TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A Tríplice Constituição da Perspectiva Ética de Paul Ricoeur

Por:   •  13/3/2019  •  Resenha  •  373 Palavras (2 Páginas)  •  3 Visualizações

Página 1 de 2

Resenha “ Ética e Moral “

Paul Ricoeur  (1990)

Referência:

RICOEUR, Paul. ÉTICA E MORAL. Tradução de Antônio Campelo Amaral. Covilhã, 1990 Disponível em: . Acesso em: 29 ago. 2014.

Resumo 2

Paul Ricoeur em seu texto distingui o termo ética do termo moral. Apesar dele mesmo dizer que não tem nada na etimologia que ampare tal diferenciação, já que a palavra moral vem do latim e a palavra ética vem do grego e as duas significam hábitos, costumes. É fundamental diferenciar duas notáveis tradições filosóficas, são elas: a ética teleológica aristotélica e a moral deontológica kantiana. Na concepção aristotélica a ética tem uma finalidade, um fim que visa o bem. Já na concepção deontológica kantiana a moral implica a obediência à norma. Segundo ele, ética são as boas ações e moral são as normas, as obrigações.

Alguns aspectos são destacáveis no pensamento ético do autor: o primeiro é que ambas, ética e moral, apresentam uma reflexão sobre o agir, o agir de um individuo que é capaz de agir e alterar o curso das coisas; o segundo, um individuo capaz de se reconhecer como o autor dos seus atos, capaz de se responsabilizar pelos seus feitos.

Ricoeur acredita que há uma relação recíproca entre o conceito de bom remeter-se à “estima de si” e o de obrigatório ao “respeito de si”. O entrelaçamento da virtude e do dever caracterizados em sua regra de ouro: “Viver bem, com e para os outros, em instituições justas”. Assim sendo, para Ricoeur o conceito de justiça não se limita apenas às relações interpessoais, mas está ligado ao conceito de igualdade no plano das instituições. Aparece a “vida-boa” como obrigação, a solicitude como norma e respeito e a justiça como “princípios de justiça”, Contudo, a vida boa, por si só, não é garantia de realização pessoal, só pode realizar-se para e pelo sujeito, um sujeito autônomo, que estima e respeita a si mesmo e ao outro. Desta forma, pode-se dizer que o pensamento ricoeuriano é então parte constitutiva de conhecimento e vivência ética, e que em função de uma vida boa para cada um, em harmonia, pautada pela justiça e na liberdade, pode ser a solução do mundo atual para a superação da crise em todos os segmentos da vida humana.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (2.3 Kb)   pdf (38.8 Kb)   docx (7.6 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com