TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A Teoria de Passar o Poder aos Trabalhadores Plicada na Realidade - Karl Marx

Por:   •  9/8/2016  •  Trabalho acadêmico  •  745 Palavras (3 Páginas)  •  183 Visualizações

Página 1 de 3

Neste pequeno PDF irei abordar o seguinte pensamento de Karl Marx:

[pic 1]

OBS: Me aprofundarei mais na parte destacada.

Por favor, leia até o fim antes de criticar esta obra prima este TRABALHO.

• Sobre os trabalhadores serem vítimas do capitalismo

Os trabalhadores (em sua grande maioria) não são vítimas do capitalismo, apenas se colocam no lugar de vítimas por não gostarem do serviço em que estão, não gostarem de trabalhar, terem um rival no serviço, serem de esquerdinhas, e usam o termo “vítima” como uma forma de se sentirem seguros, mas a realidade é que o trabalho é preciso para o crescimento tanto individual como o crescimento social como um todo. No Brasil temos diversas leis trabalhistas que são excelentes e também diversas que são horríveis, por exemplo, a lei que determina o 13º salário é ótima, um ótimo exemplo é que ela proporciona aos funcionários (normalmente os de renda mais baixa) a viajarem no final do ano com a família, porém a lei que determina o 13º salário proporcional para o funcionário que foi demitido deve ser revista, não acho justo pagar essa verba a um funcionário que trabalhou menos de um ano corrido na empresa, mas até aqui tudo bem, cada um concorda ou discorda do que quiser, mas temos que admitir que existem vários tipos de trabalhadores e por isso fiz um diagrama para entendermos isso melhor.

2 “tipos” de trabalhadores: Os bem sucedidos e os Mal sucedidos, essa divisão ainda se estendem a mais 4 tipos: Os bem sucedidos que não merecem o que tem hoje e os bem sucedidos que se esforçaram para conseguir o que tem hoje / Os mal sucedidos que são realmente trabalhadores e tentam buscar uma “chance” na sociedade (que podem futuramente se tornar o segundo tipo citado aqui) e os mal sucedidos que esperam se tornar algum dia um bem sucedidos sem esforço, apenas por questão de sorte ou de algum outro meio (vitimização por exemplo) e esses quando conseguem chegar ao seu objetivo normalmente fazem parte do primeiro tipo de empregado.  

• Fim da propriedade privada

Com o fim da propriedade privada os funcionários passariam a trabalhar para o governo, que os exploraria de uma forma muito pior, pois se o seu chefe é ruim você logo abandona a empresa e procura outra melhor para trabalhar, mas se o governo (que será seu chefe a partir de então) é ruim não tem para onde correr, agora você depende dele para sobreviver, talvez você não vai trabalhar motivado e consequentemente produzira menos, e se você não produzir como que o governo vai lhe recompensar pelo seu trabalho? Talvez a curto prazo não, mas em máximos 3 anos a sociedade estará em um grande caos.

• Sobre a tomada de poder por parte dos trabalhadores

Se um sujeito raciocinar ele verá que se os trabalhadores tomarem poder, logo os empresários que estão falindo (ou pelo menos os que ainda não tem fortuna suficiente para não precisar mais trabalhar) vão fechar as portas e se eles não são donos virarem trabalhadores ou ainda membros do governo, se não existem mais “Patrões” com poder o governo se tornará o novo “Patrão” da sociedade, ele terá pleno poder sobre os tais “trabalhadores” que de acordo com essa teoria teriam tomado o poder, então todos passam a depender do governo, e para manter isso basta aumentar os impostos e diminuir o incentivo empresas privadas, assim quase nem uma empresa se manterá “viva” e logo os trabalhadores voltam a não ter poder nem um, mas agora muito menos do que antes.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (4.3 Kb)   pdf (158.3 Kb)   docx (58.9 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com