TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

TUMORES DE CORDÃO UMBILICAL UMA REVISÃO DE LITERATURA

Por:   •  10/9/2019  •  Resenha  •  706 Palavras (3 Páginas)  •  7 Visualizações

Página 1 de 3

 TUMORES DE CORDÃO UMBILICAL UMA REVISÃO DE LITERATURA

Ana Laura Rocha Alves1; Ana Laura Peixoto Cavalcanti1; Eduardo Faria Nogueira1; Hugo Monteiro Bicalho1; Marcelo Gustavo Ribeiro da Paixão1

1 Discente da Faculdade de Medicina (FAMED) da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM). 

Autor correspondente: Ana Laura Rocha Alves

E-mail: alrochaalves@gmail.com

Tel.: (37) 991954041

RESUMO

Introdução e objetivos: O cordão umbilical é uma estrutura de fundamental importância na vida intrauterina ao manter a conexão vascular entre o feto e a mãe. Tumores do cordão umbilical são anomalias raras e podem ser diagnosticados no período pré-natal por ultrassonografia. O seu significado clínico está relacionado principalmente com o tamanho, que pode eventualmente causar comprometimento vascular e afetar diretamente o crescimento intrauterino. Este trabalho teve como objetivo fazer uma revisão de literatura sobre tumores de cordão umbilical. Material e métodos: A metodologia escolhida foi a revisão de literatura, os dados foram coletados nas bases SCIELO e PubMed, além de teses de mestrado. A elaboração deste estudo implicou em leitura da bibliografia básica e análise de informações obtidas que passaram a fazer parte do corpo deste trabalho. Resultado e discussão: Tumores de cordão umbilical são patologias raras e devem incluir diagnósticos diferenciais como teratoma do cordão umbilical, hemangioma e angiomixoma além de pólipos, quistos, hérnia de cordão umbilical e onfalocele (5).  Apenas dois tumores malignos ocorrem no cordão umbilical: angiomas, e mais raramente, teratomas (2). O hemangioma do cordão umbilical é caraterizado pela proliferação de agregados compactos bem definidos de capilares de parede fina, com origem nas artérias umbilicais, na veia umbilical ou nos capilares do cordão umbilical, rodeado por edema e degeneração mixomatosa da gelatina de Wharton (6). Estão localizados na extremidade placentária do cordão. A sua etiologia ainda é desconhecida, não possuem cápsula e são tumores que não metastizam (1). Foram relatadas associações entre o hemangioma de cordão umbilical e de outros lugares como, pele, fígado, e da placenta  (2). Usualmente, o hemangioma é uma lesão isolada, mas quando em grande volume pode haver associação com polidrâminios, crescimento intrauterino restrito, elevação materna da alfa-fetoproteína sérica e malformações fetais como anencefalia.. Além disso, há relatos de ocorrência com parto prematuro e morte fetal (6). A fisiopatologia se explica por meio de torções, compressão ou estenose dos vasos umbilicais, hemorragia fetal, hematoma de cordão e trombose vascular. Estes fatores coexistentes explicam a taxa de mortalidade que chega a atingir 35%. Os teratomas são tumores compostos por tecidos dos três folhetos germinativos, ocorrendo com mais frequência nas gônodas. Sua ocorrência extragonadal é rara, sendo o cordão umbilical um desses locais. O teratoma umbilical são localizados ao longo do cordão umbilical e há associações com malformações fetais (3). Muitas das complicações intraparto e desfechos perinatais estão relacionadas a anomalias do cordão umbilical sendo os turmores de cordão uma dessas causas. Em vista destas possíveis complicações a ultrassonografia pré-natal e o Doppler fazem-se importantes para detecção e acompanhamento de tumores do cordão umbilical. Angiomixoma, raro tumor de cordão umbilical e está relacionado à elevação da morbimortalidade perinatal. Estando associado a parto prematuros, anomalias cardiovasculares, hidropsia fetal não imune, mola hidatiforme, podrâmnio, distúrbio da frequência cardíaca fetal e natimorto, em alguns casos, pode haver compressão mecânica devido ao tumor. Com os avanços na ultrassonografia, torna-se possível examinar a placenta e o cordão detalhadamente antes do parto fornecendo uma oportunidade única para um diagnóstico precoce dessa anomalia (4).

...

Baixar como (para membros premium)  txt (4.9 Kb)   pdf (143.2 Kb)   docx (9.2 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com