TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Resumo Hobbes História

Por:   •  10/7/2019  •  Resenha  •  477 Palavras (2 Páginas)  •  7 Visualizações

Página 1 de 2

Hobbes

  O teórico político Thomas Hobbes, fundou sua teoria politica sobe uma construção racional, através da introspecção Hobbes utilizava da “razão” e da “linguagem” (Discurso), para fazer sua critica epistemológica do conhecimento cientifico sobre a natureza do homem, ou seja uma critica ligada a razão com relação a realidade do Homem, tentando ver o que tem de igualdade entre os homens. Esta realidade estaria ligada ao “mundo de sensações” o mundo que se ver, e o mundo exterior com os sentidos do homem atravessados por suas paixões, estas “sensações” seriam ilusórias, mas ao mesmo tempo aparente. A razão serviria como um filtro para lidar ou enxergar esta realidade, assim fazendo o Homem fundar uma ordem social adequada, e conhecer a realidade onde vive. Por tanto na visão de Hobbes as vontades da natureza do homem ou “o ato de vontade” levam o homem a agir de forma violenta no mundo “ilusório” criado pelo individuo, assim tendo o “Leviatã” como solução para sufocar a natureza humana.

Vale lembrar que Hobbes vive em uma realidade extremamente violenta onde se destaca as guerras religiosas, e um paradigma cristão muito forte, e com a centralização do poder nos monarcas na conjuntura do antigo regime absolutista.

Hobbes critica Maquiavel por conta de sua prudência política, onde Maquiavel segue uma razão de Estado para resolver os problemas de seu tempo, ou seja, modificar diretrizes do Estado. Já para Hobbes os indivíduos devem retrair seu estado de natureza, e se submeter ao Leviatã. Podemos dizer aqui também que esta prudência hobbesiana está ligada a diferentes realidades destes autores modernistas.

Hobbes quebra a tradição dos demais autores humanistas criticando a experiência histórica, pois Hobbes atém-se à visão de que o conhecimento histórico permanece para sempre imperfeito por conta do uso indevido da linguagem, que pode afetar o registro escrito por um pesquisador, e reescrito por um historiador, por isso Hobbes critica a experiência dos historiadores autores de obras, por conta de sua realidade pois eles escrevem a partir de sua visão de mundo e isso reflete diretamente dentro da linguagem e do discurso das obras históricas.

Hobbes sempre recorre a Deus e exemplos bíblicos para demonstrar os acontecimentos da própria produção do homem e suas ações que afetam a sociedade, são citados os exemplos para contar de certa forma como se deu o ato ex: a linguagem de Adão e torre de babel.

Hobbes dá uma importância a linguagem como “a mãe de todas as invenções”, com relação a designação das coisas. Ele faz 4 elogios a linguagem elogiando de certa forma a comunicação e os meios de informação que ela nos trouxe, as 4 críticas, Hobbes fala sobre uso da linguagem de maneira erronia e para benefícios duvidosos e egoístas sendo capaz de ferir.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3 Kb)   pdf (27.3 Kb)   docx (7.6 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com