TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

O SERVIÇO SOCIAL

Por:   •  7/10/2019  •  Trabalho acadêmico  •  699 Palavras (3 Páginas)  •  4 Visualizações

Página 1 de 3

Nome: Lizandra Ramos Cardoso

Matricula: 1715246

Curso: Serviço Social

FICHA DE LEITURA

Autor: Faleiros, Vicente de Paula

Título: Metodologia e Ideologia do Trabalho Social

Data: São Paulo, Ano 2011.

Dados da Obra:

Gênero: Ciências Humanas e Sociais

Tema Principal : Crítica ao funcionalismo (O funcionalismo é um ramo da antropologia e das ciências sociais que procura explicar aspectos da sociedade em termos de funções. Para ele, cada instituição exerce uma função específica na sociedade e o seu mau funcionamento significa um desregramento da própria sociedade.)

Citações Importantes: A Obra oferece alternativas ao trabalho institucional-profissional de assistentes sociais, educadores, médicos, psicólogos e outros interessados nas “relações sociais” enquanto campo de intervenção.

Resumo: No livro, METODOLOGIA  E IDEOLOGIA DO TRABALHO SOCIAL, o autor nos faz  refletir acerca de todos os processos que envolveram a trajetória do Serviço Social. Ao busca constante por uma identidade profissional, como coloca-las em práticas e toda a dificuldade que existe diante de uma sociedade. Faleiros relata algumas situações históricas e aponta o comportamento do serviço social na tentativa de enfrenta-las. Com base nisso, ele propõe estratégias de ação profissional baseando-se na realidade atual brasileira. O foco seria a relação entre dominantes x dominados, ou seja, força e poder. Todo o desnivelamento que existe entre as classes sócias, acaba fragilizando os indivíduos que se encontram em situação mais desfavorecida e isso reflete no dia a dia de uma sociedade. É nesse momento, que o profissional capacitado do Serviço Social, deve intervir a fim de reverter a situação, não apenas encaminhando para os setores públicos responsáveis, mas sim investigando mais a fundo com o intuito de que aconteça de fato uma transformação na vida do indivíduo. Sabe-se que existe todo um sistema que muitas vezes dificultada o andamento do processo, mas ter um olhar mais “pluralista” e menos “alienado” ao analisar determinada situação, tende-se a obtermos resultados mais positivos. 

Assim, após essa visualização geral propõe a criação de estratégias de ação profissional, sem desmerecer a historicidade e a teoria, mas considerando as transformações sociais e a realidade brasileira atual diferida de outras. Seria novamente o caso de repensar o Serviço Social, não mais considerando a luta de classes burguesia x proletariado, que marcou o início de real intervenção do profissional na sociedade, mas o contexto mais atual de relações entre dominantes x dominados, que significa também uma relação de força e poder. Trata-se de uma estrutura que emerge das mais variadas contradições e valores envolvendo diferentes interesses e fragilizando àqueles que se encontram à margem dessas competições. Essa fragilidade emocional, física, psicológica e financeira, traz conseqüências para a vida dos indivíduos e suas relações familiares, impulsionando níveis de desigualdade e criminalidade que afetam de forma monstruosa nossa sociedade. É nesse contexto que o Serviço Social é chamado a intervir. As diversas faces das dificuldades sociais sejam elas econômicas, culturais, conflitantes com a lei, abusos de várias formas contra as pessoas e dignidade humanas, aparecem cotidianamente e necessitam do apoio desse profissional, habilitado para esse fim.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (4.9 Kb)   pdf (121.1 Kb)   docx (9.3 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com