TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

10 Histórias de Negócios Sustentáveis

Por:   •  13/5/2018  •  Trabalho acadêmico  •  1.025 Palavras (5 Páginas)  •  164 Visualizações

Página 1 de 5

[pic 1]

UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ

MBA EM LIDERANÇA E COACHING

Resenha de Estudo de Caso

Tiago Rezende de Sousa

Trabalho De Gestão Sustentável

2018

Coronel Fabriciano

IDENTIFICAÇÃO DA OBRA E DO AUTOR

WINSTON, Andrew. Harvard, Business Rewiew: Sustentabilidade.

 Autor e Co-autor de Best-Seller, conselheiro das principais empresas do mundo de quando e como navegar e lucrar os desafios ambientais e sociais., ano 15, 23 dez. 2015.

Estudo de Caso: 10 Histórias de Negócios Sustentáveis que Moldaram 2015

Harvard, Business Rewiew: Sustentabilidade.

Resenha:

Há algumas décadas muito tem se falado a respeito da necessidade da preservação do meio ambiente, pois com a má utilização dos recursos naturais e a segregação da natureza ocorre o fenômeno da alteração do clima no planeta que põe em risco todas as formas de vida que aqui habitam. Esse assunto atingiu exponencialmente os setores corporativos que tem grande influência na utilização de recursos e na emissão de poluentes.

Surgiu então um novo conceito de gestão: Gestão da Sustentabilidade.

O Ano de 2015 o foi um marco corporativo com relação a tomadas de decisões tratados e elaboração de metas no quesito ambiental e sustentável. O próprio Papa entendendo a necessidade de se tomarem medidas urgentes, usando de toda sua influência, fez um manifesto direcionado aos diretores executivos das empresas mundiais solicitando a adequação do capitalismo para sustentabilidade para combater as alterações climáticas e as desigualdades, relembrando que fazemos parte de um todo e que estamos conectados.

Jim yong Kim presidente do Banco Mundial também levantou temas semelhantes aos abordados pelo Papa, onde ele relatou que não acabariam com a pobreza extrema, mas ao menos combateríamos amenizar as divergências do clima.

Nesse mesmo ano em 12 de dezembro houve uma reunião em Paris onde 187 países firmaram um tratado onde o lema era combater as alterações climáticas, através de ações coletivas que visão reduzir a emissão de carbono. Para isso seriam necessárias ações do governo como alteração no sistema de energia, transporte e construção.

Alguns países propuseram ações especificas para suas atuais situações como exemplo da China que se comprometeu a implementar um sistema de limitação de carbono e comércio e a Grã-Betanha que pretende eliminar gradualmente as usinas de carvão.

As empresas se alinharam para ajudar os governos nessa empreitada vários diretores executivos de grandes empresas se reuniram com o intuito de traçar metas para ações diretas que colaborem com os governos e outras foram ainda mais longe investindo em fontes de energias renováveis como a eólica e solar.

Paralela as negociações climáticas a ONU lançou os objetivos globais de para o desenvolvimento de metas sustentáveis. Onde foram emitidas 17 declarações visando um mundo mais igualitário e prospero.

Outras grandes empresas também assumiram grandes compromissos como: o reaproveitamento de 100% da água da Coca-Cola. 50 empresas aderiram ao RE100 que visa utilizar 100% de energia renovável, mais de 100 grandes empresas assumiam metas baseadas na ciência e em pesquisas, entre outros.

Todo esse avanço levou a visão corporativa a um novo patamar chamado de all-renovavel onde dois professores e alunos de uma universidade da Califórnia traçaram um estudo onde 139 países poderiam viver apenas com energia renovável até o ano 2050.

Essas grandes empresas têm se empenhado para mostrar ao mundo o quanto é importante e necessário investir em sustentabilidade.

Além do que é necessário a compreensão de que em muitos seguimentos com a alteração do clima algumas companhias estão sujeitas a falta de matéria prima e suprimentos para suas manufaturas.

Com toda essa repercussão e conscientização os consumidores também passaram a se importar e procurar consumir produtos de empresas engajadas nessa causa ambiental e humanitária, item a mais que leva as empresas a fazerem parte desse novo modelo de gestão.

Mas além da conscientização da população é necessário criar regras que visem a transparência para que não ocorram fraudes como da empresa VW que fraudou testes de emissões de um de seus produtos e sofreu uma queda de 25% no mês seguinte nas vendas dos produtos que estavam envolvidos na fraude.

Enfim o ano de 2015 vai ficar marcado como o ano em que realmente começaram a traçar os planos e realizar ações profundas e significativas e criar a conscientização de mudanças definitivas para se reverter o quadro crítico das alterações climáticas. E tudo isso só está começando e nos próximos anos tem a tendência de crescer e de que as práticas de preservação se tornem habituais.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (7 Kb)   pdf (132 Kb)   docx (31 Kb)  
Continuar por mais 4 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com