TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

RECURSO INOMINADO EM AÇÃO DE DANOS MORAIS

Por:   •  11/1/2019  •  Artigo  •  3.095 Palavras (13 Páginas)  •  8 Visualizações

Página 1 de 13

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA 1ª VARA do juizado especial cível central da capital do estado de são paulo.

PROCESSO Nº1008302-60.2017.8.26.0016

MAURÍCIO ADIB MAGNO

 já qualificado nos autos em epígrafe, por sua advogada subscrita, vem, respeitosamente, à presença de Vossa Excelência, tempestivamente, nos termos dos Artigos 41 e seguintes da Lei 9.099/95, interpor o presente

RECURSO INOMINADO

 em face da douta Sentença de 1º grau que julgou parcialmente procedente a presente Ação Indenizatória por Danos Morais, com as razões anexas, Requerendo que as mesmas sejam remetidas ao I Colégio Recursal – Foro Central.

Embora a recorrente não tenha formulado pedido para que lhe fossem concedidos os benefícios da  Justiça Gratuita, informa e demonstra a este juízo, através de sua DIR ora anexada, que não possui meios para arcar com pagamento das custas recursais, razão pela qual deixa de recolhê-las. Caso Vossa Excelência manifeste pelo indeferimento da Justiça Gratuita, requer intimação para recolhimento do preparo recursal.

Nestes termos,

Pede-se deferimento.

São Paulo, 02 de abril de 2018.

RAZÕES DO RECURSO INOMINADO

AÇÃO: AÇÃO DE INDENIZAÇÃO POR DANOS MORAIS E MATERIAIS COM PEDIDO DE LIMINAR.

PROCESSO Nº: 1008302-60.2017.8.26.0016

ORIGEM: 1ªVARA DO JUIZADO ESPECIAL CENTRAL DO FORO DE SÃO PAULO/SP

RECORRENTE: MAURÍCIO ADIB MAGNO

RECORRIDA: JUDITH BELÉ

EGRÉGIA TURMA RECURSAL,

ÍNCLITOS JULGADORES!

RESUMO DA DEMANDA

Breve síntese da inicial

Adotando discurso vitimista e com  único fito de constranger e intimidar aquele que se insurge contra a gestão de seu atual companheiro,  o então Prefeito da Cidade de Boituva/SP , e critica de forma veemente sua atuação frente ao Fundo Social de Solidariedade de Boituva, a recorrida , em suas razões iniciais, descreve a forma como se sente ofendida pelo recorrente, que, no seu modo de ver, ofende sua reputação que qualifica como ilibada e irrepreensível.

Fato é que os “méritos” que atribui a si e seu companheiro na inicial são de natureza subjetiva, e integram o enredo pensado para dar às assertivas do recorrente um elevado grau de deleteiredade e extirpar-lhes  conteúdo crítico.

Aduz a recorrida que “ não obstante todas as dificuldades sofridas hoje em dia pelos pequenos municípios brasileiros, levando-se em conta a enorme crise econômica e política da atualidade, o Prof. Fernando e aora Autora–não sem muito esforço –têm desempenhado suas funções a contento.”  Mas a opinião pública não confirma esta impressão da autora.

Uma análise perfunctória do que é dito em algumas paginas do Facebook voltadas para a livre manifestação do pensamento dos cidadãos e pleno exercício de seu direito a crítica revelará que a população da cidade está, em sua maioria, insatisfeita com a gestão municipal atual. Não apenas com a forma como são tratados pelos gestores, que a todo momento tentam calar a voz da população com atitudes radicais e de enfrentamento –inclusive acionando judicialmente aqueles que entendem serem mais duros em suas críticas e, portanto, representam um risco maior ao estabelecimento do poder – mas com a qualidade dos serviços públicos que tem deixado a desejar, e com a falta de justificativas plausíveis para a situação da cidade que beira a calamidade ( vide posts juntados às estas razões)

Esses sítios expõe uma série de fatos cotidianos da cidade, como falha na coleta de lixo, falta de profissionais da saúde nos hospitais e postos de atendimentos, problemas com a segurança da cidade, malconservação de logradouros, enfim, situações que, embora não sejam objetos da demanda, e nem cabe a este Tribunal julgar, justificam a exaltação dos ânimos dos cidadãos, inclusive do ora recorrente.

A recorrida , não cuidando que não pode agir da forma como condena o recorrente, alega, de forma caluniosa, que este tem intuitos “eleitoreiros” ao manifestar-se contra a gestão do Sr. Fermando e sua postura como primeira-dama da cidade, papel que convencionou-se ter cunho social e que torna pública ( e sujeita à críticas) a figura que o exerce.

Numa análise atenta aos trechos que transcreveu a recorrida, observa-se que quase nenhuma “frase” do réu pretende atingir diretamente a honra da autora, apesar de serem, em alguns casos, chulas. Quando afirma o recorrente que “ela será cozida com o rabo no espeto” , à títul de exemplo, pode-se no mínimo concluir que o vocabulário deste não é muito refinado, mas nunca que a “honra” da Primeira Dama poderia sofrer alguma mácula por meio desta ilustração, tampouco que isso se configure uma ameaça.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (20.3 Kb)   pdf (252.6 Kb)   docx (1.1 Mb)  
Continuar por mais 12 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com