TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

SERVIÇO SOCIAL E O TERCEIRO SETOR: O aporte dos processos de trabalho do Assistente Social nas políticas de meio ambiente, educação e nas esferas do terceiro setor

Por:   •  18/10/2017  •  Trabalho acadêmico  •  4.785 Palavras (20 Páginas)  •  307 Visualizações

Página 1 de 20

[pic 1][pic 2][pic 3][pic 4]

[pic 5]

[pic 6]

[pic 7]

[pic 8]

[pic 9]

[pic 10]

[pic 11]

[pic 12]

[pic 13]

SUMARIO

1. INTRODUÇÃO ...............................................................................................

04

2.  DESNVOLVIMENTO.......................................................................................

SERVIÇO SOCIAL E O TERCEIRO SETOR: O aporte dos processos de trabalho do Assistente Social nas políticas de meio ambiente, educação e nas esferas do terceiro setor............................................................................

3.  CONSIDERAÇÕES FINAIS..........................................................................

06

06

15

4. REFERENCIAS...............................................................................................    17

1. INTRODUÇÃO.

No rol da década de 1990 no Brasil, significativas mudanças começaram a incidir, um crescimento expressivo de aparelhos chamado “terceiro setor” foram observados na esfera social, tal “setor” que se apresentou como parte associável da sociedade civil, não lucrativa, mas que alvitrou desempenhar metas, ações e projetos de cunho público não estatal.

Este espaço de cunho ocupacional que se adensa e que aos poucos inseriu profissionais do Serviço Social, mesmo que ainda simule um espaço onde a precarização do trabalho expõe uma das suas “faces”, seja pela admissão do voluntariado, seja pelo contrato por prestamento de serviços, seja mesmo pelo indeferimento de direitos sociais historicamente conquistados pelos laboriosos.

Se o terceiro setor é um espaço ocupacional em plena extensão para os assistentes sociais, e, ao adverso da inclusão em empresas, que amplias significativamente a contratação dos profissionais ao grau que acende o número de institutos do segmento, sejam aparelhos ligados aos movimentos de amparo de direitos ou de altruísmo empresarial, o quê se pode avultar sobre a altercação que se adolesce no interior da profissão é que tais espaços estão ampliando gradativamente as possibilidades e limites da profissão num panorama em que o Estado revela-se minimalista e a sociedade cada vez mais responsável pelas ascensões ao que se é de direito.

Segundo a Rede Brasileira do Terceiro Setor (REBRATES):

O Terceiro Setor corresponde às instituições com preocupações e práticas sociais, sem fins lucrativos, que geram bens e serviços de caráter público, tais como: ONGs, instituições religiosas, clubes de serviços, entidades beneficentes, centros sociais, organizações de voluntariado etc. O que caracteriza cada setor em face dos recursos financeiros é o seguinte: Primeiro Setor: dinheiro público para fins públicos; Segundo Setor: dinheiro privado para fins privados; Terceiro Setor: dinheiro privado para fins públicos (nada impede, todavia, que o poder público destine verbas para o Terceiro Setor, pois é seu dever promover a solidariedade social).

Para tanto pode-se destacar as afirmativas aceca do trabalho profissional do assistente social no terceiro setor, a manutenção tanto das ações acometidas nas esferas educacionais como também ambientais. Essa elementar ideia do que conglomera o terceiro setor na sociedade, desponta uma complexidade no que se “oculta” por trás deste hipotético “setor”. Para tanto ao ressaltar quais são os dilemas e contrassensos proporcionados ao(a) assistente social nas instituições que “associam” o terceiro setor, retratando de maneira mais intensa o trato da questão social por meio da educação e do meio ambiente.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (34.8 Kb)   pdf (299.4 Kb)   docx (325.7 Kb)  
Continuar por mais 19 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com