TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A ATRIBUIÇÃO DE CAUSALIDADE

Por:   •  29/6/2020  •  Resenha  •  1.203 Palavras (5 Páginas)  •  2 Visualizações

Página 1 de 5

ATRIBUIÇÃO DE CAUSALIDADE

Como o próprio nome sugere, CAUSALIDADE, deriva de causa, ou seja, o princípio da causalidade estuda a nossa interação com o meio, onde dentro deste nos questionamos e observamos certos comportamentos e atribuímos causas às nossas atitudes e às dos outros como forma de organização.

A atribuição de causalidade é baseada na compreensão que as pessoas têm de seus recursos psicológicos, como pensamento, percepção e memória, afim de elaborar através de deduções teorias causais, buscando também relacionar seus efeitos sobre o meio social.

Atribuição da Causalidade foi desenvolvida pelos psicólogos: Fritz Heider, Harod Kelley, Edward E. Jones Davis e Bernard Weiner.

FRITZ HEIDER

Fritz Heider foi um Psicólogo Austríaco e baseava seu trabalho na linha da Gestalt. Publicou o livro “A Psicologia das Relações Interpessoais” (1958), e obteve reconhecimento em suas criações: Teoria do Equilíbrio e Teoria da Atribuição.

Fritz Heider foi o pioneiro nos estudos sobre a Atribuição de Causalidade nos anos 60. Heider acreditava numa Psicologia ingênua, baseada em intuições pessoais e não em fatos científicos.

Segundo ele, o ser humano utiliza-se de suas capacidades cognitivas para explicar os fatos que presencia e, para esses ainda busca atribuir efeitos que serão desencadeados devido à causa, com o objetivo de tornar coerente o mundo à sua volta.

Uma atribuição causal, em sua perspectiva, é explicada por dois ângulos:

Causalidade Pessoal

É justificada por fatores pessoais que contribuem para o comportamento de um individuo, ou seja, os motivos particulares que o levou agir de tal forma, que podem ser motivação, esforço, vontade, capacidade e afins.

Por exemplo: Um trabalhador precisa estar pontualmente às 07:00h no trabalho. Ao procrastinar quando ouve o som do despertador, o mesmo perde o horário e chega com atraso no trabalho.

Causalidade Impessoal

É explicada por fatores impessoais ou ambientais, ou seja, fatores que fogem de nosso controle, uma causalidade externa, que motiva um indivíduo a agir de determinada forma, que pode ser: atitudes de terceiros, sorte, circunstâncias, normas sociais, pressões socias e afins.

Por exemplo: Um trabalhado precisa estar pontualmente às 07:00h no trabalho, porém ao se deparar com um acidente de trânsito durante o percurso, o mesmo chegará no trabalho com atraso.

HAROLD KELLEY

Harold Kelley foi um Psicólogo Social Americano e Professor de Psicologia na Universidade da Califórnia. Desenvolveu a Teoria da Atribuição, e junto com John Thibaut a Teoria da Interdependência.

Kelley parte do pressuposto que o ser humano possui a tendência em atribuir causas aos próprios comportamentos e dos outros, em todo momento e em qualquer situação, ou seja, o indivíduo está sempre buscando explicações sobre atitudes de outras pessoas e atribuindo causas/motivos que a fizeram comportar-se de tal forma.

Levando em conta sua preocupação em explicar tal atitude, desenvolveu o modelo de Covariação. Este, busca atribuir deduções para explicar o motivo que leva a própria pessoa ou terceiros a se comportar de certa maneira.

Modelo de Covariação

Consenso - Situação onde as pessoas se comportam de forma semelhante com motivações similares. Por exemplo: Numa escola, a diretora briga com a Professora Roberta. As outras pessoas da escola também brigam com a Professora.

Distintividade - Situação onde uma pessoa se comporta de mesma forma a diferentes situações. Por exemplo: Numa escola, a diretora briga apenas com a Professora Roberta enquanto age de forma cordial com os outros Professores.

Consistência - Nesta, avalia-se o comportamento de uma pessoa no decorrer do tempo diante de diferentes estímulos. Por exemplo: A diretora briga regularmente com a Professora Roberta independente do desempenho dela nas aulas.

Levando em consideração o Modelo de Covariação podemos definir da seguinte forma:

• Atribuição Interna

Baixo Consenso

Baixa Especificidade

Alta Constância

Comportamentos que não estão em conformidade e que são poucos desejáveis pelos outros.

• Atribuição Externa

Alto Consenso

Alta

...

Baixar como (para membros premium)  txt (8.7 Kb)   pdf (49 Kb)   docx (12 Kb)  
Continuar por mais 4 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com