TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

UMA VISÃO DIFERENTE SOBRE A PRODUÇÃO INDUSTRIAL NO SÉCULO XX

Por:   •  22/2/2015  •  1.126 Palavras (5 Páginas)  •  156 Visualizações

Página 1 de 5

UMA VISÃO DIFERENTE SOBRE A PRODUÇÃO INDUSTRIAL NO SÉCULO XX

O século XX foi marcado por grandes transformações e grandes feitos que envolveram o mundo todo. Dentro deste mesmo século tivemos duas grandes guerras mundiais que por si só já marcariam o século e não obstante a isso tivemos o fenômeno da Revolução Industrial que começou na Europa e se alastrou por todo o mundo, inclusive suas idéias e teorias foram bem aceitas e são utilizadas ate o dia de hoje em todo o mundo.

Ate o século XIX praticamente toda a produção era artesanal, o mesmo operário era conhecedor de seu oficio e participava do processo de produção de um produto do começo ao fim, mas já no século XX com o advento da Revolução Industrial e com a necessidade de produção em massa isso já não era mais viável, porque demoraria sobremaneira o processo de produção de um determinado produto, nesta mesma época surgiram as maquinas que executavam as mesmas tarefas antes produzidas artesanalmente de um modo mais rápido para atender as crescentes necessidades do mercado interno e externo.

Como a produção aumentava a cada dia e as fabricas não queriam com isso abrir mão de seus lucros exigiam cada vez mais de seus operários, chegando a até considerar homem e máquina como se fosse um só instrumento de trabalho, levando o operário a exaustão chegando ao ponto de que ao invés de a fábrica ter um aumento de produção acabava tendo um rendimento aquém do esperado pelo fato de o operário não ter mais condições físicas e psicológicas de executar a tarefa com o mesmo esmero de que executaria se tivesse tendo um período satisfatório de descanso.

Por outro lado, nesta mesma época estes mesmos operários não estavam sozinhos no mundo, ao deus dará, como diz a sabedoria popular, tinha alguém que se importava com a situação e após muitas tentativas frustradas na vida resolveu dedicá-la a resolver problemas do cotidiano, principalmente no que se refere ao ambiente de trabalho, essa pessoa era Frederick Winslow Taylor, engenheiro, que procurava resolver os problemas aplicando conhecimentos da área de engenharia, e até hoje suas idéias são muito estudadas em cursos de administração e ele é considerado o pai da Administração Científica e graças as suas idéias surgiria mais tarde uma ciência que se preocuparia com a situação dos operários, a psicologia organizacional.

Dentre as idéias de Taylor, podemos destacar algumas que por sua aplicabilidade são notórias, foi ele que propôs pela primeira vez que se o trabalhador desempenhasse bem sua função a empresa teria mais lucros, fruto disso muitas empresas premiam seus melhores funcionários com gratificações e oferecem recompensas caso as metas estabelecidas sejam alcançadas, propôs o desenvolvimento de cooperação entre os funcionários e entre administração e funcionários, hoje muitas empresas exigem e avaliam aqueles funcionários que sabem trabalhar em equipe e selecionar e treinar os melhores trabalhadores para o desenvolvimento de funções específicas, como acontece nos dias de hoje, os melhores funcionários recebem treinamento, participam de estágios, cursos, seminários, etc, visando se capacitarem ainda mais nas áreas em que atuam e ainda de acordo com a capacitação e merecimento do funcionário podem a vir ocupar até um cargo que é considerado cargo de confiança.

Há na sabedoria popular um ditado muito conhecido que diz: cada macaco no seu galho, mas o que tem a ver isso com Taylor e suas idéias. Bem, vou explicar, não se sabe ao certo a origem deste ditado, mas se aplica a Taylor sim porque coincidência ou não partiu dele a proposição de que cada trabalhador deveria ocupar o cargo ou função para a que tivesse mais aptidão, e isso se aplica nos dias atuais aos testes vocacionais, na qual um candidato a ocupar determinada vaga é submetido a testes para averiguar a aptidão dele naquela função ou designa-lo para a função na qual apresente mais aptidão.

Voltando um pouco, ainda na época da revolução industrial, começou a ser aplicado nas indústrias o que foi chamado naquela ocasião de psicologia industrial. A psicologia industrial teve origem na psicologia em si, tal como a conhecemos hoje, e seguindo os passos da administração cientifica de Taylor, começou a ser aplicada nas indústrias, logo mais passou a se chamar psicologia organizacional, porque então já era aplicada em todos os tipos de organizações, quer seja do setor publico, quer seja do setor privado e teve seu campo

...

Baixar como (para membros premium)  txt (7.3 Kb)  
Continuar por mais 4 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com