TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Resumo- Psicologia Historico-Cultural E Desenvolvimento Da Atenção Voluntaria: Novo Entendimento Para O TDAH

Por:   •  8/10/2014  •  1.734 Palavras (7 Páginas)  •  528 Visualizações

Página 1 de 7

Resumo- Psicologia Historico-Cultural e desenvolvimento da atenção voluntaria:

Novo Entendimento para o TDAH

O artigo discute desenvolvimento da atenção voluntaria de acordo com a psicologia historico-cultural, que pode possibilitar nova compreensão do Transtorno de Defit de atenção/Hiperatividade(TDAH).

O TDAH é um problema decorrente de desajustes no organismo do sujeito e problemas relacionados ao diagnóstico deste. E também apresenta a compreensão de desenvolvimento humano para a Psicologia Histórico-cultural e dando enfase ao desenvolvimento da Atenção Voluntária e as possibilidades de superação da idéia predominante sobre o TDAH. Concluindo que a visão teórica utilizada não possibilita só um novo olhar para o TDAH, mais também novos meios capazes de desenvolver a Atenção.

O artigo vem mostrar como se desenvolve a atenção voluntária segundo a Psicologia Histórico-cultural, oferece auxilio para comparações a conhecidos hegemonicamente como transtorno de deficit de atenção/hiperatividade(TDAH). De acordo com uma pesquisa realizada no mestrado em psicologia, que teve como objetivo principal o estudo do desenvolvimento da atenção voluntária segundo a psicologia hitórico-cultural.

Esclarecendo antes de tudo o que com a visão hegemonica do TDAH. A definição mais conhecida para o problema, a encontrada no manual de Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais(DSM-IV). Conforme o Manual, o transtorno "consiste num padrão persistente de desatenção, hiperatividade e impulsividade, mais frequente e grave do que aquele tipicamente observado nos individuos em nível equivalente de desenvolvimento"

A explicação para esse padrão de desatenção, se da a desajustes no organismo do indivíduo. Indivíduos com TDAH têm problemas na transmissão e recaptação de neurotransmissores como a neropinefrina e a dopamina, pricipalmente a dopamina. As áreas do córtex que estariam envolvidas nessa "falha" com os neurotransmissores seriam os lobos frontais.

As teorias que o TDAH é um problema de origem orgânica vem servindo de base para que se acredite que sua causa seja genética, tendo transmissão hereditária. Pesquisa sobre essa causa reforçam a opinião de que o ambiente não contribui para o desenvolvimento do problema.

O tratamento com antidepressivos tricíclicos, atomiscina, anti-hipertensivos, e metilfenidato, sendo este ultimo o mais comercializado, popularmente conhecido como Ritalina.

Os casos de diagnósticos feitos de formas superficiais explica a crescente venda de medicamentos para o TDAH. O diagnóstico do transtorno deve ser clinico baseado no Manual, e deve ter a avaliação de um médico. Recomenda-se a aplicação de testes psicométricos, para fornecer dados que auxiliem na conclusão do diagnóstico. Recomenda-se também que sejam feitos exames de neuroimagens, que são capazes de detectar alterações no funcionamento cerebral. Porém pode-se questionar a proposta apresentada pelo Manual, pois ele traz uma série de questões com respostas subjetivas e bastante genéricas que não condizem com a afirmativa de que o TDAHtem origem orgânica.

Diante do exposto a Psicologia Histórico-cultural vem para contestar essa idéia de que o TDAH seja de origem hereditária.

A teoria da Psicologia Histórico-cultural diz que o comportamento humano deve ser estudado nos aspectos biologicos e históricos, pois de acordo com as mudanças na evoluçaõ do homem a cada mudança históricao homem também muda na relação homem a homem e homem natureza, neste processo a própria natureza do homem se modifica e se desenvolve.

Seguindo essa linha de raciocinio, embora a estrutura biologica do homem não tenha sofrido grandes alterações, por meio da atividade vital humana(trabalho), muda a forma de entender o mundo e se relacionar.

O homem só existe como indíviduo por se tornar social. A personalidade o comportamentoe o carater de um individuo estão estreitamente vinculado aos aspectos do grupo ao qual pertence.

Deste modo, a superação por incorporação do orgânico ao desenvolvimento histórico cultural nada mais é do que a defesa da impossibilidade de se dissociar a unidade do individual/social e do biologico/cultural.

O processo de desenvolvimento da atenção: do interpsicológico para o intrapsicológico.

Pode-se se citar como exemplo, a criança em processo de alfabetização. No inicio, ela precisa soletrar as letras enquanto escreve,pois o som das letras ajuda a mediar o processo de escrita. Após dominar esse processo, tais sons ficam internalizados e a escrita torna-se mais rapida e automatizada.

defendia-se que se fizesse a análize

...

Baixar como (para membros premium)  txt (11.2 Kb)  
Continuar por mais 6 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com