TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Jânio Da Silva Quadros

Trabalho Escolar: Jânio Da Silva Quadros. Pesquise 787.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  5/6/2013  •  363 Palavras (2 Páginas)  •  326 Visualizações

Página 1 de 2

Jânio da Silva Quadros assumiu a presidência do Brasil no dia 31 de janeiro de 1961, tomando posse pela primeira vez na nova capital: Brasília.

Seu governo durou apenas 7 meses, provocando uma crise política, que posteriormente ocasionaria o Golpe Militar.

Jânio Quadros obteve o apoio da UDN durante a sua candidatura e venceu com grande número de votos contra seu adversário nas eleições presidenciais, o também candidato e ministro da Guerra, Henrique Lott. Utilizou um slogan durante a sua campanha, que empolgou a população: ”varre varre vassourinha, varre varre a bandalheira”, prometendo varrer a corrupção do país, equilibrar as finanças públicas e diminuir a inflação.

Seu governo foi muito contraditório. Teve como apoio político a elite do país, classe social ao qual Jânio Quadros tanto criticou. Na política internacional, dizia ser contra o comunismo, mas chegou a condecorar um dos líderes da Revolução Socialista Cubana, Ernesto “Che” Guevara, com a medalha Cruzeiro do Sul, em agosto de 1961.

Já na economia teve um caráter conservador, adotando á risca as medidas do FMI. Congelou salários, restringiu créditos e desvalorizou a moeda nacional. Mesmo assim, a inflação permaneceu alta, gerando o descontentamento por parte da população. Proibiu o uso de biquíni na transmissão televisada dos concursos de miss, proibiu as rinhas de galo, o lança-perfume em bailes de Carnaval e regulamentou o jogo de carteado.

Os apoios políticos a Jânio também se desfizeram, inclusive a UDN e seu maior representante, o jornalista Carlos Lacerda.

No dia 24 de agosto de 1961, Carlos Lacerda denunciou em rede nacional, um possível golpe que estaria sendo planejado pelo presidente Jânio Quadros. No dia seguinte, o Brasil se surpreendeu com o pedido de renúncia do presidente. Jânio Quadros afirmava em carta enviada ao Congresso Nacional que “forças terríveis” o haviam levado a optar pela renúncia. O Congresso aceitou sua saída do cargo, assumindo a presidência interinamente o Presidente da Câmara, Ranieri Mazilli, até o retorno do vice presidente João Goulart, que fazia uma visita oficial á China.

Especula-se que Jânio Quadros estaria certo de que surgiriam fortes manifestações populares contra sua renúncia, o que faria com que voltasse a presidência com mais força do que antes, quando assumiu o cargo. Mas, isso não aconteceu.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (2.4 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com