TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A FALTA DE SENSIBILIDADE DO MARKETING EMPRESARIAL

Por:   •  23/11/2015  •  Artigo  •  1.998 Palavras (8 Páginas)  •  205 Visualizações

Página 1 de 8

FOCCA - FACULDADE DE OLINDA

CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS

JAMERSON LEANDRO SANTOS DA SILVA

A FALTA DE SENSIBILIDADE DO MARKETING EMPRESARIAL

UM ESTUDO DE CASO SOBRE A RISQUÉ

[pic 1]

ORIENTADOR

ARISTOTELES SILVA VERISSIMO

OLINDA

2015

JAMERSON LEANDRO SANTOS DA SILVA

A FALTA DE SENSIBILIDADE DO MARKETING EMPRESARIAL

UM ESTUDO DE CASO SOBRE A RISQUÉ

Trabalho julgado adequado e aprovado em:        /      /          .

PROFESSOR ORIENTADOR:

PROFESSOR AVALIADOR:

COORDENADOR DO CURSO: DANIEL ANDRADE CUNHA, MSC.

OLINDA

2015

SUMÁRIO

1  INTRODUÇÃO ......................................................................................................04

2  TEMA E ÁREA DE ESTUDO ................................................................................05

    2.1 Tema................................................................................................................05

    2.2 Área de Estudo.................................................................................................05

3  OBJETIVOS...........................................................................................................06

3.1 Objetivo Geral..................................................................................................06

3.2 Objetivos Específicos.......................................................................................06

4  REFERENCIAL TEÓRICO.....................................................................................07

    4.1 O Tal Empoderamento do Consumidor............................................................07

    4.1.1 Empoderamento da Mulher e sua Representação no Mercado....................08                                                          

    4.1.2 A Internet e as Redes Sociais como Ferramenta de Participação................08

    4.2 Terrorismo de Marca: Uma Ameaça às Estratégias de Marketing...................10

  REFERÊNCIAS........................................................................................................11


  1. INTRODUÇÃO

Risqué é líder no segmento esmaltes no país e tem uma história de mais de meio século no mercado de produtos de beleza. A marca é pioneira em lançar tendências e hoje é referência de moda para milhões de consumidoras em todo o Brasil. A cada ano, Risqué lança duas coleções de esmaltes e edições especiais, sempre de acordo com as tendências de moda. Além disso, a empresa disponibiliza uma cartela fixa de cores e uma linha completa de produtos de tratamento para pés, mãos e unhas. (RISQUÉ, 2015)

2. TEMA E ÁREA DE ESTUDO

2.1 Tema

        A partir do empoderamento do consumidor causado pelo aumento do poder de compra das classes C e D, além da capacidade que a tecnologia e a internet oferecem para eles, as empresas devem (ou precisam) estar cada vez mais atentas às estratégias de marketing e o que elas irão significar para esse novo consumidor: que tem voz, que reclama e que dissemina seu amor ou seu ódio pelas marcas além das fronteiras geográficas. Ele compartilha com os amigos, ele posta nas redes sociais, ele pode destruir uma estratégia de marketing com apenas um clique.

Nas empresas, é papel do marketing prevenir que coisas assim aconteçam, ou seja, é função desse setor traçar planos de ação que estejam pautados em algumas premissas: o que meu consumidor deseja? Como meu produto pode suprir seus desejos e necessidades? Quais são suas principais características? Como ele pensa? Dessa forma, conhecê-lo é necessário para que uma estratégia possa dar certo, possuir bom senso nas ações é essencial para que a marca e, consequentemente, a empresa não caiam em maus lençóis.

2.2 Área de Estudo

        Este trabalho de conclusão de curso foi realizado a partir da percepção de que, muitas vezes, as empresas e os seus setores de marketing não se posicionam acertadamente frente ao seu público, pois não levam em consideração as mudanças nas esferas social e econômica que acabam influenciando o comportamento do consumidor que passa a ter novos desejos.

        A marca Risqué, recentemente, passou por um problema no seu plano de marketing ao lançar uma nova linha de esmaltes com o tema “Homens que amamos”. Inicialmente, a ideia de “homenagear” os homens por algumas atitudes do dia a dia, talvez parecesse ser inovadora, ao ir na contramão da maioria das marcas de cosméticos femininos que focam nos atributos das mulheres modernas, que tem novas preocupações e ocupações. Contudo, o resultado da linha, e da campanha que foi realizada em torno dela, foi negativa, já que as consumidoras da marca não se identificaram com as atitudes que foram destacadas no produto e na propaganda.

3 . OBJETIVOS

3.1Objetivo Geral

                

  • Analisar o posicionamento de marketing da marca Risqué, na campanha “Homens que Amamos”, frente o empoderamento do consumidor, sobretudo da mulher.

3.2 Objetivos Específicos

  • Realizar e analisar o recorte social onde a estratégia foi lançada, fazendo um paralelo com as mudanças sociais nas últimas décadas;
  • Identificar os erros na estratégia de marketing da Risqué;
  • Justificar, através de conceitos de marketing, a importância de conhecer o consumidor;
  • Sugerir formas para a prevenção de erros, dentro do aspecto de identificação do público com o conceito do produto;
  • Alertar sobre os riscos e os impactos que a falta de bom senso no setor de marketing pode acarretar para as empresas.

4. REFERENCIAL TEÓRICO

4.1 O Tal Empoderamento do Consumidor

        Como dito anteriormente, o consumidor vem ganhando cada vez mais voz. A relação com as empresas, que no passado era realizada em mão única, ou seja, os clientes apenas aceitavam aquilo que lhe era imposto, hoje sofre modificações profundas a favor do consumidor.

 

Um marco neste relacionamento foi a instituição do Código de Defesa do Consumidor (CDC) que data do ano de 1990, uma importante arma contra diversas práticas abusivas. Além disso, o crescimento da internet proporcionou que mais pessoas pudessem ter acesso à informação de forma mais rápida e prática. Elas perceberam, também, que podiam dividir experiências e somar forças com muito mais eficiência, já que estariam reunidas sem precisar estar no mesmo ambiente físico.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (13.7 Kb)   pdf (152.2 Kb)   docx (20.9 Kb)  
Continuar por mais 7 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com