TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

O comportamento operante

Por:   •  30/5/2013  •  Artigo  •  482 Palavras (2 Páginas)  •  605 Visualizações

Página 1 de 2

O comportamento operante foi um termo cunhado por B.F. Skinner que engloba a maioria dos comportamentos do organismo. Classifica-se como operante aquele comportamento que produz consequências (modificações no ambiente) e é afetado por elas. Algumas consequências aumentam a probabilidade de um determinado comportamento voltar a ocorrer. Chamam-se essas consequências de reforço. Exemplo: cada vez que a criança “faz birra” e seus pais a atendem, aumentam as chances (a probabilidade) de que, na próxima vez que a criança queira algo, ela se comporta da mesma forma.

B C Reforço para o comportamento

(fazer birra) (atenção dos pais) de “fazer birra”

No momento em que a consequência reforçadora do comportamento é o produto direto do próprio comportamento diz-se que a consequência é uma reforçadora natural. Quando a consequência reforçadora é um produto indireto do comportamento, afirmamos que se trata de um reforço arbitrário. Ex.: B (estudar) C (elogios, boas notas – reforços naturais) x (ganhar um brinquedo, jogar videogame após a aula- reforços arbitrários). O procedimento de suspensão do reforço de um comportamento e o processo de diminuição da probabilidade de esse comportamento ocorrer (retorna ao seu nível operante, isto é, a frequência do comportamento retorna aos níveis de antes de o comportamento ter sido reforçado) são conhecidos como Extinção Operante. Ex.: uma pessoa telefona quase todos os dias para o celular de um amigo (comportamento) e conversa com ele (reforço); o amigo muda o número do celular e não avisa. A pessoa liga e não é atendida (suspensão do reforço: extinção). Outro procedimento de reforçamento é a Modelagem onde se utiliza do reforçamento diferencial de aproximações sucessivas de um comportamento. O resultado final é um novo comportamento. O reforço diferencial consiste em reforça algumas respostas que obedecem a algum critério e em não reforçar outras respostas similares.

CONCLUSÃO

A maior parte de nossos comportamentos produz consequências (mudanças) no ambiente. Dizer que as consequências dos comportamentos chegam a afetá-los é o mesmo que dizer que as consequências determinarão, em algum grau, se os comportamentos que a produziram ocorrerão ou não outra vez, ou se ocorrerão com maior ou menor frequência. As consequências não têm influência somente sobre comportamentos “adequados” ou socialmente aceitos, também mantêm ou reduzem a frequência de comportamentos inadequados ou indesejados.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (2.6 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com