TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

- UMA ANÁLISE CRÍTICA SOBRE O COMPORTAMENTO DA VÍTIMA NO DESENVOLVIMENTO DOS CRIMES SEXUAIS E SUAS CONSEQUÊNCIAS

Por:   •  23/3/2019  •  Monografia  •  8.876 Palavras (36 Páginas)  •  289 Visualizações

Página 1 de 36

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE RIO PRETO - UNIRP

DÉBORA FERNANDES SALVADOR

VITIMOLOGIA - UMA ANÁLISE CRÍTICA SOBRE O COMPORTAMENTO DA VÍTIMA NO DESENVOLVIMENTO DOS CRIMES SEXUAIS E SUAS CONSEQUÊNCIAS

BACHARELADO EM DIREITO

SÃO JOSÉ DO RIO PRETO

2018

DÉBORA FERNANDES SALVADOR

VITIMOLOGIA - UMA ANÁLISE CRÍTICA SOBRE O COMPORTAMENTO DA VÍTIMA NO DESENVOLVIMENTO DOS CRIMES SEXUAIS E SUAS CONSEQUÊNCIAS

[pic 1]

Orientador: Prof. Paulo Antoine Pereira Younes

SÃO JOSÉ DO RIO PRETO

2018

DÉBORA FERNANDES SALVADOR

VITIMOLOGIA - UMA ANÁLISE CRÍTICA SOBRE O COMPORTAMENTO DA VÍTIMA NO DESENVOLVIMENTO DOS CRIMES SEXUAIS E SUAS CONSEQUÊNCIAS

BANCA EXAMINADORA

_______________________________________

Prof.

_______________________________________

Prof.

SÃO JOSÉ DO RIO PRETO

2018

RESUMO

O presente estudo tem por objetivo apresentar o estudo da Vitimologia, assim como sua relevância. Divulga o vínculo entre o agente ofensor em relação a vítima, tal como, a atuação de cada membro na ocorrência infratora. O foco da presente pesquisa foi a classificação das vitimas nos crimes sexuais, apresentado ainda o conceito de criminologia, a história da Vitimologia e sua evolução. É apresentado um vínculo entre vítima e delinqüente, onde é demonstrado um certo controle e dominação que as vítimas possuem no comportamento do agente, desde a origem do crime, até suas conseqüências, porém, é enfatizado a necessidade de cautela ao analisar o nível de culpa do agente e o nível de inocência da vítima, visto que, é de notório conhecimento que o estudo vitimológico não pode-se desviar o cuidado de ocorrências em que a vítima foi introduzida no cenário criminoso sem mesmo ter cooperado para tal. A consolidação da Vitimologia como ciência e seu desempenho somado à Criminologia podem colaborar com o alcançe de novas formas de precaução e atenuação da criminalidade, e como resultado, da vitimização. O estudo consiste em pesquisas bibliográficas, leituras doutrinárias, de obras, de artigos e de consultas a internet, com a finalidade de ocorrer um aclaramento sobre o tema, tal como os problemas relacionados a este.

Palavras-chave: Vitimologia. Vítima. Crimes Sexuais. Crime.

SUMÁRIO

INTRODUÇÃO

CAPÍTULO 1 - EVOLUÇÃO HISTÓRICA DA VITIMOLOGIA

1.1 - Antecedentes Históricos Remotos

1.1.1 – Código de Ur-Nammu

1.1.2 – Leis de Eshnunna

1.1.3 – Código de Hammurabi

1.1.4 – Alcorão

1.1.5 – Código de Manu

1.1.6 -  Lei das XII Tábuas

1.1.7 – Legislação mosaica

1.1.8 – Direito Talmudico

1.1.9 – Direito Romano

1.2 - Antecedentes históricos próximos

1.2.1 – Escolas Penais

1.2.1.1 – Escola Classica

1.2.1.2 – Escola Positiva

1.2.2 - A ciência da Criminologia

CAPÍTULO 2 - ASPECTOS GERAIS DA VITIMOLOGIA

2.1 Conceito de Vitimologia

2.2 Conceito de Vítima

2.3 Fases das Vítimas

2.3.1 – Protagonismo

2.3.2 – Neutralização

2.3.3 – Redescobrimento

2.4 - Processo de Vitimização

2.5 - Revitimização

2.6 - Classificação das Vítimas

2.6.1 – Classificação geral

2.6.2 – Classificação por Benjamim Mendelsohn

2.6.3 – Classificação por Hans von Henting  

2.7 - Síndrome de Estocolmo

2.8 - Vitimodogmática

CAPÍTULO 3 - PARTICIPAÇÃO DA VÍTIMA NO CRIME

3.1 - Os crimes sexuais conforme a lei

3.1.1 - Estupro

3.1.2 - Violação sexual mediante fraude

3.1.3 - Assédio sexual

3.1.4 - Crimes sexuais contra vulneráveis

3.1.5 - Corrupção de menores

3.1.6 - Favorecimento da prostituição ou outra forma de exploração sexual de vulnerável

INTRODUÇÃO

A Vitimologia possui amplas responsabilidades públicas, c onforme se observará no transcorrer desta pesquisa: o esforço na obrigação de restaurar o dano ocasionado à vítima por um crime ou qualquer outro ato infracional, é uma destas responsabilidades. O estudo é de muito interesse, devido ao fato de compreender a vítima precisamente em todas as suas formas.

A Vitimologia surgiu logo após a Segunda Guerra Mundial, não somente com a finalidade de encarregar-se das vítimas dos crimes, bem como para dedicar-se na sua relação com o criminoso, na obscuridade do episódio criminal que abrange uma relação entre duas pessoas.  

Essa ciência possui como seus fundadores Benjamin Mendelson e Hans Von Hentig, nos quais compreendiam que o criminoso e sua vítima nem sempre estavam em direções contrárias, tendo potencial a vítima, querendo ou não, consciente ou inconsciente, ser parceiro no procedimento de sua vitimização pessoal.

A trajetória criada por Mendelson e Henting veio a ser extensa e vagarosa até os dias atuais, no Brasil, o conhecimento da Vitimologia é considerado extremamente contemporâneo, visto que é datado a partir de 1970.

A finalidade do surgimento da Vitimologia não foi para deslocar a obrigação do agente e transferi-la sobre sua vítima, mas sim atentar em relação a não ser permitido fazer uma avaliação sobre o fato delituoso sem o minucioso conhecimento à respeito da vítima, não somente na qualidade de sujeito passivo de uma conexão, bem como provável personagem principal da cena criminal.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (59.7 Kb)   pdf (325.4 Kb)   docx (42.7 Kb)  
Continuar por mais 35 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com