TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

TEORIA HUMANISTA NA ADMINISTRAÇÃO

Por:   •  21/10/2012  •  878 Palavras (4 Páginas)  •  861 Visualizações

Página 1 de 4

PSICOLOGIA

DESENVOLVIMENTO

• PERSONALIDADE:

Na abordagem humanista para entender o comportamento, precisa entender a pessoa que está produzindo o comportamento, incluindo a maneira como a pessoa enxerga o mundo. Em contraste com o behaviorismo e a psicanálise, onde o comportamento é tido pela situação imediata ou experiência vivida, na teoria humanista relata que os indivíduos são capazes de responder baseado em uma avaliação subjetiva de uma situação, ou seja, as pessoas tem livre arbítrio para fazer escolhas.

Os humanistas defendem a experiência subjetiva que é entendida como o espaço íntimo do indivíduo (mundo interno) com o qual ele se relaciona com o mundo social (mundo externo), resultando tanto em marcas singulares na formação do indivíduo quanto na construção de crenças e valores compartilhados na dimensão cultural que vão constituir a experiência histórica e coletiva dos grupos e populações. Através da nossa subjetividade construímos um espaço relacional, ou seja, nos relacionamos com o "outro". Este relacionamento nos insere dentro de esferas de representação social em que cada sujeito ocupa seu papel de agente dentro da sociedade. Estes sujeitos desempenham papeis diferentes de acordo com o ambiente e a situação em que se encontram.

Rogers baseia-se na teoria da “Tendência para a realização” onde os seres humanos por impulso inato desejam se desenvolver, crescer e melhorar suas competências. Se avaliarmos isso dentro do ambiente de trabalho, podemos analisar que algumas pessoas quando não estão satisfeitas não conseguem estimular esse crescimento positivo.

Vivemos em um mundo criado por nós a partir de nossa percepção, esse modo de ver o mundo é chamado de campo fenomenal, essa visão influencia o modo como interagimos com as outras pessoas. É daí que surgem os desentendimentos não só na equipe de trabalho, mas em qualquer tipo de relacionamento, porque duas pessoas percebem uma situação de maneira diferente, pois não tem capacidade de ver pela perspectiva do outro. Como por exemplo, um sorriso, ou uma palavra mal interpretada. Essas divergências podem ser resolvidas, se cada um tentar ver da mesma maneira que o outro, o que na realidade nem sempre acontece quando se trabalha em equipe. Segundo Rogers o self é uma estrutura perceptual fluida baseada em nossas experiências de nosso próprio ser. O self não é uma entidade estável, é uma coisa fluida, mutável, composta por muitos elementos, que está em constante processo de transformação, esse fato é mais um motivo da dificuldade de se relacionar ...Há também o self ideal que se refere aquilo que gostaríamos de ser, e os desejos que temos para as nossas vidas. Quando dizemos que o self real e o self ideal se correspondem, o individuo passa pela congruência que é um sentimento de satisfação, podendo ser observado dentro do trabalho em equipe, pois a pessoa está mais contente. Já a incongruência é o oposto, self real e self ideal não caminham juntos e gera um sentimento de conflito, de mal-estar, pois o que a pessoa experimenta é diferente daquilo que se comunica. De certa forma a incongruência não é um crescimento saudável , é um problema no desenvolvimento da personalidade.

Um dos grandes problemas do trabalho em equipe é fator aceitação, nós seres humanos

...

Baixar como (para membros premium)  txt (5.5 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com