TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A INCERSÃO DA ASTRONOMIA NOS ANOS INICIAIS DA ESCOLA MUNICIPAL RAUL POMPÉIA

Por:   •  5/10/2018  •  Projeto de pesquisa  •  1.724 Palavras (7 Páginas)  •  391 Visualizações

Página 1 de 7

 /UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS

FÍSICA - LICENCIATURA

INCERSÃO DA ASTRONOMIA NOS ANOS INICIAIS DA ESCOLA MUNICIPAL RAUL POMPÉIA

FABIOLA FERREIRA MELO

MANAUS

2018

1 PROBLEMA

Os Parâmetros Curriculares Nacionais garantem o ensino da Astronomia nos anos iniciais, por que em algumas escolas não há este ensino?

A importância da Astronomia para o mundo não é explicitada como deveria, muitos alunos desconhecem as leis dos Astros por falta de projetos que os incentive nas escolas. A falta de capacitação dos professores nesta área e o tempo em que a matéria é ministrada implicam numa falha no aprendizado, pois os alunos a veem com uma insuficiência de informações e detalhes.

A Astronomia é inserida apenas na disciplina de ciências nos anos iniciais da educação, visto que pode ser ministrada também nas disciplinas de história, geografia e física que é vista apenas no 9° ano do ensino fundamental. Os parâmetros curriculares Nacionais garantem que a Astronomia deve ser ensinada nos anos iniciais do ensino fundamental, ela está encaixada no subtema de “terra e universa”. Todavia, em algumas escolas principalmente as de ensino público são despreparadas em relação a Astronomia e não havendo uma formação adequada de professores nesta área acarreta na deficiência que alguns alunos enfrentam ao cursar o ensino médio.

2 JUSTIFICATIVA

Segundo Jean Piaget o mundo da criança é expresso por quatro estágios de desenvolvimento cognitivo, que os torna mais suscetíveis a aprender, a pesquisar, a fazer perguntas, características essas que são imprescindíveis na educação. Levando em conta que a inserção da Astronomia nos anos iniciais inibirá as dificuldades que os alunos Ju ao ingressar no ensino médio, pois a mesma é ministrada no ensino fundamental de forma superficial, frustrando sua experiência. Visto que este assunto é ministrado em física, os alunos acabam encontrando outra realidade.

De acordo com as pesquisas e estudos de Jean Piaget, podemos identifica que para ensinar, é preciso saber o tempo de aprender e compreender como as crianças se comportam ao estarem em contato com o 'novo', uma característica fundamental dos cientistas é a curiosidade, característica essa que encontramos facilmente em crianças. Logo ensinar a importância da Astronomia nos anos iniciais é fundamental porque é o início da vida acadêmica delas, e compreender o céu é uma faceta que contribuirá para o desenvolvimento e creditará a cada um uma visão mais ampla do universo, levando-os a enxergar que o céu não é composto apenas por estrelas e planetas, mas por milhares de astros que ainda temos muito a aprender sobre cada um.

3 OBJETIVO GERAL

Incluir o ensino da Astronomia de forma lúdica e prazerosa para alunos nos anos iniciais de escolas públicas, fortalecendo o aprendizado, tanto de alunos como também de professores.

3.2 Objetivos específicos

  •   Apresentar os estudos de Jean Piaget relacionados à aprendizagem das crianças.
  •   Analisar as diretrizes da base nacional comum curricular (BNCC) sobre o ensino da Astronomia nas escolas.
  •   Promover acesso ao ensino da Astronomia através de experiências observacionais.

4 METODOLOGIA

4.1 Apresentação do projeto

Expor para os alunos da Escola Municipal Raul Pompeia através de palestras ilustrativas e dinâmicas, considerando o alvo do projeto que é principalmente levar o ensino da Astronomia à crianças. Apresentando nessas palestras uma introdução da importância da Astronomia na compreensão de algumas situações que presenciamos em nosso dia a dia, fazendo-lhes perguntas que permitam utilizar e imaginação para sabermos qual a primeira visão que eles possuem sobre o céu.

4.2. Uma viagem ao espaço (Ilustração do espaço sideral)

Confeccionar através de oficinas, materiais que possibilitem o aluno uma melhor absorção sobre o espaço e os astros que o compõem. Trazendo até eles os mistérios e belezas que muitos desconhecem.

4.3. Aprender brincando (Atividades Lúdicas)

Realizar brincadeiras lúdicas, incentivando a imaginação, tornando o aprendizado mais proveitoso e agradável. Existem várias brincadeiras simples que podem ser ministradas as crianças contribuindo para um ensino divertido como:

4.3.1 Projetor de Constelações

Utilizando apenas uma lanterna e cartolina submetem aos alunos uma incrível experiência sobre as constelações, sobre seus significados e posições.

4.3.2 Confecção de veículo espacial

De forma criativa e reciclável é possível confeccionar veículos espaciais, fazendo as crianças imaginarem como seria está viajando no espaço em um veículo daqueles saber como eles funcionam? Qual o primeiro veículo viajar para o espaço? Entre outras perguntas pertinentes à esta atividade.

4.3.3 Caixa sensorial de planetas

Com uma caixa, cheia de areia e o formato dos planetas e estrelas, podemos obter um mini cosmos, onde cada uma verá aqueles objetos e farão perguntas sobre o que é? Onde estão? Como são? Etc. uma simples brincadeira passa informações importantes relacionadas à Astronomia.

4.4 O céu de Estrelas (Observações Astronômicas)

Levar crianças para fazer observações, ensinando-os a identificarem as estrelas, constelações e planetas que podemos observar a olho nu. Em uma possível parceria com a Universidade Federal do Estado do Amazonas (UFAM), levar até as crianças o projeto CAUFAM que possuem telescópios que possibilitam uma observação mais detalhada.

5 REFERENCIAL TEORICO

A partir de seus estudos e pesquisas Jean Piaget (1940-1945) criou uma teoria cognitiva que está relacionada ao desenvolvimento da criança, ele acredita que para cada termino e início de período há uma adaptação referente as mudanças ocorridas em cada fase. Cada estágio explica as habilidades que cada criança adquire. Os estágios são: sensor-motor, pré-operatório, operatório concreto e operatório formal. Veremos os dois últimos períodos que são referentes ao início da vida escolar das crianças.

O terceiro estágio diz que a criança já possui as habilidades de identificar formas concretas e que armazena certa quantidade de informações em sua memória, no quarto estagio as crianças possuem uma capacidade maior de compreensão que as permitem formular perguntas, argumentos e hipóteses sem necessidade de terem vivido ou participado dos fatos nos quais argumentam. "O principal objetivo da educação é criar pessoas capazes de fazer coisas novas e não simplesmente repetir o que as outras gerações fizeram." PIAGET (1896 – 1980), segundo ele era necessário ser criativo, e ele via essa característica nas crianças, observando seu desenvolvimento desde os primeiros anos de vida.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (12.3 Kb)   pdf (123.6 Kb)   docx (16.8 Kb)  
Continuar por mais 6 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com