TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A Importancia Da Leitura Na Sala De Aula

Por:   •  22/5/2014  •  911 Palavras (4 Páginas)  •  270 Visualizações

Página 1 de 4

A Importância da Leitura em Sala de Aula

Silva (1998) traz à tona os motivos pelos quais a leitura não é uma prática social neste país, isto é, de que muitas pessoas (crianças, jovens, adultos) não praticam o hábito da leitura, pelo menos pelo simples prazer de ler e o que cabe a cada um dos profissionais da área de Educação possa contribuir para promover a leitura.

O referido autor não se preocupa com a pratica de leitura em si, mas com uma certa leitura, por exemplo: se um texto quando trabalhado não proporcionar o salto do leitor para seu contexto e esse contexto não proporcionar uma compreensão mais profunda em que o sujeito leitor busca, então a leitura perde sua validade.

Para Silva (1998) dentre as muitas questões levantadas pela leitura, duas delas apontam para um paradoxo: o fato de que o ensino no Brasil é livresco associado ao fato de que não existem livros, bibliotecas nas escolas. Sem livros pratica-se no Brasil um ensino livresco e este é autoritário mistificador da palavra escrita, fazendo com que o indivíduo capta mecanicamente as ideias dos textos, assim o autor comprova: [...] Isto porque a busca do conhecimento através da escola é feita fundamentalmente através do texto escrito ou, na pior das hipóteses, através de textos oralizados. [...]. (P.16).

Dessa forma, para suprir essa ausência de livros, a escola e/ou o Estado adquiri máquinas de Xerox mimeógrafos, apostilas e livros didáticos. Além de ser de fácil acesso à grande maioria, é de consumo rápido e descartável. Com essa ideologia as escolas já não mais se preocupam em adquiri-los. Os educandos gostam da ideia porque ainda não descobriu qual é o verdadeiro sentido da leitura, e depois do ponto de visto do aluno seria muito trabalhoso estudar todo um livro para extrair dele o que se busca, ou seja o aluno ao pegar um livro ele simplesmente engole informações prefixada como conteúdo, seguindo essa temática Silva (1998) estabelece:

[...] assim, a redução do tempo dos professores para dedicação ao estudo e a leitura, a falta de poder aquisitivo para a compra de livros, a não-expansão e/ou não-manutenção de bibliotecas escolares e públicas, a compartimentalização da docência devido ao corre-corre diário,a desintegração curricular, etc... não ocorreram por acaso ; pelo contrario, eles devem ser tomados e entendidos como mecanismos muito bem calculados pelo regime opressor com o intuito de manter o povo na ignorância, de impedir a democratização do saber. [...]. (P.17).

Já de acordo com Koch & Elias (2006), a leitura representa o simples pensamento de um individuo, um momento de reflexão a cerca de um determinado assunto ou uma ideia. Assim, o texto através do ato da leitura favorece o aprendizado, as pessoas adquirem conhecimento, informações o que também desperta no autor as suas intenções para escrever aquilo que ele pensa e o leitor poderá decodificar as ideias do texto, onde:

A primeira concepção de leitura é entendida como um mero processo de captação de ideias: o texto é visto como um produto acabado - lógico - do pensamento do autor. Subjacente a esta de concepção de texto e leitura, esta uma concepção de língua como representação do pensamento de um sujeito. [...]. (P. 138).

Conforme, Koch & Elias (2006) o processo de leitura é uma atividade de produção da oralidade, em uma concepção de visão de mundo, assim o individuo passa a ter conhecimento, a posiciona-se criticamente, discordar ou concordar com determinado

...

Baixar como (para membros premium)  txt (5.7 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com