TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Texto Sentido Sobre o Video de Luiz Pondé

Por:   •  4/4/2016  •  Resenha  •  419 Palavras (2 Páginas)  •  250 Visualizações

Página 1 de 2

Data da entrega: 02/ 09/ 2014

Disciplina: Tópicos Especiais em Psicologia                  Turno: Noite                                      

  • Elaborar texto sentido sobre o vídeo (Vídeo: Luiz Felipe Pondé – Café filosófico), relacionando-o com os conteúdos debatidos nadisciplina. Vale até 0,5 pontos na AP2.

O desenvolvimento da sombra, do ódio, traz um conceito amplo dos resultados de uma coletividade desestruturada, apresentamos a produção constante de criminosos e marginalizados. Muito embora essas pessoas sejam menos dignas de nosso ódio, mas pelo menos, nosconsentedominá-lo em nós mesmos, através da racionabilidade e da compreensão da subjetividade de cada um, pode suscitara remissão. Amar os oponentes, no cristianismo, pode não ser falsidade, denotapuramentetrocarmanter o ódio poralforriar-se. Nãose esquece, apenas de apartamo-nos doódio. Jáo mérito do indulto está na contrição em relação ao erro.

Pode-se dizer que o ódio não é irracional. Em algumasconjunturas, ele pode ser o “justo afeto”: governos adeptos dasbarbáries, cultos conservadores, genitores indolentes, consortes desleais, origens familiares arruinadas, descendentesindividualistas, empregosintoleráveis. O amor às vezes pode fazer mal? Um olharpsico-filosófico do vídeo aponta ascausas do ódio como um medicamento contra o amor aoembuste, a charlatanicemoderna. A questão de fundo a ser enfrentada é: quando amar seria um erro cometido por nós nessa sociedade contemporânea.

Na ótica da psicologia tendemos como seres humanos a crescer, a concretizar e a aperfeiçoar-nos tanto para a psique, como para o corpo. O sujeito possui uma disposição para o autodesenvolvimento ou individuação.Apesar do incremento das potenciais do indivíduo ser estimulado pelas impeles instintivas inconscientes, nele ainda há uma particularidadesque irão influenciá-lo em abrangência com o seu inconsciente e no processo de individuação, pois permite o símile de opostos. É na disparidade da individualidade que há uma adesão e maturação numa composição, num sujeito peculiar e global.

Não se pode dizer que esse ou aquele indivíduo foi feito para o mal, que gosta de matar ou maltratar, a não ser que tentemos explicar através das patologias psicológicas, o que há meu ver não poderia explicar tudo, sem nos tornar excessivamente e absurdamente neuróticos. Que alguns indivíduos (neoliberalistas) criaram uma forma de excluir da sociedade os que eles consideram inaptos, a vida poderia sim ser analisada sob a ótica de uma histeria coletiva. Para Jung o egocentrismo extremado é patológico, antinaturalediretamenteadverso à existência.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (2.6 Kb)   pdf (74.8 Kb)   docx (295.4 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com