TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Análise de erros - o que podemos aprender com as respostas dos alunos

Por:   •  15/2/2015  •  Artigo  •  1.054 Palavras (5 Páginas)  •  62 Visualizações

Página 1 de 5

Análise de erros - O que podemos aprender com as respostas dos alunos

Cury, Helena Noronha – Análise de erros - O que podemos aprender com as respostas dos alunos – Coleção: Tendências em Educação Matemática - Belo Horizonte: Editora Autêntica – ISBN 978-85-7526-254-2.

Helena Noronha Cury possui graduação em Licenciatura e Bacharelado em Matemática, mestrado (1985) e doutorado em Educação (1995) pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. É professora adjunta do Centro Universitário Franciscano, onde exerce atividades no Mestrado Profissionalizante em Ensino de Física e de Matemática e no curso de Licenciatura em Matemática. É bolsista de produtividade em pesquisa no CNPq, nível 2. Orientou 22 dissertações de mestrado, além de trabalhos de especialização, iniciação científica e conclusão de curso, na área de Educação Matemática. Faz parte do Corpo de Pareceristas de 12 periódicos. Atua na área de Educação Matemática, com pesquisas sobre análise de erros e sobre formação de professores.

Nesta obra a autora apresenta uma visão geral sobre a análise de erros, tendo como fundamento as primeiras pesquisas na área e sugerindo teóricos que ajudam nas investigações sobre erros. Helena Cury apóia a idéia de que as análises de erros alem de uma abordagem de pesquisa é também uma metodologia de ensino, quando utilizada nas salas de aula para levar os alunos a se questionarem sobre as soluções que encontram. O texto conduz o leitor a ideia de que o erro se constitui como um conhecimento. O livro apresenta seis capítulos e tem aproximadamente centro e dez paginas.

No primeiro capítulo - As ideias dos precursores, a autora apresenta algumas obras como a de Thorndike que tem como tema o inicio das pesquisas sobre erros, comentando que a aprendizagem pode ser interpretada como o a ligação dentro do sistema nervoso entre uma situação ou um estímulo e uma resposta. Em seguida utilizando Hadamard como referencia aborda os processos de invenção em matemática que o autor cita as demonstrações matemáticas extensas, como apenas a acumulação de raciocínios curtos, lógicos e análogos.

A obra seguinte, continuando o capítulo, é de Krutetskii falando sobre as habilidades matemáticas que dirigiu suas pesquisas para a estrutura e formação das habilidades matemáticas, com metodologias variadas e participação de alunos, pais e professores. Após Newell e Simon comentam acerca a análise dos protocolos de resolução abordando sobre psicologia cognitiva e seus estudos vêem o ser humano como um processador de informação. O próximo é Brousseau tratando sobre os erros constituídos em obstáculos, aqui o autor se refere aos erros que são baseados em um conhecimento prévio que não foi adequadamente generalizado ou conduzido para uma nova situação. Por fim em Borasi e a taxionomia do uso dos erros é sugerido em seus trabalhos, que os professores abandonem a simples transmissão de conhecimentos e tentar encorajar os alunos a explorar e verbalizar suas ideias e argumentar.

O segundo capítulo estuda alguns exemplos de trabalho sobre analise de erros em questões matemáticas, procurando avaliar a solução de alguns que foram realizados em testes e provas aplicadas em sala de aula, em situações de pesquisas ou, ainda, em exames oficiais, procurando agrupá-los de acordo com alguns critérios. Posterior a analise os trabalhos são separados para se saber quais eram os autores e sobre o que eles trataram. Neste mesmo capítulo se comenta sobre a dificuldade que os pesquisadores têm em achar atividades que sejam desafiadoras para o aluno decidir mudar sua atitude perante os erros que cometeu.

O terceiro capítulo aborda acerca de exemplos de classificação e analise de erros, falando de pesquisas com calouros de cursos superiores, com discussão dos erros cometidos pelos alunos, mostrando para os futuros professores e os que estão em formação continuada fazendo cursos de pós-graduação, as dificuldades que muitas vezes não são levadas em consideração na Educação Básica. Ainda

...

Baixar como (para membros premium)  txt (6.8 Kb)  
Continuar por mais 4 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com