TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

ENGENHARIA DE TRÁFEGO URBANO: A mobilidade urbana nas cidades

Por:   •  20/11/2016  •  Trabalho acadêmico  •  1.654 Palavras (7 Páginas)  •  277 Visualizações

Página 1 de 7

UNIVERSIDADE PAULISTA - UNIP

BRUNA FLOREZ DA SILVEIRA

THAINA RAMALHO RIBEIRO

ENGENHARIA DE TRÁFEGO URBANO:

A mobilidade urbana nas cidades

SÃO JOSÉ DO RIO PRETO

2016


BRUNA FLOREZ DA SILVEIRA

THAINA RAMALHO RIBEIRO

ENGENHARIA DE TRÁFEGO URBANO:

A mobilidade urbana nas cidades

Trabalho elaborado para a disciplina de metodologia do Trabalho Acadêmico apresentado à Universidade Paulista – UNIP.

Orientadora: Profª MSc. Adriana H. Caseiro

SÃO JOSÉ DO RIO PRETO

2016



RESUMO


ABSTRACT


LISTA DE ILUSTRAÇÕES


LISTA DE TABELAS


LISTA DE ABREVIATURAS E SIGLAS


SUMÁRIO


  1. INTRODUÇÃO

Um dos fatores que causam maior estresse no dia-a-dia das pessoas hoje é o trânsito. Com a globalização, o crescimento populacional e econômico das cidades, o acesso a um veículo automotor se tornou bastante convidativo e fácil, inclusive à classe média e baixa. O que resultou em um crescimento absurdo no número de veículos circulantes nas grandes cidades e trouxe à tona a necessidade de se planejar toda essa movimentação, para evitarmos colapsos, acidentes e mais estresse. Porém, onde tudo isso começou? Quais foram os primeiros passos do homem para se pensar em veículos e vias? Quando eles surgiram e como são organizados hoje em dia? A presente pesquisa visa debater esses assuntos e solucionar essas questões, assim como compreender mais esse planejamento estudando o nosso Plano de Mobilidade Urbano.


2 ORIGEM E EVOLUÇÃO DO TRÂNSITO

Segundo dicionários, a definição de trânsito é toda afluência, circulação e movimento de pessoas, veículos em determinada área ou região e etc. Já, conforme o art. 1°, § 1° do Código de Trânsito Brasileiro (CTB, 2009, p.21) “Considera-se como trânsito a utilização das vias por pessoas, veículos, animais, isolados ou em grupos, conduzidos ou não, para fins de circulação, parada, estacionamento e operação de carga ou descarga”.

2.1 A Origem dos Veículos

A origem do trânsito é muito primitiva, visto que toda a atividade humana esta ligada ao deslocamento. O desenvolvimento das civilizações antigas, trouxe a necessidade de normas para regulamentação das vias. Porém o meio mais antigo de locomoção é o próprio caminhar, o homem em suas antigas civilizações, caminhava longas distâncias levando seus bens, até perceberem que os animais poderiam ser domesticados para serem utilizados como transporte de carga. A partir desta época, a carreta puxada a bois, tornou-se muito popular no Império Romano, por isto ainda se diz popularmente que, todos os caminhos levam a Roma.

Com a invenção da roda, na Suméria em 3.500 a.C, que para muitos cientistas é o maior invento de todos os tempo, houve um grande avanço nos meios de transporte. Conta-se que a roda veio de um troco de árvore utilizado como rolo, que mais tarde foi transformado em disco e posteriormente em rodas para as antigas carruagens que eram puxadas a cavalo e foi se aperfeiçoando até os dias de hoje. A medida em que as rodas se modernizavam, os veículos eram aperfeiçoados para as necessidade do homem. (NASSOUR)

Mais tarde, com a criação do motor a combustão e fabricação de automóveis, grandes problemas começaram a surgir, e assim os primeiros acidentes, causados por pessoas que não sabiam dirigir. (HONORATO, 2004)

Assim, o Poder Público e o Automóvel Clube do Brasil, começaram a se esforçar pela segurança, falando em regras de circulação para proteger pedestres e motoristas. Em 1903, as autoridades de São Paulo e Rio de Janeiro criaram as concessões das primeiras licenças para dirigir. (PONTES, 2009)

Em 1954, Juscelino Kubitscheck assumiu o poder do Brasil com o compromisso de “fazer 50 anos em 5”. Seu plano de governo era ousado na área de infraestrutura, incluindo a construção de estradas e a fabricação de automóveis.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (12.2 Kb)   pdf (515 Kb)   docx (2 Mb)  
Continuar por mais 6 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com