TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

REPERCURSSÕES DA EPISIOTOMIA NO COTIDIANO DAS MULHERES

Por:   •  21/11/2018  •  Trabalho acadêmico  •  330 Palavras (2 Páginas)  •  90 Visualizações

Página 1 de 2

REPERCURSSÕES DA EPISIOTOMIA NO COTIDIANO DAS MULHERES

A episiotomia é um procedimento cirúrgico realizado no períneo da mulher no momento do parto, esse procedimento pode ser  feito por médicos e enfermeiros obstetras. Uma prática que atualmente tem sido feita de forma rotineira e vem sendo muito questionada.

A episiotomia visa impedir ou diminuir o trauma dos tecidos do canal do parto no desprendimento da cabeça fetal e de evitar lesões do polo cefálico devido a pressão sofrida de encontro ao períneo.

O procedimento é feito com tesoura ou bisturi e exige reparação por sutura.

A Organização Mundial da Saúde (OMS, 2018) não proíbe a realização desse procedimento, pois ele pode em algumas situações ser necessário como em casos de sofrimento fetal, progressão insuficiente do parto, ameaça de laceração de terceiro grau ou laceração em parto anterior.

Entretanto recomenda-se que a taxa de episiotomia fique em torno de 10% na totalidade dos partos e que seja feita de forma seletiva e não rotineiramente.

Algumas evidências científicas revelam que além de todas as repercussões da episiotomia, o relacionamento sexual da mulher após ser submetida a tal procedimento, torna-se um desafio para a mesma, devido ao constrangimento de que seu parceiro veja as alterações que o corte no períneo proporcionou, como os pontos, edema, hematoma ou até mesmo cicatrizes.  Sendo assim a episiotomia tem como uma de suas características tornar o parto um evento cada vez mais temível e doloroso para as mulheres.

As complicações mais comuns são hemorragia, infecção e lacerações de 3º e 4º graus e a prevalência dessas lacerações depende da presença ou não de episiotomia e da técnica utilizada.   Durante o processo de nascimento a realização da episiotomia pode acarretar na formação de hematoma e infecção. Os sinais de infecção da episiotomia incluem febre e secreção purulenta, ocorrendo normalmente seis a oito dias após o parto.

Conclusão: A episiotomia não é proibida e as vezes é um procedimento necessário, entretanto pode trazer um impacto negativo na vida das mulheres quer por ela passam.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (2.1 Kb)   pdf (43.7 Kb)   docx (10.6 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com