TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Didática Geral: A Identificação da Didática

Por:   •  21/5/2016  •  Resenha  •  536 Palavras (3 Páginas)  •  1.198 Visualizações

Página 1 de 3

Didática geral: A identificação da didática

        Desde o inicio dos tempos existem provas que mostram as instruções de ensino-aprendizagem. O termo didática aparece a partir do momento que os adultos começaram a entender que era preciso educar as crianças de uma forma mais rigorosa.

        No século XVII, Comênios, que era protestante cria uma de suas obras mais importantes, que era Didática Magna, que trazia a abordagem de ideias avançadas para as praticas de ensino em contraposição a religiosidade, pois para ele a educação tem como objetivo levar o indivíduo para a felicidade eterna e a partir dessas ideias ele se tornou uma grande influencia porque ele desejava que todos tivessem direito a educação, para ele a escola era para todos: “ A arte de ensinar tudo a todos.”

        Essa concepção de Comênios teve um respaldo em Rosseau que dizia que educar era importante para a emancipação do indivíduo, suas ideias diziam que era bom educar a criança no espaço de ser criança.

Rosseau criticou muito a igreja, governantes e todos aqueles que iam contra sua concepção de escola e isso acarretou uma revolta em que o povo queimou todos os seus livros.

Na revolução industrial, os donos de fabricas perceberam que precisavam de mais mão de obra, e         chegaram a conclusão de que se ensinassem a criança a ler, escrever e a contar ela seria uma ótima mão de obra barata e nesse contexto foi criado a escola publica, por que antes a escola era só para os nobres.

Porém em cada lugar se seguia um modelo diferente de escola, pois cada lugar tinha seu contexto historio, politico, social e religioso diferente e a escola era criada a partir desses contextos, e isso acontece até hoje.

        Nos tempos antigos os professores eram autoritários e alguns faziam parte da Companhia de Jesus( Ratio studiorium ) eram muito mais rigorosos que outros que abrangiam a ideia da didática magna. Porém professor não nasce professor, professor se forma professor a partir do momento que se cria um vinculo com a concepção de educação e com da didática e que ao mesmo tempo entenda que professor não é professor por que não tem outra opção, não é aquele que gosta de criança e não é aquele que vai ensinar através do carisma próprio.

Na arte de ensinar tudo consiste em repartir o tempo, as matérias, o método e a ordem e para fazer isso precisa-se de habilidade.

Cada escola e cada professor tem dentro de si um projeto de sociedade diferente e é a partir disso que eles podem mudar a vida ao redor de si mesmos, pois a partir disso o projeto pedagógico da escola vai trabalhar para ajudar nessa mudança.

        E a função social da escola é garantir instrumentos de domínio de conhecimentos para que quando o indivíduo pare de estudar ele possa ter noção do que precisa ser para viver no mundo de hoje.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3.2 Kb)   pdf (62.2 Kb)   docx (9.6 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com