TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

LITERATURA INFANTO JUVENIL

Por:   •  31/8/2014  •  4.375 Palavras (18 Páginas)  •  1.052 Visualizações

Página 1 de 18

UNIDADE 1

1. Elabore um texto (aproximadamente 20 linhas) sobre o contexto histórico-cultural do surgimento da Literatura Infantil no mundo, ou seja, antes de sua existência no Brasil, destacando a relação entre este tipo de literatura, a família e a escola. Consulte outras fontes além do material teórico deste módulo e anote as referências do material consultado para a produção de seu texto.

R: A Literatura Infantil surgiu a muito tempo,mas oralmente não havia escrita, eram contadas pelos e familiares próximos,pois não havia uma preocupação com a formação da criança. Mais tarde com a valorização da criança e a necessidade do homem suas idéias e acontecimentos ,buscou, criou, na ficção a maneira de se comunicar,mostrando uma nova maneira de compreender o mundo a sua volta, através de textos literários. A literatura não deve de feita essencialmente com a intenção pedagógica, deve ser produzido pelo aluno pela criança assim terá resultados surpreendentes , a literatura lnfantil deve corresponder os anseios de seu publico.

O ideal é que a criança associa o entretenimento como prazer da leitura, sensibilizando, desenvolvendo sua compreensão do ser humano.A Literatura infantil instrui,diverti faz a criança desenvolver imaginação,criatividade capacidade, estabelecendo relações com o real e imaginário.

2. Após ter conhecimento do contexto histórico do surgimento da Literatura Infantil no mundo, pense no contexto brasileiro e redija um parágrafo (aproximadamente 10 linhas) sobre a Literatura Infantil no Brasil, ou seja, desde as primeiras manifestações literárias voltadas para o público infantil produzidas em território nacional até os anos de 1970.

Essa literatura faz denúncias sobre o momento histórico vivido e sua importância para a construção da identidade e cultura brasileiras. Partiu-se das hipóteses que há na literatura infantil brasileira uma forte denúncia do sistema instaurado a partir de Golpe de Estado em 1964,originando daí o que se chamou Ditadura Militar no Brasil. A literatura infantil publicada nesta época foi de extrema riqueza criativa para burlar a censura, ou seja,foi produzido um discurso que aparentemente não dizia muito, mas na verdade representava bem o contexto sócio-histórico vivido pelos escritores da época.Selecionou-se como corpus de estudo 15 (quinze) obras das escritoras Ana Maria Machado, Lygia Bojunga e Ruth Rocha para se verificar como a Ditadura está representada nas histórias, quais as formas de controle e dominação que perpassam ao longo das narrativas utilizadas pelos ditadores, que meios de combater a ditadura são apontados nos livros, e qual o papel da criança nesse processo. Conclui-se que há uma forte denúncia ao sistema da Ditadura nas obras infantis dos anos 1970. Essa literatura é de extrema relevância e importância, não só pelo seu conteúdo histórico, mas principalmente pela criatividade dos escritores .tornando-as referências para futuros produtores da literatura infantil brasileira.

3. Monteiro Lobato é destaque não apenas na Literatura Infantil Brasileira, mas também no contexto da Literatura Universal. Leia o artigo “A importância de Monteiro Lobato na Literatura Infantil Brasileira”, de Viviane Maria Forstner Matozzo. Acesse: http://oguari.blogspot.com.br/2009/04/importancia-de-monteiro-lobato-na.html. Em seguida, faça um resumo das principais ideias, destacando três que você julgar mais importantes

.

R: Monteiro Lobato criou um universo para a criança enriquecida pelo folclore, buscou o nacionalismo na ação das personagens que refletiam na brasilidade, na linguagem, comportamentos e na relação com a natureza. as funções da Literatura Infantil no Brasil estendem-se para além da educação formalizada, formar e informar passa a ser o interesse de autores e obras Algumas transformações ocorridas no século XVIII, aliadas às questões educacionais, marcaram algumas acepções sociais voltadas à família, entre elas o namoro, que marca o início da liberdade entre os jovens, entra em cena, então, a figura do pai e da mãe, os quais deviam estar ligados à educação dos filhos, assim, recaia sobre a família a responsabilidade de fazer com que a criança chegasse à idade adulta sadia e com uma boa educação. É neste século que surge a educação para todos, priorizando, assim, a criança.

Com isso, surge a necessidade de obras que despertassem o interesse das crianças, que lhe chamassem a atenção, na qual pudessem viajar e sonhar, baseadas no mundo do faz-de-contas. A literatura de Lobato cumpre muito bem este papel.

Essa simplicidade de concepção deve criar a simplicidade de linguagem, na qual a literatura deve ser uma fonte repleta de sensações, emoções,

...

Baixar como (para membros premium)  txt (27.7 Kb)  
Continuar por mais 17 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com