TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

09 - Explique O Paradoxo Entre Estabilidade E Adaptabilidade Da Cultura.

Por:   •  16/9/2013  •  461 Palavras (2 Páginas)  •  1.294 Visualizações

Página 1 de 2

Revista Exame – 28/08/2013 – Exercício capitulo IV

10 atitudes que fazem seus funcionários odiarem você

No Brasil, 36% dos colaboradores dizem que podem pedir demissão por causa de seus chefes. Veja quais atitudes evitar para que seus subordinados não odeiem você - Se por um lado a liderança de uma empresa pode ser fundamental para o seu sucesso, por outro, ela pode ser a causa de um grande turnover de funcionários. É o que revela uma pesquisa recente da Vagas Tecnologia, que aponta que 36% dos mais de 10 milfuncionários entrevistados no Brasil estão dispostos a pedir demissão por causa de seus chefes.

Ainda dentro deste universo, 60% consideram seus líderes bipolares, autoritários, enroladores ou inseguros. Veja que atitudes evitar para não se enquadrar nestas avaliações e não ser odiado por seus subordinados:

Achar que “manda quem pode, obedece quem tem juízo”.

É o caso daquele chefe que não ouve os funcionários e acha que ele é o único que tem poder de decisão sobre absolutamente tudo. “A geração Y não tolera este tipo de chefia, ela foi educada de maneira diferente, ela quer participar. Isso não funciona mais”, diz Marcia Luz, autora do best seller sobre liderança “Agora é pra valer”.

Ser um chefe “teflon”

Na descrição do consultor de carreiras da GDT Brasil Edson Carli, “o chefe teflon é aquele em que nada gruda”. É aquele que não resolve nada, apenas delega. “Se ele toma bronca, joga a responsabilidade para os subordinados; se recebe alguma reclamação deles, diz que o problema só pode ser resolvido por seus superiores”.

Não se sentir parte da equipe

Na teoria, o líder deve ser aquele que protege a sua equipe e os interesses da empresa, mas na prática isso nem sempre acontece porque muitos chefes não se sentem realmente parte do grupo. “Quando recebe uma reclamação de alguém, em vez de procurar resolver, ele também reclama, desmotiva a equipe. E quando a empresa é criticada, ele acha que a culpa é dos outros funcionários”, diz Carli.

Não oferecer ou não saber deixar o feedback claro

É importante que os trabalhadores saibam quais foram seus erros e acertos dentro de um processo para poderem melhorar o seu desempenho. Porém, o feedback precisa ser claro. “O colaborador precisa saber que isso é para ajudar. O ideal é descrever claramente a situação sobre a qual se quer falar, especificar a atitude que a pessoa teve naquele momento e qual foi a consequência daquele ato”, explica o sócio da Enora Leaders João Marcelo Furlan. Segundo ele, se o feedback não for objetivo, pode ser considerado injusto, um prato cheio para odiar o chefe.

Expor os erros dos funcionários

Erros

...

Baixar como (para membros premium)  txt (2.8 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com