra acontecimentos, o que foi discutido e resolvido em reuniões, ou da prática de atos jurídicos, como o livro de registro de transferência de ações nominativas. Já outros servem para armazenamento e registro dos valores relacionados às operações de compra e venda de mercadorias, regularização e liquidação de obrigações etc., o quanto o empresário deve

...

Baixar como (para membros premium)  txt (14 Kb)  
Continuar por mais 8 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com