TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

O Seminário em Educação

Por:   •  11/5/2019  •  Pesquisas Acadêmicas  •  437 Palavras (2 Páginas)  •  8 Visualizações

Página 1 de 2

Licenciatura em Pedagogia

                   

Disciplina:      

Seminários em educação

Tutor:

Eliana do Pilar Rocha

RA:

1141732

Aluno(a):

 Thiego Garrito Fosaluza

Turma:

Unidade:

Ciclo 2

TRAJETÓRIA HISTÓRICA DA ESCOLARIZAÇÃO NO BRASIL

PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS

Estado Novo 1930 – 1945

Segunda república 1945 – 1964

Regime militar 1964 – 1985

Redemocratização 1985 – aos dias atuais

Na década de 30 a educação passa por uma revolução. Nessa época vemos o papel mais fortalecido   da igreja, bem diferente da década de 20. As forças armadas possuíam um projeto político para educar a população, dando ênfase no currículo com a disciplina de Educação Física para formar o ensinamento patriótico.

A partir da década de 50 vão surgir os estudos de   Paulo Freire, trazendo uma visão mais pedagógica e novas formas de alfabetização da população mais desfavorecida. Sendo o principal estudo para que, no futuro, alguns autores demostrassem a importância não só de alfabetizar mas também a importância do letramento da população.

Na época da ditadura militar o governo passa a controlar a educação, promovendo o rendimento e a eficácia pedagógica para que o país possa se formar uma nova ordem mundial.

Para muitos foi a época que mais teve valorização educacional. Muitas organizações internacionais passaram a financiar a educação no Brasil, favorecendo a economia.

Nos dias atuais, existem várias abordagens que norteiam as aplicações dos conteúdos disciplinares.

Sendo assim, cada escola pode trabalhar juntamente com seus professores os objetivos educacionais que condizem com suas realidades.

OS MOVIMENTOS SOCIAIS NO BRASIL E A ESCOLARIZAÇÃO

No início, a construção da educação no Brasil, começou com os jesuítas que tinham como objetivo apenas, alfabetizar e colonizar a terra recém descoberta.

Já no final do sec.  XVI foi dado início aos planos de estudos com os conteúdos da Companhia de Jesus, se tornando um marco histórico, para as criações curriculares futuras.

No Sec.  XVIII, a educação passa a ser regida pelas Leis vindas de Portugal, fechando então, os colégio jesuítas e inserindo a língua portuguesa como idioma oficial do país. Tornando a educação apenas para os meninos e proibindo a língua tupi.

Com o passar dos anos a educação foi se modificando de acordo com o que a era preciso no momento. Sendo assim, se analisarmos a trajetória, dos movimentos sociais do Brasil, a escolarização sempre esteve ligada ao poder, em cada período o conceito de educação era considerado diante dos anteriores, mas sempre respondendo aos interesses políticos e necessidades da economia da época, mas pouco preocupada com um planejamento que atendesse as reais necessidades brasileiras. Portanto notamos que o quadro atual da educação brasileira é fruto de uma difícil trajetória.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (2.9 Kb)   pdf (121.1 Kb)   docx (45.5 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com