TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Factores que influenciam na fraca aderência dos doentes ao tratamento anti-retroviral: Estudo Caso do Centro de Saúde de Guro

Por:   •  9/8/2018  •  Monografia  •  11.078 Palavras (45 Páginas)  •  119 Visualizações

Página 1 de 45

CAPÍTULO I: INTRODUÇÃO

Moçambique vive um ambiente de pandemia do HIV severa. A pandemia do HIV/SIDA constitui um enorme desafio para o Pais em geral e para o Serviço Nacional de Saúde (SNS) em particular. Várias medidas têm vindo a ser tomadas nos últimos anos pelo Ministério da Saúde de Moçambique (MISAU, 2001) para minimizar o impacto negativo da infecção pelo HIV que atinge predominantemente a população em idade produtiva e reprodutiva, com todas as consequências futuras que isso implica. Dentre essas medidas salientam-se a rápida expansão imprimida nos últimos anos, acesso ao tratamento anti-retroviral, paralelamente ao reforço, imprescindível, das medidas preventivas.

A complexidade do tratamento anti-retroviral e das infecções oportunistas, carecidas do desafio que a expansão do TARV levanta, requer que os profissionais da saúde envolvidos no tratamento dos pacientes atingidos pelo HIV/SIDA estejam cada vez mais e melhor capacitados para lidar com essa patologia, propiciando aos doentes uma terapêutica racional, segura e eficaz e minimizando as complicações inerentes a mesma (Plano Estratégico Nacional de Resposta ao HIV e SIDA, 20102014). É neste âmbito que se insere a elaboração do presente trabalho, tomando em conta os avanços e consensos na ciência mais recente neste domínio. Espera-se que este trabalho constitua um instrumento de grande utilidade para os profissionais de saúde envolvidos no tratamento dos pacientes infectados pelo HIV, permitindo assegurar, ao nível do SNS, uma abordagem padronizada dos pacientes infectados pelo HIV, de forma a garantir o uso racional e cientificamente fundamentado dos escassos meios disponíveis.

O objectivo principal do trabalho é conhecer os factores que estão a influenciar na fraca aderência dos doentes ao inicio do tratamento anti-retroviral no Centro de Saúde de Guro. Este estudo também terá uma grande importância na medida em que a sua influência é recebida e actua na forma de pensar, ser e agir aos doentes de HIV/SIDA e profissionais de saúde em causa, com relação a patogenia. O mesmo está estruturado em cinco (5) capítulos. No primeiro capítulo, trata sobre a introdução. No segundo capítulo, retrata da fundamentação teórica. No terceiro capítulo, faz a menção da metodologia do trabalho. No quarto capítulo, apresenta-se a análise e interpretação dos resultados do guião da entrevista aplicado ao pessoal técnico e aos pacientes do Centro de Saúde em estudo e o quinto capítulo aborda as conclusões e as sugestões.  

  1. Tema

“Factores que influenciam na fraca aderência dos doentes ao tratamento anti-retroviral: Estudo Caso do Centro de Saúde de Guro, em 2013.”

1.1. Delimitação do tema

A pesquisa foi realizada no Centro de Saúde de Guro, localizado na Província de Manica, na vila sede do Distrito de Guro, Posto Administrativo de Guro, localidade de Sanga, concretamente no Bairro Tseretsé-kama-A, entre os meses de Agosto à Setembro de 2014.  

1.2. Justificativa         

A escolha do tema deve-se por constatar no centro de saúde de guro o incumprimento no alcance das metas atribuídas no que concerne aos doentes de HIV/SIDA que devia iniciar imediatamente o tratamento anti-retroviral.

Segundo o relatório da MISAU PNC ITS/HIVSIDA (2009), Moçambique ratificou vários e importantes tratados relacionados com o direito à saúde ou dos direitos relativos à saúde. Portanto, a Constituição da República de Moçambique (2004), no artigo 89 estabelece que “todos os cidadãos tem direito a saúde, nos termos da lei, e devem ter a obrigação de promover e proteger a saúde pública”. O Artigo 16, do capítulo sobre a organização social, também prevê que “...Os cuidados médicos e sanitários para todos os cidadãos devem ser organizados através de um sistema nacional de saúde, o qual deve beneficiar todo o povo Moçambicano... e o Estado deve encorajar os cidadãos e Instituições a participar na melhoria do nível de saúde da comunidade. O Estado deve promover a expansão dos cuidados médicos e sanitários e igual acesso de todos os cidadãos ao gozo deste direito.”

Outros direitos humanos relacionados com a saúde são também reconhecidos, incluindo o direito ao trabalho, à habitação e a ser livre de tortura.

Neste contexto, com o fenômeno transversal à sociedade, a questão do HIV/SIDA é hoje uma realidade incontornável à escala universal que carece de uma abordagem global e permanente, que projete, na medida do possível, soluções integradas e universais.

Estas são as razões fundamentais que me levaram a escolher este tema de estudo.

                                                             

...

Baixar como (para membros premium)  txt (73.7 Kb)   pdf (549 Kb)   docx (1.5 Mb)  
Continuar por mais 44 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com