TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A IMPORTÂNCIA DA LEITURA E ESCRITA NAS SÉRIES INICIAIS

Por:   •  17/10/2014  •  1.488 Palavras (6 Páginas)  •  531 Visualizações

Página 1 de 6

UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA – UNEB

PLATAFORMA PAULO FREIRE

A IMPORTÂNCIA DA LEITURA E ESCRITA NAS SÉRIES INICIAIS

ERIDAN ALVES MACHADO ALECRIM

IVONETE MIRANDA MACHADO

Presidente Dutra

Julho de 2014

1. INTRODUÇÃO

O projeto A importância da leitura e escrita nas séries iniciais justifica-se pela necessidade que os alunos do 3º ano do Ensino Fundamental da Escola Manoel Novais enfrentam no processo de aquisição da leitura e da escrita.

Com base nas dificuldades apresentadas, elaboramos este trabalho que tem por finalidade incentivar os alunos do 3º ano a superarem as dificuldades na leitura e na produção de texto de forma simples e prazerosa.

A prática da leitura se faz presente em nossas vidas desde o momento que começamos a “compreender” o mundo à nossa volta. No constante desejo de decifrar e interpretar o sentido das coisas que nos cercam, de perceber o mundo sobre diversas perspectivas, de relacionar a realidade ficcional com a que vivemos, no contato com um livro, enfim, em todos os casos estamos de certa forma, lendo – embora, muitas vezes, não nos demos conta. Desse modo, a leitura se configura com um poderoso e essencial instrumento libertário para a sobrevivência do homem.

Há, entretanto, uma condição para que a leitura seja de fato prazerosa e válida: o desejo do leitor. A leitura não pode se tornar uma obrigação, porque quando ela se transforma em obrigação, a leitura se resume em simples enfado. Para suscitar esse desejo e garantir o prazer da leitura, daremos aos nossos alunos a oportunidade de estar em contato com diversos gêneros literários que envolvem o folclore como tema, uma vez que estamos próximo a essa data comemorativa.

2. JUSTIFICATIVA

O presente projeto justifica-se na importância de se proporcionar ocasiões para a prática da leitura e escrita, sobretudo, no ambiente escolar, para os alunos do 3º ano do Ensino Fundamental da Escola Dr. Manoel Novais, visto que parte destes apresenta dificuldades de leitura e escrita em seu processo de aprendizagem.

Partindo desse pressuposto e na tentativa de alargar o conhecimento, procura-se contribuir para o desenvolvimento de atividades práticas de leitura e escrita que venha a contemplar o tema Folclore, visto que a data se aproxima do nosso estágio.

Deste modo, um projeto voltado apenas para a leitura e escrita dos alunos, visa grandes benefícios no ensino-aprendizagem, visto que ao ingressarem na segunda fase do Ensino Fundamental, estarão mais aptos a desenvolverem atitudes de sucesso perante as disciplinas trabalhadas, já que tendo uma boa leitura, qualquer texto será mais bem interpretado e com boa escrita será difícil copiar algo errado, evitando outro entendimento mais tarde.

Segundo um diagnóstico realizado a turma do 3º Ano do Ensino Fundamental, demonstra dificuldades na leitura, interpretação e produção textual. Diagnóstico esse que possibilitou uma reflexão sobre o problema, levando-nos à hipótese de que a razão das dificuldades de leitura e escrita estaria no pouco acesso dos alunos, nas séries anteriores, ao acesso dos diversos gêneros textuais.

Os estudos de Emilia Ferreiro indicam que existem vários estágios de desenvolvimento da capacidade de leitura e escrita entre as crianças. Estes estágios vão do mais simples, no qual a criança relaciona as palavras às figuras (e não aos sons) aos mais complexos, em que a criança já reconhece sílabas, letras, sons e padrões de formação de palavras.

Segundo Paulo Freire

“Ler é tomar consciência. A leitura é antes de tudo uma interpretação do mundo em que se vive. Mas não só ler. É também representá-lo pela linguagem escrita. Falar sobre ele, interpretá-lo, escrevê-lo.Ler e escrever, dentro desta perspectiva, é também libertar-se. Leitura e escrita como prática de liberdade. A escrita é também objeto do pensamento e da vida. O mundo ao sul da linha do Equador é marcado pela oralidade; aqui, a escrita e a leitura são um distintivo de poder. Portanto, a criação de uma política de desenvolvimento de participação do mundo da leitura e da escrita significa redimir as massas excluídas de 500 anos de história”.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (10.2 Kb)  
Continuar por mais 5 páginas »