TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Literatura Infanto Juvenil

Por:   •  27/5/2014  •  4.068 Palavras (17 Páginas)  •  1.023 Visualizações

Página 1 de 17

LITERATURA INFANTO-JUVENIL:

DESCOBERTA DE NOVOS MUNDOS

 Questões obrigatórias para o dossiê

1. Elabore um texto (aproximadamente 20 linhas) sobre o contexto histórico-cultural do surgimento da Literatura Infantil, destacando a relação existente, na referida época, entre família e escola. Anote as referências do material utilizado para a produção de seu texto.

Resp : No século XVIII, a criança passa a ser considerada um ser diferente do adulto, com necessidades e características próprias, havendo então o distanciamento da vida “adulta” e recebendo uma educação diferenciada, que a preparasse para essa vida. Neste momento, a criança é vista como um indivíduo que precisa de atenção especial que é demarcada pela idade

A literatura infantil surgiu no século XVII com Fenélon (1651-1715), justamente com a função de educar moralmente as crianças. As histórias tinham uma estrutura a fim de demarcar claramente

o bem a ser aprendido e o mal a ser desprezado. A maioria dos contos de fadas, fábulas e mesmo muitos textos contemporâneos incluem-se nessa tradição. Charles (1628- 1703) Perrault traz a público Histórias ou contos do tempo passado, com suas moralidades: Contos de Mão Gansa. Ganham, então, forma editorial as seguintes histórias: Chapeuzinho Vermelho, O Gato de Botas, O Pequeno Polegar.

Análise histórica da Literatura Infantil : impasses e avanços

www.unifan.edu.br/.../Artigo%20INFORMAÇÃO,

LITERATURA INFANTIL: ORIGENS

2. Monteiro Lobato é destaque não apenas na Literatura Infantil Brasileira, mas também no contexto da Literatura Universal. Acesse: http://www.vidaslusofonas.pt/monteiro_lobato.htm. Leia o que a escritora Fanny Abramovich escreveu sobre o escritor. Em seguida, faça um resumo das principais ideias, destacando cinco que você julgar mais importantes.

Resp : O maior escritor infantil brasileiro de todos os tempos, José Bento Monteiro Lobato, é como ele não separa a realidade da fantasia. Não tem fronteiras. Sai de um, entra no outro, em um pulo só. O que sempre me impressionou é como o Lobato escreve bem. E sem gramaticices, sem ficar preso a uma lei tonta e limitativa.

O que mais me impressiona agora em Monteiro Lobato é a sua brasilidade. Nenhum autor que passou pela minha vida, me trouxe tanto do Brasil sem me deixar fora do mundo.

3. Explique e justifique a importância de Monteiro Lobato para a nossa literatura.

Resp : A Literatura Infantil no Brasil iniciou-se na segunda metade do século XIX. As lendas eram recontadas por pessoas as quais conhecemos por “preto velho”, assim, carinhosamente chamados, são os nossos “contadores de histórias”. Em 1921, inicia-se a Literatura Infantil no Brasil com a história: “Narizinho Arrebitado”, publicação de Monteiro Lobato, no que diz respeito à técnica literária é um dos mais completos autores da Literatura Infantil.

Monteiro Lobato criou um universo para a criança enriquecida pelo folclore, buscou o nacionalismo na ação das personagens que refletiam na brasilidade, na linguagem, comportamentos e na relação com a natureza. Um de seus personagens que representa o mesmo ideal dos contadores de história da antiguidade, por exemplo, Visconde de Sabugosa, que é o intelectual contador de histórias.

Com a valorização da criança surgem textos adaptados a elas, os livros adultos tomam forma de livros infantis. Começa-se a formação de pequenos leitores. Através da leitura literária se poderia adquirir cultura e conhecimento. Foi criado, então, um Tratado de Pedagogia, que assegurava a educação infantil e adulta, desta forma, a educação perde sua inocência e a escola a sua neutralidade.

Com isso, surge a necessidade de obras que despertassem o interesse das crianças, que lhe chamassem a atenção, na qual pudessem viajar e sonhar, baseadas no mundo do faz- de -contas. A literatura de Lobato cumpre muito bem este papel ele vem e inova a literatura infantil, tira a função utilitário-pedagógico.

Além de chamar e despertar o interesse da criança através do imaginário, Lobato conscientiza com a sua literatura denunciadora, que envolve fatos políticos -econômicos- sociais.

4. Semelhante a qualquer outro tipo de manifestação artística, a literatura Infanto-Juvenil tem o compromisso consigo mesma, ou seja, tem como objetivo o entretenimento. Porém, nem sempre esse tipo de literatura foi utilizado com esse fim. A partir do conteúdo estudado nesta Unidade, o que significa a função utilitário-pedagógica da Literatura Infantil?

Resp : Os primeiros

...

Baixar como (para membros premium)  txt (27.2 Kb)  
Continuar por mais 16 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com