TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A aplicação da estatística na nossa vida diária

Por:   •  3/11/2013  •  Artigo  •  947 Palavras (4 Páginas)  •  282 Visualizações

Página 1 de 4

Etapa 1

Estatística segundo o livro texto da disciplina é a ciência que coleta, organiza, analisa e interpreta dados para a tomada de decisões. Esse conjunto de técnicas e métodos, permiti o controle e o estudo adequado para que possamos lidar racionalmente com situações sujeitas a incertezas.

A estatística é uma ciência recente na área da pesquisa, apesar disso ela remonta à antiguidade, onde operações de contagem populacional já eram utilizadas para obtenção de informações sobre os habitantes, riquezas e poderio militar dos povos. Sem a estatística seria impossível efetuar sondagens políticas, apresentar os números mensais do desemprego, efetuar o controlo de qualidade dos bens de consumo, medir os níveis de audiência dos programas de televisão ou efetuar o planeamento de campanhas de marketing.

Há dois tipos de conjunto de dados que são usados para estudar a estatística, e são chamados de população e amostra. Onde a população, é o conjunto de todos os resultados, respostas, medidas ou contagens que são de interesse; e a amostra é um subconjunto de uma população. E de acordo com o livro texto um parâmetro é uma descrição numérica de uma característica da população; e a estatística é a descrição para amostra.

O estudo da estatística é dividido em dois ramos principais:

• A estatística descritiva: que envolve a organização, o resumo e a apresentação dos dados.

• A estatística inferencial: que envolve o uso de uma amostra para chegar a conclusões sobre uma população.

Quanto é realizado um estudo, é importante saber o tipo de dados envolvido, e esse conjuntos pode ser classificado em:

• Dados qualitativos: que consistem em atributos, classificações ou registros não numéricos.

• Dados quantitativos: que consistem em medidas ou contagens numéricas.

Outra característica dos dados é o seu nível de medida, que determinam quais são os cálculos estatísticos mais expressivos, e estes são divididos em quatro: nominal – são somente qualitativos, categorizados usando-se nomes, marcas ou qualidades, neste nível nenhum cálculo matemático é feito; ordinal – são qualitativos ou quantitativos, podem ser arranjados em ordem, mas as diferenças entre os registros de dados não são significativas; intervalar – são quantitativos, podem ser ordenados e é possível calcular diferenças significativas entre os registros de dados, aqui um registro nulo é uma posição na escala não se trata de um zero inerente; e racional – similares aos dados no nível intervalar, com a propriedade adicional de que um registro nulo é um zero inerente. Uma razão entre dois valores de dados pode ser formada para que os valores possam ser expressos como múltiplos de outro.

Atualmente os dados estatísticos são obtidos, classificados e armazenados em meio magnético e disponibilizados em diversos sistemas de informação acessíveis a pesquisadores, cidadãos e organizações da sociedade, no qual pode utilizar para o desenvolvimento de suas atividades.

Podemos visualizar as aplicações da estatística no nosso dia a dia através das informações divulgadas pelos meios de comunicações atuais na divulgação de informações, tais como os índices de inflação, de emprego e desemprego. O IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística a qual a Escola Nacional de Estatística esta vinculada, é o órgão responsável pela produção das estatísticas oficiais do país.

Um dos grandes atrativos da Estatística é a diversidade de atuação, no qual pode promover a melhoria da eficiência e também a solução de vários problemas práticos importantes em quase todas as áreas do sabe. A seguir, algumas das áreas em que a atuação do estatístico adquire maior relevância: indústria; área de recursos humanos;

...

Baixar como (para membros premium)  txt (6.4 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com