TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Gestão Ambiental E Responsabilidade Social - AP II

Por:   •  17/11/2014  •  782 Palavras (4 Páginas)  •  712 Visualizações

Página 1 de 4

Gestão Ambiental e Responsabilidade Social – AP II: Métodos mais empregados para disposição e tratamento dos resíduos químicos perigosos, dentre os quais se incluem: os aterros de armazenamento, as lagoas superficiais, o armazenamento em formações geológicas subterrâneas e as injeções em poços.

Como breve introdução primeiramente devemos entender que com o aumento da população mundial e a mudança de seus hábitos consumistas, e com técnicas cada vez mais modernas de industrialização, o aumento no volume dos resíduos gerados é apenas uma das consequências significativas para a grande degradação e devastação que está acontecendo atualmente.

Aqui no Brasil ha tempos estamos passando por uma fase de mudanças na área da indústria, essa intensificação da produção e transformação de qualquer “grande espaço” em complexo industrial faz com que a descentralização de “despejo de resíduo” e a falta de coleta e tratamento adequado está prejudicando cada vez mais o nosso ecossistema.

Lora (2000) descreve que o tratamento de resíduos é qualquer processo que altere as características, composição ou propriedade do resíduo, de maneira a tornar menos impactante sua disposição final no solo ou simplesmente sua destruição.

Trazendo isto pra o Brasil, temos como tratamento mais comum a incineração e os grandesaterros sanitários – lixões.

Alguns processos de tratamentos de resíduos encontrados:

Compostagem: Processo de obtenção de composto por meio de tratamento aeróbico de lodos de esgoto, resíduos agrícolas, industriais e, em especial, dos resíduos urbanos. Esse processo tem como resultado final um produto – composto orgânico – que pode ser aplicado ao solo para melhorar suas características.

Remediação: Empregado em casos de contaminação com poluentes orgânicos, hidrocarbonetos de petróleo e derivados, solventes clorados e metais pesados. O processo é constituído por três técnicas:

Biorremediação: introdução de ar e nutrientes no solo contaminado para o desenvolvimento de micro-organismos;

Termorremediação: evaporação dos contaminantes voláteis no solo.

Lavagem dos solos: extração dos contaminantes através de injeção ou infiltração de água/solução aquosa adequada.

Encapsulamento: modificação das características e de manuseio dos resíduos, a fim de diminuir a área superficial para que possa ocorrer a transferência ou perda de poluentes, limitar a solubilidade ou desintoxicar quaisquer elementos perigosos para assim ser disposto em aterros.

Autoclavação: esterilização dos resíduos na qual remove e/ou destrói todos os microorganismos presentes, vírus, bactérias. Utilizado no tratamento de resíduos hospitalares.

Esterilização por microondas: processo deesterilização em forno com aquecimento por microondas. Após o resfriamento e moagem o resíduo é disposto em aterro sanitário.

Incineração: consiste no processo de oxidação térmica sob alta temperatura na qual ocorre a decomposição da matéria orgânica (resíduo), transformando-a em uma fase gasosa e outra sólida. Onde tem a finalidade de diminuir o volume, peso ou eliminá-lo e as cinzas serem devidamente dispostas em aterros industriais quando for constatado resíduo de alta periculosidade.

Reciclagem: aproveitamento dos detritos que eram considerados

...

Baixar como (para membros premium)  txt (5.6 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com