TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Estrutura Tridimensional Do Direito - Resumo - Miguel Reale

Por:   •  19/9/2013  •  476 Palavras (2 Páginas)  •  738 Visualizações

Página 1 de 2

• Estrutura Tridimensional do Direito

Uma análise em profundidade dos diversos sentidos da palavra Direito veio demonstrar que eles correspondem a três aspectos básicos:

1. Aspecto normativo (o Direito como ordenamento e sua respectiva ciência);

2. Aspecto fático (o Direito como fato, ou em sua efetividade social e histórica);

3. Aspecto axiológico (o Direito como valor de Justiça).

a) Onde quer que haja um fenômeno jurídico, há, sempre e necessariamente, um fato subjacente (fato econômico, geográfico, demográfico, de ordem técnica); um valor, que confere determinada significação a esse fato, inclinando ou determinando a ação dos homens no sentido de atingir ou preservar certa finalidade ou objetivo; e, finalmente, uma regra ou norma, que representa a relação ou medida que integra um daqueles elementos ao outro, o fato do valor;

b) Tais elementos ou fatores (fato, valor e norma) não existem separados um dos outros, mas coexistem numa unidade concreta;

c) Mas ainda, esses elementos ou fatores não só se exigem reciprocamente, mas atuam como elos de um processo, de tal modo que a vida do Direito resulta da interação dinâmica e dialética dos três elementos que a integram.

Estrutura de uma norma ou regra jurídica de conduta:

a) Se F é, deve ser P;

b) Se não for P, deverá ser SP

F:fato P: prestação SP: sanção penal

Há, por exemplo, norma legal que prevê o pagamento de uma letra de câmbio na data de seu vencimento, sob pena do protesto do título e de sua cobrança, gozando o credor, desde logo, do privilégio de promover a execução do crédito. Logo diríamos:

a) Se há um débito cambiário (F), deve ser pago (P);

b) Se não for quitada a dívida (não P), deverá haver uma sanção penal (SP);

Como se vê, um fato econômico liga-se a um valor de garantia para se expressar através de uma norma legal que atende às relações que devem existir entre aqueles dois elementos.

Conjugando a estrutura tridimensional do direito com a nota específica da bilateralidade atributiva já citada temos: Direito é a realização ordenada e garantida do bem comum numa estrutura tridimensional bilateral atributiva, ou de uma forma analítica: Direito é a ordenação heterônoma, coercível e bilateral atributiva das relações de convivência, segundo uma integração normativa de fatos segundo valores.

Se analisarmos essas três noções de

...

Baixar como (para membros premium)  txt (2.7 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com