TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A Farmacognosia

Por:   •  3/10/2016  •  Relatório de pesquisa  •  1.651 Palavras (7 Páginas)  •  98 Visualizações

Página 1 de 7
  1. INTRODUÇÃO

       O uso de plantas medicinais na terapêutica é utilizado desde o inicio da historia da humanidade, mas com a evolução dos estudos e pesquisas, percebeu-se uma grande preocupação  com a qualidade dessas drogas e seus derivados pois vários fatores são necessários para se obter resultado positivo. Logo, é necessário a identificação correta da espécie.

       Os parâmetros de qualidade relacionados à produtos com finalidade farmacêutica obedece princípios estabelecidos pela Farmacopeia e pelo Códigos Oficiais. Também existem monografias e artigos que já descrevem critérios como identidade, pureza e teor de constituintes químicos dos vegetais, que são seguidos devido a utilização de plantas medicinais serem amplamente utilizados pela população, principalmente em regiões ricas em recursos naturais.

       A qualidade para insumos principalmente farmacêuticos, é de suma importância para garantir a eficácia do produto final, onde muitas matérias-primas possuem composição complexa e variações no cultivo, coleta, tratamento, como também uma variedade de compostos presentes a depender de cada região e de como cada espécie é coletada e todo o processo de como chega ao produto final.

       O Brasil apresenta uma das maiores biodiversidades do planeta, e, pelo menos, metade dessas espécies apresenta propriedades terapêuticas. Segundo Amaral et al., 2001, Os  produtos fitoterápicos utilizados como importantes alternativas terapêuticas em razão de diversos fatores, como o alto custo dos medicamentos sintéticos ou o próprio modismo, torna seu consumo preocupante quando considerado que a fiscalização destes produtos é precária, representando vários riscos ao consumidor .

      Segundo Melo et al.,2007. A má qualidade de um produto fitoterápico ou droga vegetal pode comprometer a eficácia podendo oferecer riscos à saúde do consumidor. Profissionais da área da saúde e da comunidade científica devem se preocupar com todos os aspectos que possam contribuir para a qualidade destes produtos, pois as drogas vegetais também possuem atividade toxicológica.

       A ANVISA, por meio de Instrução Normativa 5/2008 publicou uma lista de registro simplificado de fitoterápicos, buscando estabelecer a padronização de marcadores químicos para diversas plantas e o limite diário para seu uso.

      A cinza é o resíduo inorgânico remanescente da queima do carvão. O teor de cinzas é um parâmetro importante para a caracterização do carvão por influenciar os processos de combustão dos mesmos. O processo de determinação do teor de cinzas é de extrema importância para a indústria, seja relacionada à alimentos, como a cana de açúcar que é utilizada na produção do açúcar. Na água onde existe a presença de determinados minerais, que podem causar problemas nas tubulações e podem diminuir a eficiência de produtos utilizados em limpeza e sanitização de indústrias.

       O teor de umidade é o principal fator para processos microbiológicos, é  de extrema importância para a indústria no que se refere para a preservação da qualidade da matéria prima, durante a conservação, o armazenamento como também obter qualidade no produto final. Amostras com alto teor de umidade devem ser submetidos à secagem antes de serem processadas e encaminhadas para o destino final.

       A qualidade de uma matéria prima vegetal é de grande relevância para o preparo de derivados e são fatores que contribuem para garantir a preservação da saúde. Muitas drogas vegetais encontradas no comercio, não estão em condições próprias para o consumo, sendo um agravante quando se trata da comercialização de matéria prima para fins fitoterápicos, que são considerados medicamentos, mesmo estando sujeito à fiscalização que exige segurança e eficácia.

       A avaliação de matéria prima através do controle de qualidade quanto a identificação correta, grau de pureza, falsificações, umidade, entre outros fatores, são de importância fundamental para que se tenha um produto final de qualidade e dentro dos padrões exigidos pela Farmacopéia.

  1. OBJETIVOS

       Compreender a importância do controle de qualidade da matéria-prima vegetal bem como, aprender as técnicas de determinação do teor de cinzas, determinação do teor de umidade e pesquisa de material estranho.

  1. METODOLOGIA
  1. Determinação de cinzas totais

       Pesa-se 1g da droga vegetal seca em um cadinho devidamente calibrado, leva-se à calcinação em mufla por 2 horas em uma temperatura de 500°C. O cadinho é resfriado e levado a um dessecador, e depois pesa-se o material descontando o peso do cadinho.

  1. Determinação do teor de umidade

       Reduzir a droga vegetal por corte, granulação ou fragmentação. Determina-se a perda por dessecação. Em uma placa de petri devidamente preparado e pesado, transfere cerca de 5 g, exatamente pesados de amostra vegetal. Coloca o pesa-filtro em estufa calibrada a 105 °C, durante 5 horas. A amostra é dessecada até peso constante (em 3 pesagens consecutivas com intervalo de 15 minutos entre elas, o peso não apresentar variações consideráveis). Retira da estufa. Coloca-se em dessecador para o resfriamento do pesa-filtro antes das pesagens. Por fim, anota-se o peso da amostra dessecada, calcula-se o teor da umidade.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (9 Kb)  
Continuar por mais 6 páginas »