TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Resenha a Arte da Guerra

Por:   •  6/12/2015  •  Resenha  •  1.101 Palavras (5 Páginas)  •  273 Visualizações

Página 1 de 5

E.E.E.Medio.Bibiano de Almeida

Trabalho de história

Resenha do livro: A Arte da Guerra

Nome: Gabriel da Silveira Neves

Numero: 07

Turma: 104

Rio grande 5 de agosto de 2015


Introdução

Esse trabalho versa sobre a o abra de Sun Tzu “A arte da guerra” onde ele abrange as estratégias militares, ele explica um pouco de cada coisa que e necessário para ganhar uma guerra, também ire contar um pouco da vida do autor descrevendo suas trajetórias e acontecimento, trazendo ensinamentos que ultrapassa o limite do tempo onde aprendemos a importância de vencer na vida.


1  Avaliações

Na avaliação ele procura o momento certo nos aspectos utilizado e são eles: Caminho, Tempo, Terreno, Liderança, Regras, são utilizados para que consiga prever o desfecho da guerra .

Caminho: Seja líder de si mesmo e desenho o seu caminho enfrentando seus medos e desafios o que irar te tornar mais forte e hábil para o problema.

Tempo: Gaste seu tempo de melhor forma possível sempre atento as mudanças e imprevistos que os inimigos pode te trazer, mas sempre estabeleça prioridade para que não ponha tempo fora.

Terreno: Movimentasse de vagar pelo território devagar, sempre procurando pontos estratégicos para que tenha portas abertas se for pego de surpresa.

Liderança: faça suas regras e segue que iras desenvolver habilidades e qualidades de um líder quanto menos esperar pessoas iram ate você.

Regras: conheça e sigas as regras que sempre estará um passo a frente.

Esse capitulo é muito bom até para nós nos organizar para fazer algo na nossa vida como podemos, fazer alguma coisa diferente para o futuro. Caminho seria para ver o que iremos enfrentar, o tempo para que nos pudéssemos nos organizar para o que irar vir, o terreno seria para saber por quais dificuldades e facilidades iremos passar, lideranças e para que nos conseguíssemos de certo modo desequilibrar o nossos inimigos com nossos amigos e as regras seria para que nós pudéssemos nos organizar.

 2 Combate

Ele nos mostra a importância de conhecer as armas, nossos pontos fracos e pontos fortes para que conseguirmos reforça-lo, mas sempre atacando os pontos fortes e abalando os pontos fracos sempre adquirindo novas habilidades e qualidades. Mas sempre compreendendo a guerra pela qual esta lutando pois quanto mais conhece mais perto e a vitória.

Mas nesse capitulo nos mostra como abalar os inimigos sem mexer nos seus pontos fracos, mas sim atacando os pontos fortes para que seus pontos fracos se abalem e fiquem mais vulneráveis.

3 Estratégia ofensiva

É bom numa guerra conhecer a si mesmo e ao seu inimigo e nunca enxergando ele como um concorrente ou como uma pessoa que quer te derrubar, mas sim como um medo onde podes reconhecer ele e agir com a respostar das perguntas que tu fazes a si mesmo, onde a respostas são armas e estratégia para enfrentá-la.

Esse capitulo nos ensina a nós ter um ponto de vista diferente de nossos inimigos onde acabamos tendo uma melhor concepção de como derrubar ele.

4 Disposição

É preciso que pense que eis invencível, conhecer a si mesmos  mas sempre cuidando quando se defender pois pra defender precisamos atacar sempre cuidando a defesa e só esperar o momento certo de atacar.

Ele nos ensina a não sermos afobado pois sempre vai ter aquela hora onde seu inimigo estará desatento e não estará na defensiva onde irar ter um maior dano.

5 Energia

Existem apenas operações frontais e surpresas suas combinações da milhões de manobras, que são mutualmente dependentes que não tem nem um começo ou um fim.

Ele nos ensina que não podemos gastar energia em coisas diferentes mas sim gastar em coisas que conhecemos e que duas coisas que temos pode virar uma grande arma.

6 Fraqueza e força

Ele descreve para que nos momentos bom e ruins nos explorassem nossos momentos bons e ruins e principalmente ne nossos inimigos pois ate no momento de força nos podemos pegar eles desprevenidos como eles também podem nos pegar.

Esse capitulo diz que temos que aproveitar os momentos bons para que padecemos  atingir nosso alvo com maior dano. Mas sempre nos cuidando, pois como nos pegamos ele também nos pega.

        7 Manobras

Sempre procurar os problemas e buscar medidas para arruma-lo disfarçadamente. Depois procure se movimentar normal para que seu problema vire uma arma.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (7 Kb)   pdf (117.7 Kb)   docx (14.5 Kb)  
Continuar por mais 4 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com