TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Atps Tga Passo 4

Por:   •  2/10/2013  •  1.886 Palavras (8 Páginas)  •  268 Visualizações

Página 1 de 8

Sabe-se que a administração obteve diversos enfoques e visões através do tempo, contudo apesar dos diferentes tratamentos da administração, ela permanece como forma de aprimorar os meios para atingir os melhores fins, é praticada desde os primeiros agrupamentos humanos. A moderna teoria geral da administração, que se estuda hoje é formada por conceitos que surgiram e vêm-se aprimorando há muito tempo, desde que os administradores do passado enfrentaram problemas práticos e precisaram de técnicas para resolvê-los.

Se pesquisarmos as primeiras manifestações da administração, podemos citar como uma das mais impressionantes há mais de 3.500 anos em um exemplo biblico citado por Chiavenato (2000), onde relata que Moisés estava passando o dia cuidando de pequenas causas que o povo lhe trazia, população estimada na época de três milhões de pessoas. Então Jetro seu sogro recomendou: Procure homens capazes para serem líderes de 10, 100, 1000. Já nesta época era utilizado um sistema de administração hierarquizada.

Sabemos ainda, que a revolução industrial do século XVIII e o surgimento das máquinas a vapor foram fatores determinantes na mecanização da indústria e da agricultura, com desenvolvimento do sistema fabril, e substituição da tarefa artesanal pela atividade da máquina, que se cria a necessidade de sistematizar um processo administrativo que antecedesse as exigências do novo modelo organizacional. Após a Revolução Industrial houve um crescimento desordenado das organizações, com isso, á partir de cada contexto histórico foram surgindo às teorias fundamentadas através de problemas enfrentados pelas organizações daquela época. A Administração Científica teve seu início no começo do século XX, pelo engenheiro americano Frederick W. Taylor, transformando os pensamentos administrativos no setor industrial, propondo buscar eficiência na execução das tarefas, paralelamente à Administração Científica, surgiu a Teoria Clássica do engenheiro francês, Henri Fayol, que ao contrário de Taylor que enfatizou as tarefas, Fayol criou a teoria com ênfase na estrutura organizacional, a segunda abordagem relacionada a estrutura organizacional foi a Teoria Burocrática de Max Weber voltada para racionalidade e eficiência, com foco nas pessoas.

Os princípios e técnicas Frederick Taylor, identificou três males nas indústrias buscando o aumento produtivo desejado: Vadiagem sistemática, uma vez que, para ele, cada operário produzia um terço do que poderia produzir, desconhecimento dos trabalhos dos operários pela gerência, e a falta de uniformidade dos métodos de trabalho. Para solucionar estes problemas, Taylor, propôs as empresas que buscassem eficiência e rapidez na execução das tarefas, substituindo a experiência e o método pessoal de trabalho de cada operário, exigindo métodos que aumentassem a produtividade fabril, com estudos de tempos e movimentos, facilitando assim a padronização nas tarefas, e consequentemente, surgiram as gerencias com funções de planejar e controlar de melhor forma a execução e controle dos operários e seus trabalhos, Taylor dissociou os princípios das técnicas, uma vez que “os trabalhadores e seus supervisores imediatos deveriam ocupar-se exclusivamente da produção. Toda atividade cerebral deve ser removida da fábrica e centralizada no departamento de planejamento [...]” (MAXIMIANO, 2206, p.41). Taylor e seus seguidores buscavam construir uma administração com ênfase na racionalização e controle da atividade humana, a Administração Científica concentrou-se na produção em massa, cujos princípios são: Padronização, racionalidade do trabalho e ritmo, uns de seus inúmeros seguidores, Henry Ford, que teve a intuição de utilizar a produção em massa na linha de montagem de produção de automóveis, buscava sempre a padronização, na qual o operário executava tarefas simples e repetitivas, reduzindo assim os custos de produção, Ford não inventou nada, apenas soube como utilizar as técnicas oferecidas na época pela Administração Científica.

Henri Fayol, por ter sido um homem de cúpula de grandes empresas, acreditava que a melhor forma de se atingir a eficiência era garantindo a organização formal, dispondo da melhor maneira possível de atingir a eficiência máxima, para Fayol, as funções administrativas são compostas por cinco elementos: Prever, organizar, comandar, coordenar e controlar, e também dividiu as organizações em seis funções: Técnicas, comerciais, financeiras, contábeis, administrativas e segurança. No entanto, as funções administrativas não são exclusivas da alta cúpula, sendo repartida por todos os níveis hierárquico das empresas, Fayol considerava alguns princípios da Administração Científica como a divisão do trabalho e disciplina, abandonando outros e incluindo outros princípios de hierarquia

...

Baixar como (para membros premium)  txt (13.1 Kb)  
Continuar por mais 7 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com