TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

GESTÃO DE QUALIDADE E PROJETOS DE SERVIÇOS BRAINSTORMING

Por:   •  10/11/2019  •  Ensaio  •  1.015 Palavras (5 Páginas)  •  5 Visualizações

Página 1 de 5

GESTÃO DE QUALIDADE E PROJETOS DE SERVIÇOS

BRAINSTORMING

SANTO ANDRÉ

SUMÁRIO

1.        Introdução        1

2.        Revisão        2

2.2.        Regras        3

2.3.        Etapas básicas para o desenvolvimento do Brainstorming        3

2.3.1.        Introdução        3

2.3.2.        Geração de ideias        3

2.3.3.        Análise e seleção        4

2.3.4.        Ordenação de ideias        4

3.        Conclusão        5

4.        Referências Bibliográficas        6

  1. INTRODUÇÃO

Brainstorming (tempestade cerebral ou tempestade de ideias) é uma técnica criada por Alex Osborn em 1953, que tem como principal objetivo explorar a criatividade. É utilizada para a geração de novas ideias, conceitos e soluções para qualquer assunto ou tópico num ambiente livre de críticas e de restrições à imaginação. O Brainstorming é útil quando se deseja gerar, em curto prazo, uma grande quantidade de ideias sobre um assunto a ser resolvido, possíveis causas de um problema, abordagens a serem usadas ou ações a serem tomadas. Sua grande vantagem  é liberar as pessoas a pensarem de maneira criativa (MIRANDA; OLIVEIRA; FAGUNDES, 2012).

Atualmente, essa técnica está sendo usada com maior frequência nas empresas e pode ser feito por qualquer grupo de trabalho, nas mais diferentes situações:  resolução de problemas, criação de novos produtos, identificação de riscos, planejamento estratégico, desenvolvimento de campanhas publicitárias, dentre outros. Todos podem se beneficiar de tal técnica, pois é simples, eficaz e de custo zero. Além do mais, pode ser feita no próprio local de trabalho, embora seja recomendável mudar o ambiente usual e planejar uma atmosfera informal (VEIGA, 2009).

  1. REVISÃO
  1. Princípios

Os três princípios mais importantes, para desenvolvimento do brainstorming são:

  • A criatividade é importante e fundamental para obtenção de propostas ao desenvolvimento e para que se encontrem alternativas de solução para problemas e dificuldades;
  • Todas as pessoas são criativas em essência, mas precisam ser libertadas para criar num ambiente amigável, estimulante e livre de censuras;
  • O potencial criativo individual aumenta quando utilizado em grupo, com a finalidade de produzir uma grande quantidade de ideias no menor intervalo de tempo possível.

Chama-se brainstorming estruturado aquele em que as pessoas são obrigadas a participar seguindo uma ordem pré-estabelecida. Já o brainstorming desestruturado é aquele em que há liberdade de participação. O primeiro tem a vantagem de permitir a participação de todos do grupo, impedindo o domínio daqueles que possuem personalidades mais exuberantes, em detrimento dos mais tímidos. O segundo tem a vantagem de permitir uma completa liberação das amarras, que é o principal pressuposto do brainstorming. É comum o uso do primeiro tipo, e depois a migração para o segundo tipo, como uma sequência natural (MUSSAK, 2012).

A finalidade do brainstorming é a de estimular a liberação das ideias relativas a um tema qualquer, iniciando pelas mais ridículas e aparentemente desconexas e impossíveis. É incrível como isso liberta as pessoas do medo da ridicularização e promove um clima em que ideias vão sendo construídas, aperfeiçoadas e validadas.

A utilização do brainstorming pode ocorrer de modo individual ou em grupo, sendo que, quando utilizada em grupo, a técnica apresenta maior potencial devido à presença de interações entre os integrantes (MIRANDA; OLIVEIRA; FAGUNDES, 2012).

O brainstorming pode ser desenvolvido antes do Diagrama de Ishikawa, por auxiliar no levantamento das prováveis causas do problema abordado (CUNHA, 2010).

  1.  Regras

  • Deve ser gerado o maior número de ideias possíveis;
  • Durante o levantamento de ideias não há discussão nem crítica, pois isso pode inibir a apresentação de outras ideias;
  • Apenas uma ideia de cada vez;
  • Devem ser registradas todas as ideias;
  • Todos os membros do grupo participam;
  • Manter o grupo empenhado (CUNHA, 2010).
  1. Etapas básicas para o desenvolvimento do Brainstorming
  1. Introdução
  • Esclarecer os objetivos, a questão ou problema a ser abordado.
  1. Geração de ideias
  • Estabelecer um tempo para que os integrantes pensem no assunto (+/- 2 min.).
  • Solicite, em sequência, a cada participante uma ideia e registre-a.
  • Caso um participante não tenha nenhuma ideia, deverá “passar”.
  • As rodadas serão feitas até que ninguém tenha mais nada a acrescentar.
  1. Análise e seleção
  • O grupo deve discutir as ideias e selecionar as mais coerentes.
  1. Ordenação de ideias
  • Analisar as ideias que foram escolhidas.
  • Por fim, priorizar as ideias.
  1. CONCLUSÃO

O brainstorming é uma técnica de geração de ideias responsável pela especificação de regras acerca da criação e discussão de ideias entre pessoas. Tais regras têm como propósito promover liberdade de pensamento entre os utilizadores da técnica, de modo que gere o maior número possível de ideias durante um limitado intervalo de tempo para, posteriormente, poder trabalhá-las de modo que possam ser utilizadas na prática. Essa técnica é genérica no que tange seu modo de representação de resultados, deixando a critério de seus utilizadores a escolha da melhor forma de apresentação de seus resultados.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (6.6 Kb)   pdf (133.2 Kb)   docx (22.3 Kb)  
Continuar por mais 4 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com