TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A Segunda Avaliação à Distância

Por:   •  10/2/2024  •  Exam  •  2.253 Palavras (10 Páginas)  •  24 Visualizações

Página 1 de 10

[pic 1]

Fundação Centro de Ciências e Educação Superior a Distância do Estado do Rio de Janeiro Centro de Educação Superior a Distância do Estado do Rio de Janeiro

                    UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO UFRRJ/CEDERJ

 CURSO DE GRADUAÇÃO EM LICENCIATURA EM TURISMO

                         AD2 -  Segunda Avaliação à Distância – 2023/2

                               DISCIPLINA: CARTOGRAFIA E GEOPROCESSAMENTO – EAD.100.50

                               Coordenadora: Profª Monika Richte.

                               Tutora a Distância : Profª  Jessica Silva Martins.

.

                               

                 

Nome:

Kennedy Croner

Matrícula: 22115100020

Polo: Saquarema

Data: 12/10/2023

[pic 2]

Fundação Centro de Ciências e Educação Superior a Distância do Estado do Rio de Janeiro Centro de Educação Superior a Distância do Estado do Rio de Janeiro

 

UFRRJ/CEDERJ

 CURSO DE GRADUAÇÃO EM LICENCIATURA EM TURISMO

AD2 -  Segunda Avaliação à Distância – 2023/2

   DISCIPLINA: CARTOGRAFIA E GEOPROCESSAMENTO – EAD.100.50

  Coordenadora: Profª Monika Richter.

Tutora a Distância : Profª Jessica Silva Martins.

I - Considerando os fundamentos do geoprocessamento e a leitura do artigo: Elaboração de um Banco de Dados Geográfico para Suporte ao Turismo na Chapada dos Veadeiros – GO, responda as seguintes questões:

a) Explique como os SIGs se relacionam com um banco de dados geográficos e qual a importância dos mesmos para o Turismo.

Quando unimos um Banco de dados tradicional ao SIG, ele se transforma em um banco de dados geográfico que passa a exibir dados que buscam descrever os objetos reais, através de sua localização geográfica (posição em relação a um sistema de coordenadas conhecido), dos relacionamentos espaciais ou topológicos (relações espaciais com outros objetos) e dos atributos temáticos (propriedades medidas ou observadas).

O Sistema de Informação Geográfica (SIG) busca então informações nos bancos de dados, as processam, e por meio de análises, produzem informações geográficas de forma estruturada em planos de informação, também chamados de camadas. Quando georreferenciadas, ou seja, referenciadas ao sistema de coordenadas terrestres (topográficas, geográficas, geodésicas ou cartesianas), as camadas podem ser sobrepostas para representar o modelo da realidade, desde que elas possuam projeção cartográfica, sistema de coordenadas e sistema geodésico (datum) comuns, além de terem sido geradas em escalas próximas.

Portanto, os Sistemas de Informação Geográfica (SIGs) necessitam dos bancos de dados para produzirem as informações que vão estruturar um banco de dados geográfico, bem como as camadas.

A relevância dos SIGs e dos bancos de dados no turismo reside no suporte que eles fornecem ao planejamento e desenvolvimento turístico, bem como à pesquisa e ao marketing.

Através do SIG, é possível identificar áreas com potencial turístico, facilitando o planejamento turístico, visto que ele requer a coleta e o processamento de dados espaciais, bem como suas inter-relações.

Desse modo, os SIGs se apresentam na Cartografia Temática como uma ferramenta crucial para o turismo, pois a possibilidade de agrupar mapas de geomorfologia, declividade, hipsometria, geologia e uso do solo podem ser determinantes para a análise e planejamento de uma determinada área turistica.

b) No artigo indicado para a leitura, os autores utilizam arquivos vetoriais e

matriciais para composição do banco de dados. Explique a diferença entre

arquivos vetoriais e matriciais.

O modelo matricial baseia-se em uma estrutura de grade de células, onde cada célula possui uma identidade única de feição, geralmente um número ou um rótulo textual. Mesmo nos casos em que não há nada, a célula deve ser codificada.

Em geral, um mapa SIG utiliza milhares de células para tornar as feições reconhecíveis. Em projetos em que a acurácia não é fundamental, a generalização da paisagem dos arquivos matriciais é amplamente utilizada, pois as feições dentro de uma célula são reduzidas a uma simples identificação da célula, onde todos os objetos presentes na região coberta por uma célula são acumulados e combinados em uma única identificação.

As imagens de sensoriamento remoto a partir de aeronaves ou de satélites são naturalmente matriciais e são facilmente integradas a um SIG, pela igualdade dos formatos de dados, facilitando também as interposições de camadas.

Já a representação vetorial é similar a um mapa de linhas, onde existe a possibilidade de descrever uma posição e sua orientação.

No SIG, um vetor é utilizado para representar as características graficamente em um mapa, sem passar pelo processo de generalização de uma grade matricial. As linhas são contínuas, ou seja, não são divididas em células ou fragmentos, mas permanecem ininterruptas desde o começo ao fim.

Portanto, a representação é mais precisa, como um mapa real. Esse resultado advém da maior precisão dos dados vetoriais em relação aos dados matriciais.

Além disso os dados vetoriais têm alta resolução (mesmo com zoom não perdem sua acurácia); as pessoas compreendem melhor os dados vetoriais representados no mapa; só que a grande quantidade de dados necessitam de um processamento mais robusto

c) Escolha 03 fontes de dados utilizadas pelos autores para composição do banco de dados e explique como os dados se relacionam com o turismo. Para tanto, visite os sites onde os dados se encontram (os sites estão indicados no artigo) para melhor entendimento das informações.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (15.5 Kb)   pdf (232.4 Kb)   docx (103.3 Kb)  
Continuar por mais 9 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com