TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Empresa Fictiçia

Ensaios: Empresa Fictiçia. Pesquise 807.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  9/9/2013  •  2.680 Palavras (11 Páginas)  •  1.404 Visualizações

Página 1 de 11

Introdução

Atualmente com a crescente competitividade e a sociedade baseada na informação e no conhecimento, entre outros fatores que estão desafiando e transformando as empresas. A informação tornou-se ferramenta para crescimento e competitividade.

Geralmente a empresa encontra-se em um mercado extremamente competitivo e enfrentam dificuldades e desafios no mercado que disputam. O grande desafio é sobreviver neste mercado competitivo e globalizado. No entanto a tecnologia pode desempenhar um papel fundamental dentro da organização e servir como aliada na busca de crescimento. Para uma organização apresentar resultados satisfatórios do ponto de vista econômico, este sucesso depende de ações relacionadas à estratégia competitiva adotada.

Neste cenário de intensas transformações, tanto as organizações tem buscados diferencias para garantir a competitividade, como também os trabalhadores tem agregado novas habilidade e características, a fim de atender ás demandas do mercado. Em decorrência dessas transformações, observa-se o surgimento de uma nova categoria de trabalhador, cujo perfil profissional tem sido marcado por independência, mobilidade, dinamismo, flexibilidade, individualidade, desprendimento e autoconfiança, que prioriza o trabalho, colocando-o como o centro de sua vida.

A carreira dos gerentes e executivos também sofreu o impacto devido ás transformações organizacionais, o que gerou um aumento na carga de trabalho, exigindo uma reformulação do papel deste trabalhador dentro das organizações.

Corroborando, Thomas e Dunkerley (1999) discutem que os gerentes e executivos, independentemente do setor ou indústria no qual atuam, sofreram um aumento significativo no número de horas trabalhadas, se estendendo não só para o período noturno, como também invadindo o ambiente familiar em fins de semana. As longas jornadas de trabalho, custos prazos a serem cumpridos, o grande número de reuniões e os imprevistos invadem o tempo reservado á alimentação, ao lazer e á vida familiar de muitos gerentes e executivos.

Com essas exigências, esses gestores passaram por reestruturações em seu modo de viver e pensar. O que provocou profundas transformações em sua identidade. Esses profissionais foram contaminados por uma lógica perversa de funcionamento organizacional, que pode

tê-lo levado ao desenvolvimento de comportamentos de normopatia. Assim o profissional passa a incorporar o discurso organizacional, agindo de modo completamente alinhado aos objetivos do trabalho, assumindo, muitas vezes, práticas cruéis que lhe são exigidas, transformando-se em profissionais que, ao reproduzirem e incorporam as demandas da organização, não percebem sua própria desumanização e perda de identidade.

A importância do trabalho é tão expressiva na vida do ser humano contemporâneo que, segundo Thiry-cherques (2004), sua ausência rompe um laço vital da própria existência do trabalhador, por ser um dos seus elementos constitutivos. O trabalho preenche e proporciona ao indivíduo a segurança de fazer parte das formações sociais, sentindo-se um verdadeiro cidadão.

1. ÉTICA PROFISSIONAL ‘’ Filme Amor sem escalas’’

O filme Amor sem Escalas nos mostra George Clooney como um profissional que tem como função demitir pessoas, fazendo isso de maneira que possa amenizar a tristeza dessas pessoas, dialogando com estas e não as tratando como meros subordinados.

Entretanto, esta metodologia utilizada por Clooney esta ameaçada por uma recém-formada interpretada por Anna Kendrick (Crepúsculo), que procura demitir essas pessoas por videoconferência, de maneira fria, como se os funcionários fossem meras máquinas a serem descartadas.

Para a nossa sociedade capitalista que vê as pessoas como meros instrumentos a serem utilizados e jogados fora quando não for mais preciso a opção criada por essa recém-formada tende a ser a mais aplaudida e adotada por diversas empresas.

O papel das pessoas na organização, como tratá-las e como vê-las. Nos mostra como alguns líderes agem em determinadas situações e como os colaboradores (ou ex-colaboradores) reagem a essas ações.

Antes de ingressar no quadro de pessoal de uma empresa, é importante observar seus procedimentos para verificar se ela é ética ou não. A produtividade, o bem estar e o progresso profissional de uma pessoa dependem muito do ambiente ou da cultura da organização em que a qual ela trabalha. Conflitos entre os princípios morais pessoais e os da organização, se repetir ou forem profundos, dificilmente possibilitarão ao profissional sentir se bem e produzir resultados adequadamente.

Se o profissional for um membro da alta administração, em quem a organização se apóia muito, como é o caso de presidentes, vice - presidentes ou gerentes gerais, o poder de influência sobre os demais funcionários será enorme, e o exemplo pode ocasionar mudanças para melhor no clima ético da organização. Nessa situação, o profissional pode fortalecer

as normas e diretrizes éticas da empresa, positivando as em códigos de ética, programas de ética, manuais e treinamento. Seu comprometimento com a ética pode desencadear um processo muito construtivo de mudança organizacional consciente. Normalmente, antes de ingressar numa empresa, o candidato pergunta como são feitos os negócios nessa organização, com o nível de pormenor que necessite para julgar os procedimentos, sob o ponto de vista ético ou moral. Verifica se existe uma preocupação e um comprometimento da

Alta administração com a ética, e como isso se concretiza no dia a dia. Em todo o mundo, nota se uma volta à moralidade, não apenas no Brasil. A empresa pouco transparente hoje não pode garantir sua sobrevivência no mercado. A honestidade, a lealdade, a competência, são valores muito prezados por clientes, consumidores e fornecedores. Uma falha da empresa em algum desses princípios pode ser suficiente para que uma organização ligada a ela ‐ e que lhe indique estagiários ‐ rompa seu contrato ou seus negócios por um bom tempo, se não para sempre.

1.1 Vantagens da ética aplicada ao ambiente de trabalho

• Maior

...

Baixar como (para membros premium)  txt (18 Kb)  
Continuar por mais 10 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com