TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Trabalho da Disciplina Seleção e Viabilidade Financeira de Projetos

Por:   •  29/6/2015  •  Resenha  •  1.199 Palavras (5 Páginas)  •  250 Visualizações

Página 1 de 5

UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ

MBA EM GESTÃO DE PROJETOS

Fichamento de Estudo de Caso

Francis Ferreira Lopes

Trabalho da disciplina Seleção e Viabilidade Financeira de Projetos

Tutor: Prof. Antonio Luis Draque Penso

Resende

2015

Estudo de Caso: Embraer: A Líder Mundial em Jatos Regionais

O trabalho dos autores relata toda a história vivida pela empresa Embraer aproximadamente 15 anos, onde se fala sobre os seus sucessos, fracassos, privatização, reorganização do trabalho e como a empresa conseguiu superar os obstáculos se tornando a líder no segmento de jatos regionais se tornando a 4ª maior fabricante de aeronaves comerciais no mundo. O texto foi dividido  por etapas que marcaram a empresa dentre elas temos.

Início Promissor

Em 19 de agosto de 1969 foi criada a Embraer – Empresa Brasileira de Aeronáutica S.A, companhia de capital misto  e controle estatal. Com apoio do Governo Brasileiro,a Empresa iria transformar ciência ,tecnologia e capacidade industrial.

Ao iniciar a produção do Bandeirantes, a Embraer foi contratada pelo Governo Brasileiro para fabricar o jato de treinamento avançado e ataque ao solo  o Xavante (1971), sob licença da empresa italiana Aermacchi.

 Além de outros desenvolvimentos que marcaram o início das atividades da Embraer permitindo que a empresa alcançasse um novo patamar tecnológico e industrial .

Pressões e Privatização.

O inicio da década de 1990 foi marcado por uma crise financeira que abalou a economia do Brasil  atingindo em cheio então a Embraer, que quase fechou. As vendas sofreram uma fortíssima queda de U$$ 700 milhões em 1989 para U$$ 177 milhões em1994, a medida que a produção caiu de seis aviões por mês para apenas dois.

 Em 1992, Ozires Silva que estava a frente da petrobrás foi convidado a voltar à presidência da empresa e conduzir o processo de privatização. Em 7 de dezembro de 1994, durante o governo de Itamar Franco a  empresa foi privatizada. As instituições financeiras Cia Bozano Simonsen, Wasserstein e Perella adquiriram a participação majoritária da empresa, juntamente com os fundos de pensão PREVI e SISTEL.

Recuperação

A partir daquele momento decisivo e contando com o comprometimento e apoio dos novos acionistas controladores – a Cia. Bozano, Simonsen e os fundos de pensão Previ e Sistel – a Embraer embarcou em uma profunda transformação cultural e empresarial, que culminou com sua recuperação e retomada do crescimento, impulsionada pelo projeto ERJ 145.

O ERJ 145

O ERJ 145 uma aeronave criada em 1989 para acompanhar a tendência mundial na aviação regional na época, que era de utilizar aviões de maior porte, com propulsão a jato. O sucesso continuou com os modelos ERJ-170 e ERJ-190.

A Nova Família

No final da década de 1990 a Embraer estava estabelecida no mercado com o estrondosso sucesso alcançado pelo jato ERJ- 145. Mais estava ciente que, para perpetuar – se no mercado, precisaria desenvolver novos produtos. Então em meados de 1999 resolveu amumentar a sua familia de jatos regionais desenvolvendo  jatos de 70 a 110 acentos. O principal deles era o novo jato ERJ-170, primeiro de uma nova família de jatos comerciais, as maiores aeronaves já desenvolvidas pela Embraer.O projeto foi aprovado pela diretoria  e a nova família foi anunciada no Show Aéreo de Paris em junho de 1999.

Os Aviões

Esse tópico foi marcado pelo crescimento do tráfego aéreo de longa distância. Atravéis de pesquisas junto aos consumidores surgiram importantes diretrizes para a construção da nova família de aeronaves. O conforto passou a ser o aspecto principal assim também como as questões ambientais, como ruído e os níveis de eficiência no consumo de combustível passaram a agregar importância. A Embraer superou as expectativas com o ERJ – 170. Um novo conceito de avião construido nos mínimos detalhes incorporando uma tecnologia avançada em relação aos seus concorrentes garantindo uma grande fatia no mercado mesmo apesar das críticas. O outro triunfo Embraer foi  tambem o desenvolvimento de novos produtos otimizando o estoque de peças e  gastando menos dinheiro em treinamento.

Mercados e Participações de Mercado.

Sob o comando de Curado a Embraer criou um novo departamento de informações de mercado. A sua metodologia era baseada nos pontos fortes e fracos dos seus concorrentes. Com isso ela começou a programar com mais eficiência. Ou seja a sua entregas era sempre depois dos seus concorrentes com isso o seus produtos eram baseados em cima dos pontos forte e fracos dos seus concorrentes garantindo produtos com difereciais.

Outro destaque importante também foi os estudos sobre os custos de desenvolvimento de aeronaves da Embraer e seus concorrentes .

...

Baixar como (para membros premium)  txt (7.9 Kb)   pdf (98.7 Kb)   docx (14.2 Kb)  
Continuar por mais 4 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com