TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Redação – Comunicação em Sistemas Distribuídos

Por:   •  21/5/2020  •  Projeto de pesquisa  •  460 Palavras (2 Páginas)  •  10 Visualizações

Página 1 de 2

Redação – Comunicação em Sistemas Distribuídos

A disciplina de sistemas distribuídos aborda diversos tópicos referentes a comunicação entre sistemas integrados entre si, sendo dois deles, Socket e RMI. Os sockets são canais de comunicação entre os sistemas de modo a representar a ideia dentro do campo gramatical de locutor e interlocutor, um responsável pelo envio de uma mensagem e outro por seu recebimento, onde nos sockets o padrão de comunicação se dá por processos em rede TCP/IP. Os sockets são como portas de comunicação de redes, onde as comunicações são feitas por essas portas, entre software de clientes e software de servidores por exemplo, isto pode ocorrer por diferentes tipo de sockets, sendo eles: serviços com conexão, utilizando protocolo TCP, o mais comum deles; serviços sem conexão: protocolos UDP, serviço de datagramas ou acessando diretamente a camada de rede.

No que se refere a um sistema RMI, pode-se dizer que são utilizados para definir interfaces em serviços remotos, implementando em servidores e clientes, servindo também como um provedor de arquivos de classes (http ou ftp), possibilitando a conexão por essas interfaces em sistemas web ou serviços como de um FTP pra inclusão e extração de arquivos remotamente. Seguindo os modelos de orientações a objetos, o RMI funciona de maneira similar a uma fronteira definida em engenharia de software, representa a interface onde ocorre a comunicação de entrada e saída de arquivos, solução comumente utilizada em sites que disponibilizam arquivos e serviços de FTP que utilizam protocolos de transferência de arquivos para realizar movimentações em servidores e máquinas virtuais para as máquinas locais.

Em se tratando de arquitetura, existem dois conceitos que são empregados: Stub e Skeleton. O Stub é um protocolo do lado do cliente que identifica o objeto e os métodos invocados. Já o Skeleton, é um protocolo que fica do lado do servidor e invoca o método do objeto apropriado. A questão que esses dois protocolos visam cobrir em sistemas distribuídos é como o servidor irá fazer para se exibir (publicação) e como o cliente irá achar o servidor, ou seja realizar o processo de descoberta.

A partir desses dois métodos que podem ser empregados em sistemas distribuídos, é possível criar canais de comunicação entre servidores, maquinas locais e redes de computadores, seja para extrair arquivos e editar na máquina local, como é caso de empresas que utilizam o serviço de ftp para fazer as movimentações desses arquivos, ou até mesmo por ambientes web que permitem importar e exportar arquivos de ambientes remotos por via desses canais de comunicação. E com a ajuda desses protocolos, fica mais visível como é feita essa iteração no sentido de se fazer conhecer o servidor e de descoberta do servidor pelo cliente.

Principais

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3 Kb)   pdf (32 Kb)   docx (7.8 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com