TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A Antropologia e o uso de Drogas: A questão da maconha de Edward MACRAE

Por:   •  4/8/2016  •  Trabalho acadêmico  •  356 Palavras (2 Páginas)  •  568 Visualizações

Página 1 de 2

Fichamento do texto: A Antropologia e o uso de Drogas: A questão da maconha de Edward MACRAE

Proposta para repensar a questão do uso e abuso de drogas

MACRAE, E. A Antropologia e o uso de Drogas: A questão da maconha In; Temas IMESC - Sociedade, Direito, Saúde. São Paulo - SP: v.4, n.1, p.1-117, jul. 1987.

O autor propõe repensar a questão do uso e abuso de drogas, a partir de uma abordagem que destaque os aspectos culturais, sem perder de vista seus valores e significados.

O cenário inicial apresentado, pelo autor, é de crescimento do consumo das drogas pelos jovens, e a situação de fracasso do modelo oficial de enfrentamento do problema, uma vez que além de custoso é de resultados pouco relevante.

Em seguida ele afirma a necessidade de se olhar a questão por outra perspectiva. Começando pela desconstrução do termo genérico “drogas”, e a partir dos fatores: “drogas em si” (produto), “Set” (personalidade) e “Setting” (momento sociocultural) se poder pensar em modalidades de uso.

O autor sugere a abordagem antropológica, justificando que o aspecto sociocultural do uso de drogas é um campo pouco estudado. E cita Norman Zinberg, que traz as regras de conduta e padrões de comportamento para utilização das drogas.

Na sequência o texto é conduzido para a realidade brasileira, sob o olhar da Antropologia, em que o aspecto da aprendizagem coloca ênfase na questão cultural, e a maconha e escolhida especificamente para nortear as exposições que o autor vai transitar no restante do texto.

Não vai ser lugar comum afirmar que o consumo da maconha cresce tanto entre os jovens, como na população de meia-idade, ela é encontrada em todas as classes sociais, possivelmente chegou ao Brasil com os escravos africanos e desenvolveu um papel na resistência político-cultural contra a hegemonia branca, também foi incorporada a tradições de vários povos indígenas.

Quanto ao uso e significados, a maconha pode se revestir em: Rebeldia adolescente; Resistência cultural; Reforço de redes de sociabilidade; Comércio altamente lucrativo; Dispositivo de droga; Importante arma ideológica; Poderoso agente massificador da sensibilidade.

O autor conclui o texto reforçando a necessidade do entendimento que o assunto requer, de modo a se evitar o uso abusivo da maconha.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (2.3 Kb)   pdf (53.6 Kb)   docx (9.3 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com