TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

ATIVIDADE ESTRUTURADA ASPECTOS ANTROPOLÓGICOS E SOCIOLÓGICOS DA EDUCAÇÃO

Por:   •  18/4/2019  •  Trabalho acadêmico  •  884 Palavras (4 Páginas)  •  30 Visualizações

Página 1 de 4

[pic 1]

  • INTRODUÇÃO:

Em que planeta nós estamos vivendo? Como temos cuidado daquilo que nos sustenta? Como temos cuidado do nosso futuro e do maior patrimônio de nossos filhos?

Estamos vivendo sérios problemas socioambientais, e devemos nos conscientizar e abrir os olhos para nossa realidade. É necessário chamar a atenção para um dos maiores problemas que encontramos em nossa sociedade: falta de preservação do meio ambiente! Através do conhecimento adquirido da importância da preservação do meio ambiente e consumo consciente, chegaremos então ao fim de tantos problemas socioambientais!

  • DESENVOLVIMENTO:

Não é novidade que vivemos sérios problemas socioambientais. Ouvimos e vemos isso há muito tempo, mas o que temos feito para mudar essa realidade?

Vemos há muito tempo crianças serem ensinadas pelos seus pais e responsáveis que está “tudo bem” jogar um papel de bala no chão da rua. Sabemos que a maioria das crianças imita o que elas observam os adultos fazendo! Quais exemplos temos dado para nossas crianças? Quais exemplos temos dado para os futuros adultos?

Paramos para observar o exemplo do papel de bala, nesse caso seria somente um papel, mas imagine se todos as crianças desse mundo jogassem 1 papel de bala no chão, como estaríamos?

Outro ponto a ser observado com bastante atenção é o consumo consciente! O documentário “A História das Coisas” chama bastante atenção para isso. Somos uma sociedade consumista, e nossas crianças estão sendo ensinadas da mesma forma, através dos comercias de TV, anúncios e lançamentos de brinquedos novos, aparelhos tecnológicos de última geração, etc...

Não precisamos ir muito longe para observar as crianças se tornarem consumistas quando ainda estão aprendendo a falar. Hoje é comum vermos mães, pais, responsáveis entregarem aparelhos eletrônicos, como smartphones, tablets, videogames portáteis, de forma precoce! Crianças andam com esses aparelhos antes mesmo de aprender a pronunciar as primeiras palavras, muitas vezes para que os pais tenham mais tempo para também mexer em seus aparelhos. E com isso as crianças crescem assistindo comerciais e anúncios de produtos novos e de última geração o tempo inteiro, pedem para seus pais, que por sua vez para agradarem seus filhos, compram. E as crianças que não quase não brincam, porque estão sempre ligadas aos aparelhos eletrônicos, enjoam dos brinquedos, e pedem brinquedos que acabaram de serem lançados e que estão anunciando, e mais uma vez os seus pais compram. Assim é gerado um círculo vicioso, quando o consumo é alto, as pessoas acumulam coisas, e por isso se desfazem o tempo todo de muitas coisas, gerando mais lixos, mais poluição e com isso mais consumo, mais lixo, mais poluição, e assim por diante...

Então através desse exemplo percebemos como é prejudicial o consumo desenfreado, crianças perdem a infância real e vive uma infância virtual, pais perdem o relacionamento com seus filhos e familiares por estarem trabalhando demais para pagar tudo que consomem, ou por estarem descansando em seus aparelhos eletrônicos. E tudo isso prejudica o nosso meio ambiente, o nosso planeta, por consequência a nossa saúde, a nossa vida, e principalmente destruímos o futuro dos nossos filhos.

Como o Antropólogo Edward Tylor definiu, em seu trabalho Primitive Culture, de 1871, a cultura poderia ser definida como todo aquele conjunto de conhecimentos que inclui crenças, arte, moral, lei, costumes e quaisquer outras capacidades e hábitos adquiridos pelo homem como membro de um grupo ou sociedade. Ou seja, a cultura é o modo de vida de uma sociedade.

Segundo a Antropóloga Ruth Benedict, a cultura é como a lente, através do qual o homem vê o mundo.

Aprendemos que a cultura é passada de geração para geração, então me pergunto qual é a lente que as nossas crianças, os nossos filhos, tem visto o mundo?

Será que não estamos passando uma cultura errônea para os mais novos, em relação ao cuidado com o meio ambiente, com a preservação ambiental. Que exemplo temos dado, e o que estamos ensinando para os mais novos?

  • CONCLUSÃO:

É na infância que é formado o caráter e a personalidade da criança. Então percebemos através desse texto a importância de uma educação ambiental correta. Percebemos a importância de ser ensinado desde pequeno, principalmente enfatizado no dia a dia escolar, a preservação ambiental.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (6.1 Kb)   pdf (157.3 Kb)   docx (11.8 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com