TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

MAPEAMENTO DOS INDICADORES SOCIAIS QUE REVELAM AÇÕES DE PRÁTICAS TRABALHISTAS E TRABALHO DECENTE DIVULDADAS NO RELATÓRIO DE SUSTENTABILIDADE DO GRI NO SETOR DE CONSTRUÇÃO CIVIL BRASILEIRO NO ANO DE 2013 A 2016 LISTADA NO B3

Por:   •  18/6/2018  •  Artigo  •  5.395 Palavras (22 Páginas)  •  112 Visualizações

Página 1 de 22

MAPEAMENTO DOS INDICADORES SOCIAIS QUE REVELAM AÇÕES DE PRÁTICAS TRABALHISTAS E TRABALHO DECENTE DIVULDADAS NO RELATÓRIO DE SUSTETABILIDADE DO GRI NO SETOR DE CONSTRUÇÃO CIVIL BRASILEIRO NO ANO DE 2013 A 2016 LISTADA NO B3.

Carla Nhayara Braga Bezerra[1]

Rosângela Venâncio Nunes[2]

RESUMO

O presente artigo tem como objetivo mapear e analisar os indicadores sociais de Práticas Trabalhistas e Trabalho Decente adotado e divulgado nos relatórios de sustentabilidade do setor brasileiro de construção civil, durante os anos de 2013 a 2016. A metodologia deste trabalho consistiu na realização de um estudo que utilizou o aspecto descritivo, do tipo documental, com abordagem qualitativa e quantitativa por meio do estudo dos indicadores nos relatórios de sustentabilidade do setor social, indicando as Práticas Trabalhistas e o Trabalho Decente dentro na organização. Para o presente estudo, foi escolhida uma amostra de dezenove empresas de construção civil, listadas na B3, mas somente uma empresa foi selecionada para apresentar através da divulgação dos dados em seus relatórios de sustentabilidade e Sumário GRI. Notou-se que a publicação dessas informações vem seguindo um padrão durante o período de 2013 a 2016, variando seus indicadores, algumas vezes, mas com uma boa pontuação, quando avaliada por ano. Verificou-se, também, que a evidenciação dos relatórios de sustentabilidade auxilia na identificação dos pontos falhos nas empresas e indica como esses relatórios podem ser melhorados. No decorrer do estudo, foi divulgado que os indicadores no sumário GRI dos anos de 2013 a 2016 têm aumentado, consideravelmente, as discussões sobre as imagens contidas nos relatórios anuais e relatórios de sustentabilidade. Enfim, constatou-se, através desta pesquisa, que a comunicação das organizações com o seu público, quanto às informações que elas passam sobre suas ações de práticas trabalhistas, visam, cada vez mais, à transparência de suas ações em relação aos empregados e à qualidade de vida das gerações futuras.

Palavras-chave: Relatório de Sustentabilidade. Construção Civil. Mapeamento.

ABSTRACT

The objective of this article is to map and analyze the social indicators of Labor practices and decent work adopted and disclosed in the sustainability reports of the Brazilian Civil Constriction sector during the years of 2013 to 2016. The methodology of this work consisted in the realization of a study that used the descriptive aspect, of the documentary type, with a qualitative and quantitative approach through the study of the indicators in the reports of social sector sustainability indicating the labor practices and the decent work within the organization. For the present study, a sample of nineteen civil construction companies, listed in B3, was chosen, but only one company was selected to present through the disclosure of data in its sustainability reports and GRI Summary. It was noted that the publication of this information follows a pattern during the period from 2013 to 2016, varying its indicators, sometimes, but with a good score, when evaluated per year. It was also verified that the disclosure of sustainability reports helps to identify the flaws in companies and indicates how these reports can be improved. In the course of the study, it was announced that the indicators in the GRI summary for the years 2013 to 2016 have considerably increased discussions on the images contained in the annual reports and sustainability reports. Finally, through this research, it was observed that the communication of the organizations with their public, as to the information they pass on their actions of labor practices, increasingly aim at the transparency of their actions in relation to employees and the quality of life of future generations.

Keywords: Sustainability Report. Construction. Mapping.

  1. INTRODUÇÃO

Até pouco tempo, acreditava-se que uma empresa era um conjunto de recursos financeiros, materiais e tecnológicos. Mas, hoje pode-se afirmar que, o que faz a grande diferença em uma empresa, são as pessoas, ou seja, o capital humano. São os funcionários preparados que têm competências, que são qualificados e têm motivação para trabalhar em equipe. E é justamente por esse motivo que eles têm seu valor para as organizações, tornando-se um ativo para as empresas (SANTOS, 2011). No entanto, o maior investimento das empresas são as pessoas, ou seja, a “mão de obra”. Por isso, é importante o Trabalho Decente dentro das organizações.

Segundo a Organização Internacional do Trabalho - OIT (1999), o Trabalho Decente é um trabalho adequadamente remunerado, exercido em condições de liberdade, equidade, segurança e dignidade humana, sendo considerado condição fundamental para a superação da pobreza e livre de qualquer forma de discriminação, a garantia da governabilidade democrática e do desenvolvimento sustentável.

As empresas podem divulgar informações através do seu Relatório de Sustentabilidade, um dos modelos mais conhecidos e desenvolvidos pela Global Reporting Iniciative (GRI), capaz de evidenciar, mensurar e divulgar seu desempenho relacionado aos indicadores sociais, onde está subdivido em práticas trabalhistas, direitos humanos, sociedade e responsabilidade pelo produto (GRI, 2013).

A publicação do relatório de sustentabilidade GRI é essencial, pois é uma das principais maneiras de uma empresa relatar e prestar contas ao mercado relativo à sua atuação e de suas práticas para a sustentabilidade.

A Global Reporting Iniciative (GRI, 2013), diz o seguinte:

O relatório de sustentabilidade é um relatório publicado por uma empresa ou organização sobre impactos econômicos, ambientais e sociais causados por suas atividades diárias. Esse relatório também apresenta valores e o modelo de governação da organização e demonstra a ligação entre sua estratégia e seu compromisso com uma economia global sustentável.

Através do GRI, as empresas e todo o seu público tem em mãos uma ferramenta que possibilita dialogar e iniciar um método de melhoria contínua do crescimento da organização, rumo ao desenvolvimento sustentável.

O assunto em destaque torna-se de grande relevância aos interessados, de modo que poderá contribuir no direcionamento de recursos para as organizações, evidenciando também, uma qualidade de maior confiança.

O presente artigo pretende responder a seguinte pergunta: “Quais os indicadores sociais pertencentes ao relatório de sustentabilidade do GRI, que revelam ações de Práticas Trabalhistas e Trabalho Decente divulgadas pela empresa do setor de construção civil brasileiro nos anos de 2014 a 2016 listada no B3?’’

...

Baixar como (para membros premium)  txt (38.5 Kb)   pdf (338.3 Kb)   docx (130.2 Kb)  
Continuar por mais 21 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com